Caroço no joelho: O que pode ser? Tem que operar?

Um caroço no joelho pode representar uma série de condições clínicas. Ele pode aparecer após uma pancada, ou pode estar na região após um tempo, trazendo ou não dor.

Vamos ver as principais causas de caroço no joelho.

Agendar sua Avaliação

Cisto Sinovial No Joelho

Caroço no joelho pode ser um cisto sinovial ou cisto de Baker.
Caroço no joelho pode ser um cisto sinovial ou cisto de Baker.

 

Uma condição bem comum, caracterizada por um caroço no joelho, é o cisto sinovial, também conhecido como cisto de Baker.

Esse tipo de cisto aparece na parte de trás do joelho, como um caroço mole. Além disso, podem aparecer outros sintomas como formigamento, dor leve, uma vez que o cisto, com o seu crescimento, pode pressionar ligamentos e tendões.

Agendar sua Avaliação

Geralmente, o cisto vai crescendo com o passar do tempo, próximo à articulação afetada, no caso, na parte de trás do joelho. Mas esses cistos podem aparecer de uma hora para outra, especialmente depois de pancadas. Esforços repetitivos também podem levar ao seu surgimento.

O tratamento do cisto de Baker depende de seu tamanho e dos sintomas apresentados pelo paciente.

O tratamento conservador inclui sessões de fisioterapia para que haja a drenagem natural do cisto.

A cirurgia é indicada somente quando o tratamento conservador não apresentou bons resultados.

Após a cirurgia, sessões de fisioterapia são recomendadas, pois auxiliam na recuperação do paciente.

Caroço No Joelho Abaixo Da Patela 

Uma condição que afeta crianças de média de idade entre 10 e 15 anos, sendo caracterizada por um caroço localizado abaixo da patela, é a Doença de Osgood Schlatter.

Doença de Osgood Schlatter é caracterizada por dor, inchaço e sensibilidade na região anterior da patela, denominada tuberosidade tibial. A doença afeta mais os meninos, embora os casos em meninas estejam aumentando, uma vez que elas estão ficando mais ativas.

O diagnóstico da doença é eminentemente clínico, não sendo necessários exames de imagem, a não ser que outras condições estejam presentes.

Acredita-se que a Doença Osgood Schlatter pode ser causada pela flexão em excesso do joelho na fase em que a criança ainda está em crescimento.

Caroço No Joelho De Adultos 

A tendinite patelar pode ser confundida com um simples caroço no joelho.
A tendinite patelar pode ser confundida com um simples caroço no joelho.

 

Algumas condições clínicas, mediante seus sintomas, podem ser confundidas com caroço.

Uma dessas condições é a tendinite patelar.

A tendinite patelar é a inflamação do tendão que liga a patela (o osso localizado no interior da articulação do joelho) à tíbia (o osso da perna).

As tendinites costumam causar inchaço e aumento de volume na região.

A tendinite patelar é uma condição que traz dor, sendo conhecida como “Joelho de Saltador” e é diagnosticada por um especialista.

A doença é comum em quem submete a articulação do joelho a esforços repetitivos, como ciclistas, praticantes de atletismo, basquetebol, voleibol e handball.

O chamado overtrainning (excesso de treinamento) é uma característica comum em atletas amadores que apresentam tendinite patelar.

Inicialmente, é preciso remover o paciente do quadro de dor aguda, com a utilização de medicação anti-inflamatória, gelo e sessões de fisioterapia.

A fisioterapia envolve melhora no agachamento, fortalecimento da musculatura do quadril e do joelho, além de treinamento proprioceptivo.

Caroço No Joelho Após Pancada 

Um caroço no joelho pode aparecer após pancada.
Um caroço no joelho pode aparecer após pancada.

 

Quando o joelho sofre uma pancada, dependendo de como foi e da intensidade, é necessário um diagnóstico imediato do quadro.

Diversas condições clínicas podem estar presentes e, em geral, os sintomas indicam inchaço, dor e vermelhidão no local.

É importante que após a pancada, sobretudo se o joelho parecer muito inchado, se a dor não passar em 48 horas ou se outros sintomas aparecerem (como febre), um especialista seja consultado para que se possa obter o diagnóstico correto da patologia.

O especialista também poderá prescrever sessões de fisioterapia. A fisioterapia ajuda muito na melhora do quadro de dor em longo prazo e no tratamento das causas do problema.

A fisioterapia também é indicada após artroscopia, uma vez que ela permite que o indivíduo volte a movimentar a articulação e a fazer movimentações, além de ser importante para o fortalecimento de toda a musculatura da região.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé). A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

– O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe. É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

– A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo. Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

– O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas. O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro. A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Conclusão 

Existem diversas situações clínicas que podem resultar em caroço no joelho, que pode ou não doer e pode surgir espontaneamente ou após pancadas.

As condições mais comuns para esses casos são o Cisto de Baker, a Doença de Osgood Schlatter (em crianças) e algumas outras situações que podem ser confundidas com caroços, mediante o inchaço da região, como é o caso da tendinite patelar.

Em casos de pancadas, é importante colocar gelo no local e caso a dor não desapareça em 48 horas, ou caso haja outros sintomas associados, é importante buscar o atendimento médico ortopédico de urgência, para que o diagnóstico seja feito o quanto antes.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: