Quadril com artrose: saiba como tratar a dor

quadril-artroseQuando há desgaste da articulação não tem jeito, a artrose aparece. A doença se caracteriza pela perda de cartilagem que veste o osso e funciona como um amortecedor de impacto.

A artrose pode ser decorrente de predisposição genética ou de fraturas, infecções ou traumas esportivos. Existem casos ainda, porém bem específicos, em que a cabeça do fêmur sofre como se fosse um infarto e resulta no problema.

Quando a artrose é genética entre os 30 a 40 anos ela já apresenta algum tipo de desconforto. Senão será mais comum a partir dos 60, lembrando que o problema atinge cerca de 5% da população, enquanto a artrose no joelho chega a ser diagnosticada em 20%.

O primeiro sinal de comprometimento por artrose é a dificuldade em realizar alguns movimentos, o principal é colocar o próprio calçado. Já a dor característica da artrose no quadril começa na virilha e se irradia até o joelho. Se o comprometimento for grande o desconforto é permanente, esteja o paciente em pé, deitado ou se movimentando.

Em qualquer tipo de artrose nos membros inferiores, seja no quadril ou no joelho, a perda de peso e a fisioterapia serão aliados contra o problema. As sessões devem ter início logo na descoberta da doença agindo na diminuição da dor, no aumento da flexibilidade, na melhora dos movimentos e na preservação da degeneração da cartilagem. Junto à fisioterapia alguns pacientes podem fazer o uso de medicamentos como analgésicos ou anti-inflamatório, dependendo o estágio do problema. Cirurgias são indicadas como a última alternativa para tratar a doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *