Como tratar a Artrite do Joelho

A artrite pode ser caracterizada como uma inflamação das estruturas articulares. Essa patologia apresenta diversas etiologias/causas. A artrite do joelho é uma das mais comuns.

Conheça os principais tipos de Artrite do Joelho

O principal sintoma de artrite do joelho é a dor local durante os movimentos

Agendar sua Avaliação

Existem vários tipos diferentes de artrite do joelho.

Listamos abaixo os principais:

Osteoartrite

A Osteoartrite acomete, principalmente, as pessoas com mais de 65 anos de idade. Porém, também está presente nos mais jovens, sendo uma das causas mais comuns de dores musculares e ósseas. Ela afeta as articulações por insuficiência de cartilagem e é agravada pela sobrecarga muscular e fatores genéticos.

Agendar sua Avaliação

Artrite pós-traumática

Artrite pós-traumática é quando o indivíduo sofre algum trauma ocasionado por esforços repetitivos, atividades físicas ou esportivas e acidentes (que podem promover fraturas, lesões ligamentares ou lesões meniscais). Esse trauma intra-articular pode ser responsável pelo aparecimento da artrite do joelho precoce.

Artrite Reumatoide

Artrite reumatoide é um tipo de doença autoimune, que acomete todas as articulações do corpo causando deformidades em seu estágio avançado, mas que geralmente afeta principalmente os dois joelhos, pés e mãos. Qualquer faixa etária pode ser acometida por essa doença. A deformidade instalada em decorrência dessa patologia não pode ser revertida, mas é possível retardar a velocidade de desenvolvimento das deformidades com orientações, posicionamentos, alongamentos e fortalecimentos musculares.

Sintomas da Artrite do Joelho

O principal sintoma de artrite do joelho é a dor local durante os movimentos, principalmente durante atividades como caminhar, agachar, subir e descer escadas e dobrar muito os joelhos.

Além da dor característica, outros sintomas podem incluir: enrijecimento da articulação e inchaço local, dificultando os movimentos de flexão/extensão do joelho, sensação de fraqueza nos joelhos, aquecimento e vermelhidão na pele ao redor da articulação.

Principais Fatores de Risco para a Artrite do Joelho

Artrite de joelho possui diversos fatores de risco, veja:

Obesidade: Se o paciente tem sobrepeso, o excesso de peso acaba aumentando a pressão e a sobrecarga sobre a articulação do joelho.

Gênero: As mulheres são as mais afetadas pela artrite do joelho.

Envelhecimento: Conforme a idade avança, maiores são os riscos de desenvolvimento da artrite do joelho.

Histórico familiar: Tendência genética dentro da família.

As mulheres são as mais afetadas pela artrite do joelho

Diagnóstico da Artrite do Joelho

A identificação da doença pode ser feita através de um exame físico completo, identificando a amplitude dos movimentos dos membros inferiores, alterações quanto ao calor, edema, vermelhidão e os pontos de dor de acordo com a palpação e queixa do paciente. Exame de sangue e exames de imagem, como raio-X e ressonância magnética também são utilizados para definir a patologia e o grau que se encontra.

Tratamento para Artrite do Joelho

Há vários métodos de tratamento para o alívio dos sintomas e para reduzir a velocidade de piora da artrite do joelho.

O tratamento conservador tem função de aliviar a dor e promover melhora das funções da articulação do joelho, mas as condutas dependem da causa da artrite.

A fisioterapia é a principal intervenção dentro do tratamento conservador. Os exercícios específicos visando o fortalecimento, ganho de controle motor, aprimoramento da funcionalidade ajudam na recuperação funcional das articulações, melhorando a flexibilidade e a resistência, além de auxiliar na prevenção do problema.

A cirurgia é indicada somente como último recurso em casos mais crônicos que necessitam de reconstrução da articulação afetada ou até mesmo a sua substituição.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé). A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

– O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe. É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

– A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo. Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

– O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas. O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro. A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: