Alongamento para fascite plantar: Qual o melhor?

A fascite plantar é responsável por uma dor aguda, na sola e calcanhar do pé, geralmente após acordar. Então, a pergunta que muitos se fazem é: qual é o melhor alongamento para fascite plantar

E fazendo alongamento, a fascite plantar desaparece? O alongamento é indicado para evitar a fascite plantar? É sobre essas questões que trataremos, confira! 

Agendar sua Avaliação

O que é fascite plantar?

atleta sentado no chão fazendo alongamento para fascite plantar
A Fascite plantar é uma inflamação da fáscia plantar, na sola do pé.

Fascite plantar é um quadro caracterizado pela inflamação da fáscia plantar, um tecido fibroso que recobre os músculos e ossos do pé. 

Quando essa fáscia inflama, o paciente sente muita dor na região da sola do pé, bem como no calcanhar, que se manifesta, principalmente após um longo período de repouso. 

Ou seja, quando esse paciente acorda, a dor é intensa, podendo, inclusive, impedir que o paciente consiga colocar o pé no chão e levantar da cama. 

Agendar sua Avaliação

Portanto, exercícios específicos para a fascite plantar podem ajudar a aliviar momentaneamente o quadro, para que o movimento consiga ser executado. 

Alongamento para fascite plantar funciona? 

Sim, o alongamento é uma das melhores formas de tratar e também prevenir a fascite plantar. 

Isso porque com o quadro da fascite plantar instalado, há tensão e inflamação na fáscia e na musculatura subjacente. 

Com o alongamento, o objetivo é relaxar a musculatura, bem como aliviar as tensões concentradas na região da fáscia plantar. 

Qual é o melhor exercício para fascite plantar?

Dentre todos os exercícios, um bom alongamento é considerado o melhor exercício para fascite plantar

Mas, para isso, ele deve ser feito com frequência e da maneira correta, para trazer alívio. Confira como fazer alongamento para fascite plantar. 

Como fazer alongamento para fascite plantar

homeme contra a parede fazendo alongamento para fascite plantar
Há várias maneiras de se fazer alongamento para fascite plantar.

Existem vários tipos de alongamentos e exercícios para fascite plantar. Vamos ver em detalhes cada um deles. 

1 – Relaxamento da fáscia com bola de tênis 

Uma boa massagem na planta do pé com uma bolinha de tênis pode ajudar a relaxar a região, bem como minimizar a dor. 

Usando uma bolinha de tênis, role-a sobre a sola do pé dolorido, passando-a várias vezes sobre a região. 

Faça movimentos circulares com a bola na sola do pé. Use o próprio peso do pé, com cuidado, para movimentar a bola. O ideal é fazer os movimentos sentado (a). 

A dica é fazer esses movimentos com a bolinha em cima de um tapete, para que a bolinha não escape. 

2 – Alongamento das panturrilhas 

Em um degrau de uma escada, posicione o meio do pé perpendicularmente ao degrau, deixando o calcanhar para fora do degrau. 

Então, desça os calcanhares o máximo que conseguir, alongando e esticando as panturrilhas, popularmente conhecidas como “batatas da perna”. 

Retorne à posição original e repita o movimento, ao menos 10 vezes. 

3 – Relaxamento da fáscia com garrafa congelada 

O gelo sempre ajuda a diminuir a inflamação local. Portanto, ao usar uma garrafa de água congelada, além do relaxamento, você também focará nos benefícios do gelo para regiões inflamadas do corpo. 

Não há segredo e o relaxamento pode ser feito da mesma maneira do que com a bola de tênis: posicione a garrafa no meio do pé e faça movimentos circulares e de vai e vem. 

4 – Alongamento com toalha 

Deite-se em uma superfície plana e mantenha as pernas esticadas. 

Dessa forma, posicione uma toalha no meio do pé e prenda-a com as mãos. 

Agora, puxe a toalha para você, fazendo com que os dedos venham em direção ao peito. Vá no seu limite, pois você poderá sentir dor. 

Retorne e repita o movimento ao menos 15 vezes com cada pé. 

Ainda no alongamento com toalha, eleve a perna e puxe o pé para você, através da toalha. Mais uma vez, faça com que os dedos se movimentem em direção ao peito. 

Mantenha a perna elevada por alguns segundos e depois repita o movimento com a outra perna. 

5 – Massagem na sola do pé 

Ao usar a bolinha de tênis, certamente você já teve a região da fáscia plantar massageada. Mas, não custa insistir na massagem na sola do pé, com as mãos. 

Posicione seu pé na coxa contrária e com as mãos, massageie toda a região do pé, indo da polpa dos dedos até o calcanhar. 

Foque também no arco plantar, que é a região da curva interna do pé. Deixe o calcanhar por último. 

Outra região que deve ser bastante massageada é o centro da sola do pé. Uma dica é fazer essa massagem antes de dormir, para que toda a musculatura do pé esteja bem relaxada para iniciar a noite de sono. 

E mais uma dica: caso prefira, use um creme hidratante para fazer essa massagem manual. Afinal, o creme ajuda a deslizar melhor as mãos na superfície da sola do pé, o que fará a massagem ser mais eficiente. 

Por que o alongamento para fascite plantar é importante?

mulher deitada sobre as pernas esticadas segurando os pés em alongamento para fascite plantar
O alongamento para fascite plantar é importante para aliviar a dor e relaxar os músculos.

As razões pelas quais um paciente apresenta fascite plantar nada mais é do que a contração excessiva da musculatura dos pés e da fáscia, com inflamação. 

Geralmente, isso ocorre por acúmulo de tensões na região. De fato, os fatores de risco para fascite plantar envolvem sobrepeso e problemas biomecânicos, tanto na marcha quanto na corrida, por exemplo. 

Assim, quando se realiza alongamento para fascite plantar, o organismo é auxiliado na redução da inflamação local e diminuição das tensões localizadas. 

Com o tempo e melhora dos fatores de risco e fatores causais, as crises de fascite plantar tendem a diminuir. E o alongamento é um forte aliado nessa prevenção e tratamento. 

Para indivíduos que sofrem constantemente com fascite plantar, a fisioterapia é uma ótima indicação, visto que os fisioterapeutas conseguirão auxiliar no movimento correto do alongamento. 

Além disso, a correção da biomecânica, no caso da corrida, por exemplo, pode ser essencial para que novas crises de fascite plantar não ocorram. 

Portanto, se você já está sofrendo com fascite plantar, invista no alongamento. Caso tenha feito e as crises continuam, busque um diagnóstico preciso e apoio especializado de um Fisioterapeuta, para você conseguir voltar a ter qualidade de vida e não sofrer mais com fascite plantar.

Agendar sua Avaliação