Veja aqui algumas lesões que acometem os joelhos!

item1

O paciente também ouve um estalido no joelho acompanhado de dor. Se o ligamento acometido for um dos cruzados, oderrame articular conhecido como “água no joelho” pode acontecer, levando a instabilidade antero/posterior e rotacional. Caso a lesão seja nos ligamentos colaterais, o inchaço pode se instalar no joelho associado a instabilidade médio/lateral.

Depois da lesão do LCA, a lesão ligamentar mais frequente no joelho é a lesão do LCM – na região interna do joelho -, que ocorre quando o joelho é forçado para dentro e a perna para fora, i.e., mecanismo em valgo.

O ligamento é um estabilizador passivo de uma articulação com principal função de impedir um deslocamento anormal entre dois ossos. No joelho, existem quatro ligamentos: os cruzados anterior (LCA) e posterior (LCP) e os colaterais medial (LCM) e lateral (LCL). Quando existe a ruptura de um destes ligamentos, o joelho pode se tornar instável e gerar episódios de falseio, dor e inchaço.

A fisioterapia é fundamental para tratar as lesões destes ligamentos, especialmente no caso de atletas, que precisam retomar à performance anterior. As sessões de fisioterapia envolvem, principalmente, controle da dor e edema, correção biomecânica e estabilidade de movimentos, através de treinamentos de força e equilíbrio, além de exercícios que auxiliem na prevenção de futuras lesões. Em casos de rupturas totais ligamentares com sinais de instabilidade, o paciente será submetido a um protocolo de reabilitação com duração entre três e seis meses, sendo que aos três meses o paciente já