Lesão muscular

Os músculos são geradores de força que produzem movimentos articulares. Uma lesão acontece quando um músculo ou um tendão que se prende ao osso é submetido a um esforço tão grande que as fibras e vasos musculares acabam se rompendo. Quando há rompimento dos vasos há, além da dor, o surgimento de hematoma acompanhado de inflamação local.

A lesão muscular pode ocorrer em esportistas e atletas de final-de-semana, uma vez que ambos os públicos realizam movimentos ou atividades que geram sobrecarga miotendínea. Estão mais propensas as distensões musculares pessoas sedentárias, com excesso de peso ou que não fazem o aquecimento adequado antes da prática de exercícios ou que se exercitam em excesso, levando ao cansaço extremo.

Geralmente, a lesão muscular ocorre quando o indivíduo apresenta falta de condicionamento físico e não utiliza uma técnica adequada na hora de realizar um exercício. Além disso, a falta de aquecimento antes da prática dos exercícios e cansaço extremo também podem contribuir para o surgimento da lesão.

Quem é acometido pela lesão muscular pode queixar-se de dor, edema, dificuldade em movimentar o músculo lesionado. Em alguns casos, pode ocorrer uma ruptura completa das fibras e o rompimento dos vasos sanguíneos deixando o local inchado.

Após os sintomas é importante procurar um especialista para que seja feito um diagnóstico. O especialista pode solicitar exames de imagem como ultra-som, radiografias e ressonância magnética.

O tratamento pode ser feito com medicamentos anti-inflamatórios, aplicação de gelo no local e fisioterapia. Em algumas sessões é possível recuperar o músculo e o indivíduo pode retomar suas atividades normalmente.

lesão-muscular-joelhoO que é?

A lesão muscular não é privilégio dos atletas nas competições. Pode acontecer com qualquer pessoa, em qualquer lugar, durante a realização de tarefas rotineiras. A distensão muscular ocorre quando um músculo ou o tendão que se prende ao osso é submetido a um esforço que rompe algumas ou muitas fibras musculares e os vasos sanguíneos que as irrigam, dando origem a um hematoma acompanhado de inflamação local.

 

Causas

O risco de sofrer distensões musculares aumenta nas seguintes situações:

a) falta de condicionamento físico e do emprego da técnica adequada para a realização de cada tipo de exercício;
b) falta de aquecimento antes da prática dos exercícios;
c) cansaço extremo;
d) excesso de peso corpóreo.

 

Sintomas

Dor, hematoma (mancha roxa), edema (inchaço), dificuldade para movimentar o músculo lesado são os sintomas típicos das lesões musculares. Quanto mais intensos, maior a gravidade do quadro. Quando há rutura completa das fibras e o rompimento dos vasos sanguíneos, surge um grande hematoma no local que fica muito inchado. No que se refere à dor, nas distensões agudas, ela pode vir acompanhada de pontadas e dificuldade de movimentação do músculo comprometido. Já nas distensões crônicas costuma ser mais fraca e se manifestar quando os movimentos que causaram a distensão são repetidos.

 

Diagnóstico e exames

Além da avaliação clínica da região afetada pela distensão muscular, radiografia (apenas para excluir fraturas), e ressonância magnética são exames de imagem importantes para estabelecer o diagnóstico diferencial e orientar o tratamento.

 

lesão-muscular-joelhoTratamento

O tratamento só pode ter se aplicado quando se conhece a causa da lesão, daí a importância do diagnóstico exato. Dependendo do quadro do paciente, o tratamento pode ser feito com medicamentos anti-inflamatórios, gelo, reabilitação ou fisioterapia, que vem sendo uma grande aliada na recuperação de uma lesão muscular. Com apenas algumas sessões o atleta consegue tratar a lesão e voltar às atividades normais.