Futebol, vôlei, basquete e corrida: Saiba quais são as lesões mais comuns em cada modalidade

lesões-esportesÉ difícil encontrar alguém que ainda não sofreu com uma lesão nos membros inferiores pelo menos uma vez na vida, seja por excesso de exercícios, traumas relacionados ao esporte ou desgaste da cartilagem. Cerca de 90% das lesões esportivas acontecem em quadris, coxas, joelhos, pernas, tornozelos e pés. Alguns estudos mostram que 45% se localizam no joelho, 9,8% no tornozelo e 7,7% no ombro.

No país do futebol quem sofre mais com as lesões no joelho são os jogadores. A cada seis segundos o jogador de futebol faz um movimento inesperado que, se ultrapassar os limites do corpo, tem grandes chances de causar uma lesão e as consequências podem ser graves. Mas qualquer atividade esportiva e até profissional pode desencadear o problema. Quem trabalha em escritório, por exemplo, e permanece sentado por muito tempo com os joelhos fletidos tem chances de desenvolver dor por compressão patelar.

Se você faz atividade física, joga futebol, basquete ou vôlei, tem que estar atendo aos seus movimentos durante o jogo para não cair numa armadilha e lesionar o joelho ou o tornozelo. Mas será que tem como calcular os nossos movimentos durante o jogo?

A maioria das lesões é imprevisível, no entanto, pode ser evitada. O mais importante é saber como. O corpo humano possui mecanismos naturais de defesa contra contusões e é possível trabalhar essa defesa por meio de exercícios com o objetivo de melhorar a propriocepção, equilibro e controle motor. O ideal é seguir um programa de prevenção que envolva exercícios de estabilização e resistência.

Lesões campeãs

Agora que você já sabe que qualquer esporte pode provocar uma lesão, fique atendo aos movimentos e saiba onde elas são mais frequentes:

Futebol

Os jogadores sofrem com mais regularidade de distensões dos músculos da coxa, contusões e torções, principalmente nos tornozelos e joelhos. Quando ocorre uma distensão, o jogador sente uma dor aguda na coxa, sendo resultado do rompimento de algumas fibras musculares. Já a contusão consiste em um trauma que provoca dor e até inchaço. No futebol a contusão é mais frequente devido ao índice de contato entre os jogadores. E, por último, a torção ou entorse, que é provocada pelo tracionamento exagerado dos ligamentos.

Basquete

No basquete a contusão sai na frente. Assim como no futebol, o atleta tem mais chances de sofrer um trauma ao entrar em contato com outro jogador. Eles também podem sofrer com tendinites no joelho, causada por paradas ou movimentos bruscos durante o jogo, causando dor, e a entorse do tornozelo, provocada devido à instabilidade dos saltos e manobras durante o jogo.

Corrida

corrida-lesõesQuem pratica essa modalidade tende a sofrer com tendinites no joelho, principalmente pela repetição do movimento durante a corrida, sendo potencializada em atletas com disfunções biomecânicas. A canelite é outro sintoma que pode ocorrer devido à pisada ou por correr em solo irregular.

Vôlei

Os jogadores de vôlei também são vitimas das tendinites do joelho, provocada por excesso de salto ou falta de aquecimento, além de sofrer com a entorse do tornozelo, geralmente causada pela instabilidade no contato com o solo após o salto.

Previna-se

A melhor forma de prevenir essas lesões é fazendo um aquecimento antes de iniciar qualquer modalidade esportiva. Se você sofreu alguma lesão durante o jogo, siga todas as recomendações do seu fisioterapeuta e só volte a jogar depois que o médico ou fisioterapeuta liberarem. Caso você desobedeça, lembre-se que nenhum jogo é tão importante quanto a sua saúde.