Como tratar tendinite?

Você sabe como tratar tendinite? O problema pode ocorrer em indivíduo de todas as idades e gerar bastante incômodo no dia a dia. Acompanhe o texto e descubra o que fazer , caso você sofra desse problema!

Resultado de imagem para tendinite no joelhoO joelho é um das estruturas mais complexas do corpo humano. Nele há, por exemplo, uma série de tendões, que ligam os músculos aos ossos. São os tendões que permitem o movimento das pernas. Contudo, há situações em que eles inflamam, dando origem à chamada tendinite.

Quando um indivíduo sofre de tendinite, o tensionar/esticar os tendões se torna doloroso. Primeiro, em movimentos mais intensos, como durante a prática de esportes. Depois, em um estágio mais avançado do problema, qualquer pequeno movimento provoca um incômodo agudo. São diversos os tendões existentes em torno do joelho e a inflamação de qualquer um deles é chamada de tendinite.

Fatores de risco para a tendinite no joelho

 

Existem alguns fatores de risco para o desenvolvimento da inflamação nos tendões do joelho. Primeiro, a repetição de movimentos de alta intensidade, como os que ocorrem durante a prática de esportes. Se feita de forma exagerada ou, até mesmo, de forma incorreta, a prática da atividade física coloca muita pressão sobre a estrutura. O resultado será sua inflamação, como um modo do corpo alertar o indivíduo de que a área está sendo sobrecarregada ou utilizada de forma inadequada.

Resultado de imagem para tendinite joelho inchaçoNão só os atletas de ponta estão sujeitos à essa condição. Aqueles atletas  “de fim de semana” são um grupo igualmente de risco para a inflamação dos tendões. Especialmente porque, quando a prática dos esportes é feita em apenas alguns dias, é comum que o indivíduo queira “recuperar o tempo perdido”. Dessa forma, ele acaba por exagerar na quantidade / intensidade ou tempo de treino. Além disso, corre-se o risco, também, do indivíduo realizar os exercícios de forma incorreta. A irritação do tendão é quase certa nessas situações.

Idosos também são muito suscetíveis a desenvolver o problema. Isso porque, ao longo dos anos, as estruturas do corpo vão se desgastando naturalmente. O desgaste do tendão na melhor idade já é mais intenso e, assim, facilita a ocorrência de inflamações até mesmo aos menores esforços.

Além da dor, já citada, é comum que a tendinite provoque inchaço e limitação de movimento na região do joelho. De qualquer modo, uma série de outros problemas na área pode causar os mesmos sintomas. Por isso é fundamental que, após alguns dias de sintomas, o paciente procure auxílio de um profissional. Apenas o especialista poderá realizar o correto diagnóstico da condição, avaliando o modo mais adequado de tratar a possível tendinite.

Como tratar tendinite?

 

Resultado de imagem para tendinite joelho geloO tratamento da tendinite deve ser indicado por um profissional da saúde, médico ou fisioterapeuta. Afinal de contas, diferentes gravidades do problema requerem diferentes tipos de terapia. Para situações mais brandas, por exemplo, o descanso e uso de medicamentos pode ser suficiente. Em casos graves, o tratamento conservador deve ser mais específico e, nos últimos casos, a cirurgia pode ser indicada.

Independentemente do tipo de terapia, contudo, existem algumas atitudes que podem melhorar o quadro clínico do indivíduo. A primeira delas é o descanso: quando o indivíduo perceber sintomas do problema, deve interromper seus movimentos, especialmente os mais intensos da atividade física, e dar um tempo às pernas. Evitar a prática física e elevar as pernas ao se deitar, costumam ser cuidados bastante benéficos.

Aplicar gelo na região dolorida é outro método interessante. Mantenha um pacote de gelo sobre o joelho por cerca de 30 minutos, duas ou três vezes ao dia. Além de anestesiar a área, o gelo ajuda na não formação do inchaço, melhorando o quadro e auxiliando na cicatrização do tendão.

Para os demais modos de tratar tendinite, é fundamental que o paciente conte com a indicação e acompanhamento médico.

Remédios para a tendinite

 

Os medicamentos utilizados para tratar tendinite no joelho podem ser encontrados em forma de comprimidos orais, creme, pomada ou gel. De modo geral, eles são anti-inflamatórios e analgésicos, por isso diminuem a dor e a própria inflamação do tendão.

Apesar de muitos serem vendido livremente nas farmácias, o indivíduo só deve utilizar os remédios com a prescrição médica. Isso porque apenas o especialista poderá avaliar a dosagem adequada. Ademais, o medicamento utilizado de modo incorreto pode mascarar sintomas que indicariam outro problema – o que pode atrapalhar o diagnóstico e o consequente o tratamento.

Fisioterapia

 

A fisioterapia é um dos principais recursos para o cuidado com os joelhos. Por meio dela, o paciente percebe o alívio da dor e da inflamação, e pode voltar mais rapidamente às suas atividades comuns. Neste caso, são utilizados recurso eletrofísicos como LASER e ultrassom e também exercícios físicos controlados, como foco no equilíbrio e fortalecimento dos músculos envolvidos.

Resultado de imagem para tendinite joelho fisioterapiaConsultar-se com o fisioterapeuta é importante porque o profissional pode criar uma série de exercícios específicos para o paciente. Isso aumenta a eficácia do tratamento, pois irá trabalhar exatamente a região envolvida, melhorando a capacidade dos tecidos de absorver  e gerar cargas durante as atividades do dia a dia e esportivas.

Geralmente, as atividades são realizadas, em media, de duas a três vezes na semana, no consultório ou em casa. A forma de tratar tendinite tende a curar a condição mais rapidamente – mas é fundamental segui-la com a frequência indicada. Intensificar a prática por conta própria pode ter efeito completamente contrário e agravar a tendinite que está sendo tratada.

O ultrassom terapêutico pode ser aplicado em associação a pomadas ou géis anti-inflamatórios, que penetram mais facilmente na pele por meio das ondas produzidas pelo aparelho. Essas mesmas ondas ainda provocam efeitos como a melhora da circulação sanguínea, essencial para a renovação das células lesionadas.

Cirurgia para tendinite

 

De forma geral, a cirurgia é indicada para casos graves da tendinite no joelho. Afinal, ela é o método mais invasivo de terapia, o que é sempre evitado ao máximo, além de não ter uma taxa tão alta de sucesso.

O processo cirúrgico é utilizado para fazer a raspagem quando cristais de cálcio se acumulam no tendão inflamado. A deposição de cristais de cálcio no tendão gera desidratação da estrutura. Essa desidratação facilita a ruptura do tendão. Por isso, pode ser necessário realizar a cirurgia de raspagem para evitar a segunda condição, de ruptura da estrutura.

As cirurgias são simples e requerem repouso total por apenas 8 dias. Depois, o paciente pode retornar à rotina aos poucos, enquanto realiza sessões de fisioterapia para sua recuperação total.

Erros durante o tratamento

 

Algumas atitudes do indivíduo durante o tratamento podem prejudicar a terapia para a resolução da tendinite do joelho, independentemente do tipo de cuidado indicado pelo médico. O primeiro erro mais comum é a interrupção dos exercícios físicos. Muitos indivíduos acreditam que a simples diminuição da prática de esportes é suficiente – o que não é verdade. Na maior parte dos casos, o esporte foi o responsável pela inflamação, e praticá-lo na mesma intensidade, durante o período de terapia é manter a condição causadora em voga.

Tudo isso não significa, contudo, que é necessário manter a completa imobilidade. Interromper completamente os movimentos do joelho é outro erro comum, e perigoso. Para fortalecer o tendão, é necessário realizar atividades físicas específicas, como agachamentos excêntricos ou exercícios lentos e com alta carga. Assim, siga a recomendação de exercícios feita pelo seu fisioterapeuta, na frequência também indicada por ele.

Finalmente, é comum que o paciente volte à sua rotina de exercícios assim que percebe uma diminuição da dor. Esse retorno é prejudicial, e geralmente faz retroceder todo o avanço conquistado durante a terapia. Afinal, não é só porque a dor diminuiu que o tendão está completamente saudável novamente.

Logo, é essencial só voltar à prática de esportes intensos com o aval do seu fisioterapeuta. E, principalmente, com o acompanhamento de um profissional da Educação Física, que poderá recomendar os modos corretos de realização de cada atividade, durante o retorno.

Informações importantes

 

Durante o tratamento, é importante avaliar o alívio ou o aumento da dor, e sempre reportar as informações ao profissional que está acompanhando o seu caso. Como citado, os exercícios e outras terapias são pensadas de acordo com cada paciente – o que não significa, contudo, que eles serão imediatamente eficazes.

Caso o indivíduo não perceba melhora ou então experimente o aumento da intensidade de seus sintomas, pode ser necessário mudar as estratégias de cuidado. Ou seja, o médico deve ser informado sempre que um sinal parecer mais intenso.

Após o tratamento, ainda é interessante manter cuidados para evitar o retorno da tendinite. Para isso, é necessário descobrir qual foi a causa do problema, e evitar os hábitos prejudiciais. Os fatores causais mais comuns são a realização intensa e incorreta de esportes, mas também podem existir agravantes como material inadequado de treino, terrenos irregulares ou troca de treino de um terrena plano para um inclinado.

Desequilíbrios musculares são causas também comuns, o que indica a necessidade de fortalecimento dos músculos das pernas.

Ficou com alguma dúvida sobre o problema, ou sobre como tratar tendinite? Leia também este texto no nosso blog!