Artroscopia De Joelho

Você já ouviu falar em artroscopia do joelho? O joelho é uma das mais complexas articulações do organismo humano. Isso porque o joelho recebe a carga da parte superior do organismo e articula com a parte inferior da perna.

De fato, no joelho, há a inserção de vários músculos, bem como a existência de muitos ligamentos e estruturas únicas, como o menisco. Fora isso, há o osso no interior do joelho, a patela, que inter-relaciona com o osso da coxa (fêmur) e da perna.

Agendar sua Avaliação

Por ser uma articulação bastante complexa, o joelho é passível de sofrer muitas lesões, o que muitas vezes leva o paciente a procurar um especialista, por dor ou limitação de movimento.

Na verdade, existe uma série de patologias que pode afetar o joelho e o tratamento dessas patologias passa, em casos mais graves, por um procedimento denominado artroscopia do joelho.

O que é a artroscopia do joelho e quais são suas indicações? É isso que você vai descobrir neste artigo.

Agendar sua Avaliação

O que é artroscopia do joelho?

A artroscopia do joelho é um procedimento cirúrgico.

A artroscopia do joelho é um procedimento cirúrgico.

 

A artroscopia do joelho é um procedimento cirúrgico no qual é utilizado um aparelho denominado artroscópio. Esse equipamento composto por uma haste longa, na qual há uma câmera acoplada. Dessa forma, é possível ter acesso visual ao interior do joelho, sem a necessidade de abrir completamente a estrutura. Ou seja, uma artroscopia do joelho é uma cirurgia bem menos invasiva do que uma cirurgia de campo aberto, por exemplo.

A artroscopia é um procedimento que pode ser utilizado tanto para diagnóstico de uma lesão, quanto para reparar um problema articular.

Para a realização da artroscopia do joelho é realizado um pequeno corte. Essa incisão recebe o nome de portal. Nela, é inserido o artroscópio. Além da câmera, há também uma fonte de luz e a imagem é vista em um monitor.

Então, o profissional especialista visualiza as estruturas no monitor e por outros portais pode realizar os reparos necessários.

Vantagens da artroscopia do joelho

A artroscopia do joelho pode trazer algumas vantagens ao paciente.

A artroscopia do joelho pode trazer algumas vantagens ao paciente.

 

O procedimento de artroscopia de joelho apresenta uma série de vantagens, quando comparado a uma cirurgia tradicional de campo aberto.

  • Incisão menor;
  • Menor impacto ao organismo;
  • Menor tempo de recuperação;
  • Pode ser utilizada para diagnóstico.

Indicações

Além de ser um método que pode ser utilizado para diagnóstico, a artroscopia do joelho tem indicações como parte do tratamento de algumas lesões articulares, dentre elas:

  • Lesões de menisco, ligamentos ou cartilagens;
  • Reparo de tendões e instabilidade do joelho;
  • Biópsia de tecidos intra-articulares.

Contraindicações

Podem haver algumas contraindicações para a realização da artroscopia do joelho.

Podem haver algumas contraindicações para a realização da artroscopia do joelho.

 

Existem algumas condições que contraindicam a realização da artroscopia do joelho. A principal delas é a existência de uma ferida ou infecção próxima à região.

Além disso, as condições de saúde do paciente devem ser boas, ou seja, o paciente não deve apresentar nenhum distúrbio de coagulação ou sangramento severo, o que poderia impactar no transoperatório.

Por isso, as informações prévias do paciente são essenciais para o preparo cirúrgico.

Como a artroscopia é realizada 

Primeiramente, é necessário obter informações sobre o estado geral do paciente.

Portanto, o especialista levantará seu histórico, e alguns exames de sangue podem ser solicitados, tais como hemograma e contagem de plaquetas.

Isso é importante para que o profissional tenha um panorama da saúde geral do paciente a ser submetido à artroscopia de joelho.

Além disso, é essencial saber se o paciente possui alguma alergia a algum medicamento.

A artroscopia é realizada sob anestesia. No caso, o médico anestesista decide o tipo de anestesia mais apropriada para o procedimento.

Mas, em geral, a anestesia utilizada é do tipo raquidiana ou peridural. Antes, é administrado um sedativo ao paciente.

Para o preparo, é requisitado que sejam retiradas joias e é colocada uma roupa hospitalar.

Em caso de homens, muitas vezes, é solicitada a raspagem dos pelos (tricotomia) na região a ser operada.

Então, com o paciente anestesiado, é realizada a incisão para o posicionamento do artroscópio.

Realizado o procedimento, o artroscópio é removido e é realizada a sutura dos portais.

O procedimento pode durar pouco tempo, como 15 minutos, ou mais de uma hora, dependendo do objetivo da artroscopia.

A recuperação pós cirúrgica inicia já logo após a cirurgia.

Recuperação após artroscopia de joelho

A fisioterapia pode ajudar na recuperação após uma artroscopia do joelho.

A fisioterapia pode ajudar na recuperação após uma artroscopia do joelho.

 

O paciente que se submeteu a uma artroscopia pode ter alta hospitalar no mesmo dia do procedimento ou pode ficar internado por mais um dia, dependendo muito do seu estado e de como foi a cirurgia.

É importante que a recuperação seja feita seguindo as recomendações pós cirúrgicas de maneira adequada, pois isso pode ter um impacto grande no resultado positivo da artroscopia.

Um pouco de inchaço e hematoma pode ser comum após uma artroscopia de joelho, porém, medicamentos específicos como analgésicos e anti-inflamatórios serão prescritos.

Além disso, ações como repouso articular e uso de gelo também serão recomendadas.

A princípio, o fisioterapeuta determinará sessões de fisioterapia, para que a movimentação do joelho se inicie da maneira adequada.

Isso porque quanto mais cedo a movimentação da região se iniciar da maneira correta, melhor para o retorno às atividades normais.

Portanto, a fisioterapia tem um papel essencial na recuperação do paciente submetido à artroscopia de joelho.

Complicações pós artroscopia de joelho

Há quem tenha complicações após uma artroscopia do joelho.

Há quem tenha complicações após uma artroscopia do joelho.

 

A artroscopia de joelho pode apresentar algumas complicações. A maioria delas está relacionada à infecção, sangramento ou à formação de coágulos.

Portanto, o profissional especialista deve ser sempre avisado caso haja presença de algum desses sinais ou sintomas:

  • Febre;
  • Dor contínua;
  • Sangramento contínuo no local de sutura;
  • Saída de pus no local da cirurgia;
  • Inchaço excessivo ou calor no local da cirurgia.

Esses sinais são indicativos de infecção e, dessa forma, necessitam de intervenção médica imediata.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé). A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

– O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe. É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

– A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo. Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

– O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas. O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro. A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Conclusão 

A artroscopia de joelho é um procedimento cirúrgico seguro, utilizado para diagnóstico ou reparo de lesões intra-articulares.

Sua indicação deve ser precisa e o histórico de saúde do paciente levantado antes da cirurgia para minimizar o risco de complicações.

A recuperação após a artroscopia não costuma ser complexa, porém envolve a fisioterapia, para que a movimentação do joelho ocorra de maneira adequada e, assim, o paciente possa retornar às suas atividades normais com qualidade de vida.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: