Alongamento para fascite plantar

O alongamento para fascite plantar é uma das formas de aliviar as fortes dores que esta condição traz. Mas afinal, o que é fascite plantar?

A fascite plantar é um quadro que traz dor à sola do pé e calcanhar. Mas, quais são os melhores alongamentos para esta condição e como eles são feitos?

Agendar sua Avaliação

Vamos falar sobre esses alongamentos e os tratamentos mais efetivos para fascite plantar no artigo de hoje.

Confira!

O que é fascite plantar?

mulher sentadda coma mão em um dos pés descalços sobre o calcanhar fazendo alongamento para fascite plantar

Agendar sua Avaliação

Fascite plantar é a inflamação da fáscia, ou seja, da estrutura fibrosa e elástica que envolve músculos e ossos. No caso da fáscia plantar, essa estrutura envolve os músculos e ossos da sola do pé.

Em algumas situações, no entanto, a fáscia se torna excessivamente contraída e devido à inflamação local, se desenvolve o quadro denominado de fascite plantar.

Sintomas 

O principal sintoma da fascite plantar é a dor na sola do pé, e um dos sinais mais característicos de fascite plantar é a forte dor logo pela manhã. Para alguns pacientes, a dor é tão intensa após acordar, que torna-se impossível colocar o pé no chão.

No decorrer do dia, a dor vai diminuindo. De fato, isso ocorre porque com a movimentação, a tendência é a fáscia aumentar a vascularização e relaxar, diminuindo a contração. Assim, o paciente sente menos dor e até consegue esquecer que tem o quadro de fascite plantar.

Mas, ao voltar à noite, a sola do pé e região do calcanhar voltam a doer, com dor bastante aguda logo pela manhã.

Fatores de risco para fascite plantar

pessoa em pé com uma das mãos sobre o calcanhar levantado

Alguns grupos populacionais e hábitos de vida aumentam os riscos de o paciente apresentar fascite plantar. Dentre esses fatores de risco podem-se citar a obesidade e aqueles com pés mais planos, ou seja, que apresentam redução da curvatura da sola dos pés.

No caso da obesidade, pacientes que adotam hábitos de vida mais saudáveis e conseguem perder peso, já sentem bastante melhora do quadro de dor da fascite plantar.

Outros fatores de risco são o uso de sapatos como de salto alto durante longos períodos, pois estes sapatos de salto alto mantêm os pés em posição não anatômica e fazem com que a fáscia plantar fique rígida e esticada. Assim, o uso de sapatos com salto baixo ou médio é mais indicado.

Corredores também podem apresentar fascite plantar, devido ao constante atrito da sola do pé com o chão. Por isso, o uso de tênis com adequado sistema de amortecimento também é uma boa estratégia para melhora do quadro.

Diagnóstico 

Para diagnosticar fascite plantar, o fisioterapeuta faz a análise da mobilidade do pé, solicitando ao paciente que faça movimentos para verificar onde está a dor. Além disso, exames de imagem podem ser solicitados, sobretudo, para excluir outras hipóteses diagnósticas, como pequenas fraturas em algum dos ossos do pé.

Uma das formas tratamento são os alongamentos para fascite plantar.

Tratamento e porque fazer alongamentos para fascite plantar

Para o tratamento da fascite plantar, o ideal é minimizar o quadro de dor do paciente. Para isso, o uso de analgésicos ou anti-inflamatórios, quando receitados pelo médico, alivia a dor.

Mas, outras estratégias são bastante eficazes no alívio da dor sentida pelo paciente. Uma delas é a aplicação de laser ou ultrassom, em sessões de fisioterapia. Com isso, há diminuição da inflamação local.

A fisioterapia é uma forte aliada no tratamento da fascite plantar, pois, ações fisioterapêuticas conseguem minimizar a dor sentida pelo paciente. Dessa forma, o paciente também poderá diminuir a quantidade de analgésicos e anti-inflamatórios que toma.

Outra forma bastante eficaz de diminuir a inflamação local é por alongamentos para fascite plantar. Os alongamentos para esta condição ajudam na diminuição da dor, visto que relaxam a fáscia e com isso, diminuem a dor.

Alongamentos para fascite plantar

pessoa com bolinha debaixo de um dos pés fazendo alongamento para fascite plantar

Relaxamento da fáscia com bola de tênis 

Uma das maneiras mais simples de relaxar e aliviar a fascite plantar é com uma bola de tênis. Apenas movimente a bola com a sola do pé, passando diversas vezes nas regiões mais dolorosas.

Tenha o hábito de fazer esse exercício diariamente.

Relaxamento com garrafa de água gelada 

Outra forma de fazer aliviar a dor da fascite, é com uma garrafa de água pet congelada. O gelo ajuda a diminuir a inflamação local, por causar vasoconstrição.

Alongamento com toalha ou faixa 

Esse tipo de alongamento pode ser feito com uma toalha ou uma faixa elástica. Posicione a toalha ou a faixa na sola do pé e, com a perna esticada, puxe o pé para você.

Uma variação é elevar a perna para cima, caso você prefira.

Panturrilhas alongadas 

As panturrilhas são os músculos localizados na batata da perna. E essa musculatura precisa estar bem alongada e reforçada, para que excesso de carga não atinja a fáscia plantar.

Portanto, alongar as panturrilhas é uma boa maneira de minimizar a inflamação da fáscia. Para isso, basta colocar o meio da sola do pé em um degrau e descer os calcanhares, dentro do limite da dor. Então, retorne à posição original e repita o movimento algumas vezes.

Com esses alongamentos para fascite plantar, certamente o paciente sentirá menos dor e diminuirá os riscos de ter outros casos agudos causados pelo mesmo problema.

Tratamento do Instituto TRATA

O Instituto TRATA possui uma equipe de especialistas que, antes de submeter o paciente ao tratamento, avalia detalhadamente o seu quadro histórico. E um dos grandes referenciais durante o tratamento, é o uso da tecnologia avançada.

O Instituto tem como principal bandeira o tratamento não-invasivo de lesões nos membros inferiores como quadril e joelho. Apesar de haver a opção cirúrgica, o tratamento conservador é a primeira linha de cuidados intensivos com a articulação afetada, recorrendo a opção cirúrgica somente se a fisioterapia com bons profissionais não conseguirem erradicar os sintomas.

Proporcionar a experiência mais completa, qualificada e individualizada no tratamento do quadril e joelho, para que nossos pacientes voltem a sua rotina normal sem dor.

A rede de clínicas do Instituto TRATA oferece tratamento para quadril e joelho, sendo a mais conhecida da América Latina, levando uma experiência completa, qualificada e segura.

É importante ressaltar que a fisioterapia deve ser iniciada o mais cedo possível, logo após o diagnóstico da fascite plantar, uma vez que isto pode ajudar a acelerar o processo de reabilitação e melhorar as hipóteses de uma recuperação total.

Conclusão

O alongamento e relaxamento para fascite plantar é uma boa forma de reduzir a inflamação e a dor no local. No entanto, é importante procurar a orientação de um fisioterapeuta para aprender sobre qual o alongamento e tratamento é o mais indicado para o seu caso.

Além disso, vale a pena lembrar que o alongamento deve ser sempre feito dentro do limiar da dor, de modo a não causar mais irritação para a fáscia.

O Instituto TRATA tem uma equipe de especialistas que podem ajudar no alongamento e tratamento da fascite plantar. Com o tratamento correto, o paciente pode regressar rapidamente à sua rotina normal e sem dor.

Esperamos que este artigo tenha sido útil para tirar suas dúvidas sobre o alongamento para a fascite plantar. Se tiver alguma dúvida, por favor, sinta-se à vontade para deixar um comentário abaixo!

Obrigada pela leitura!

Agendar sua Avaliação