Dor pela tendinopatia patelar?

tendinopatia-joelhoO ligamento patelar, ou tendão patelar, é a parte central do tendão do músculo que gera estabilidade e mobilidade a estrutura do joelho, fazendo parte do chamado mecanismo extensor, pois em bom estado a contração desse músculo faz a extensão da perna.

Esse ligamento é sobrecarregado na prática de alguns esportes, como futebol, corrida ou tênis. Mesmo os atletas de fim de semana podem ter o problema, nesse caso, devido à falta de condicionamento físico.

As lesões mais frequentes no ligamento são tendinite e roturas do tendão. Tendinite é aquela inflamação que leva a dor anterior do joelho. Ela pode ser diagnosticada em diferentes graus, onde em fases avançadas pode até romper o tendão.

A rotura do tendão apresenta a ruptura completa ou incompleta do local, sendo que em casos de ruptura completa o movimento extensor da perna fica inviabilizado. Geralmente quando isso acontece é porque o paciente já tinha algum grau de tendinite. Entre os sintomas, se for tendinite a dor será intensa em movimento, como ao andar, correr ou saltar, pode aparecer hematomas na região, assim como queixa do paciente em dobrar ou esticar a perna.

A rotura do ligamento é bem mais grave, com dor súbita, incapacidade de extensão, patela fora da posição, inchaço e hematoma. A tendinite tem uma evolução mais lenta, por isso, se tratada no início é alta a chance de cura. O acompanhamento deve ser feito com a administração de medicamentos e orientação fisioterápica para garantir a recuperação da função.

O fisioterapeuta irá trabalhar para diminuir a pressão na região, melhorar o alongamento incluindo os flexores do quadril, fortalecer a perna, além de detectar possíveis desequilíbrios musculares para tratar os mesmos. Em contrapartida as rupturas sempre demandam cirurgia e fisioterapia pós-operatória para garantir a recuperação ideal.