Cirurgia de menisco

Você foi diagnosticado com uma lesão no joelho e está em dúvida se a cirurgia de menisco é o melhor tratamento para você? Neste artigo você vai descobrir quais são os tipos de cirurgia disponíveis e se essa seria a opção ideal para você.

Agendar sua Avaliação

O que são os meniscos?

Inicialmente vamos entender o que é o termo principal desse artigo: o menisco. Menisco é estrutura de fibrocartilagem que ajuda a estabilizar a articulação do joelho. Ele está localizado entre a tíbia e o fêmur e ajuda a amortecer a articulação. Nós temos dois tipos de meniscos, um lateral, que fica do lado de fora do joelho, e um medial, que fica do lado de dentro do joelho.

meniscos - joelho

Qual é a importância dos meniscos?

Os meniscos são importantes porque ajudam a amortecer e estabilizar a articulação do joelho. Se os meniscos são lesionados, por exemplo, ele pode desencadear dor e instabilidade no joelho.

Agendar sua Avaliação

Quais são as causas e tipos de lesões de menisco?

Existem dois tipos de lesões de menisco que surgem por condições distintas e possuem indicações de tratamentos diferentes.

  • Traumática: Ocorre quando a pessoa faz um movimento anormal no joelho como em quedas bruscas ou acidentes de carro.
  • Degenerativa: Diferente da anterior, que surge com um episódio traumático, as lesões por fadiga ocorrem por uso repetitivo ao longo dos anos que causam um desgaste progressivo no menisco. Um fato curioso é que muitas pessoas podem ter essa condição, mas não sabem porque ela pode não apresentar sintomas.

menisco normal e com lesão degenerativa

Quais são os sinais e sintomas das lesões de menisco?

Os sinais e sintomas podem incluir:

  • O principal é a dor no joelho, que pode ser na parte de dentro ou de fora do joelho;
  • Alguns casos podem causar um derrame articular, inter articular ou até uma sinovite (formando uma água no joelho);
  • Diminuição de mobilidade no joelho, com dificuldade de flexionar ou esticar;
  • Fraqueza dos músculos da coxa.

Como é o diagnóstico das lesões no menisco?

O diagnóstico pode ser feito de forma clínica com um especialista através de coleta de dados do paciente, testes especiais e da análise da ressonância magnética. Esse conjunto de exames é a combinação perfeita para o especialista ter uma certeza se o paciente apresenta uma lesão traumática ou degenerativa.

fisioterapeuta avaliando menisco de paciente

Como é o tratamento da lesão de menisco?

Ao contrário do que se pensa, a cirurgia de menisco não é a indicação mais viável para tratar uma lesão. Confira abaixo as opções de tratamento para uma lesão degenerativa e traumática.

Se você for diagnosticado com uma lesão de menisco degenerativa a opção de tratamento ideal é com a fisioterapia, ou seja, o tratamento conservador, não sendo necessária a cirurgia. Nesse caso será montado um plano de tratamento com liberações miofasciais, uso de recursos analgésicos e anti-inflamatórios, fortalecimento muscular e correção biomecânica.

No caso de uma lesão de menisco traumática o ideal é sempre fazer um tratamento conservador com a fisioterapia antes de optar pela cirurgia de menisco. Se em dois ou três meses, fazendo com um bom tratamento conservador, o paciente não apresentar travamento um falseio no joelho ou dor o mesmo pode seguir um fortalecimento na região, como por exemplo, Pilates ou musculação. Se no mesmo período o paciente melhorar a mobilidade, ganhar força, mas a dor e o incomodo persistir o ideal é procurar um ortopedista para analisar se é necessário fazer uma cirurgia de menisco.

Quais são os tipos de cirurgia de menisco?

Há alguns tipos diferentes de cirurgia de menisco. Descubra um pouco sobre cada uma delas abaixo:

cirurgia de menisco

  • Meniscectomia parcial artroscópica é uma cirurgia realizada para remover uma parte do menisco danificado. A vantagem desse procedimento é que o procedimento é simples e o paciente consegue voltar as atividades normais mais rápido.
  • Reparação meniscal com sutura é um procedimento cirúrgico usado para consertar um rasgo meniscal, dando pontos nele, por isso o nome de sutura. Ao contrário da opção anterior, essa cirurgia possui um pós-operatório com mais restrições e cuidados, porém é a técnica que mais preserva o menisco, pois dependendo da região que ele foi lesionado, o melhor é suturar à retirar ele por completo.
  • Reinserção da raiz meniscal é um procedimento cirúrgico usado para reparar um rasgo meniscal. Os pacientes mais jovens sem artrose no joelho são os melhores candidatos para esse procedimento. A desvantagem é que o pós-operatório tem muitas restrições até a cicatrização da lesão.

Quais são os riscos das cirurgias de menisco

A cirurgia de menisco é considerado um procedimento seguro sem complicações, mas é preciso ter conhecimento de possíveis riscos que possam surgir.

  • Persistência da dor após a cirurgia de menisco;
  • Rigidez e artrofibrose;
  • Fratura de insuficiência;
  • Lesão de nervo;
  • Infecção;
  • Complicações clínicas, anestésicas, trombose ou tromboembolismo.

A Importância da Fisioterapia no pós-operatório

Fisioterapia é importantíssima tanto como uma opção de tratamento inicial, em substituição da cirurgia de menisco, quanto no pós-operatório se a cirurgia for mesmo necessária. A Fisioterapia vai ajudar o paciente a fortalecer de forma controlada a região. Depois da fisioterapia é indicado que o paciente continue em movimento por meio do Pilates, por exemplo.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

fisioterapeuta com paciente

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé). A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

– O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe. É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

fisioterapeuta avaliando a paciente

– A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo. Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

avaliação cinemática 2D

– O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas. O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

fisioterapeuta com paciente

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro. A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: