Cisto Artrossinovial: precisa de tratamento?

O que é um cisto artrossinovial?

Um cisto artrossinovial, também conhecido como cisto ganglionar ou cisto sinovial, é uma lesão benigna que se desenvolve nas articulações do corpo humano.

Esses cistos geralmente ocorrem perto de articulações, tendões ou bainhas tendinosas e são preenchidos com um líquido viscoso semelhante ao líquido sinovial que lubrifica as articulações.

Agendar sua Avaliação

foto de cisto artrossinovial

Sintomas

Os sintomas dos cistos artrossinoviais podem variar de pessoa para pessoa e dependem da localização e do tamanho do cisto.

No entanto, em geral, os cistos artrossinoviais podem apresentar os seguintes sintomas:

Agendar sua Avaliação

Cisto Artrossinovial no Joelho

  • Inchaço no joelho: Um nódulo ou inchaço visível pode se desenvolver na parte anterior, posterior ou lateral do joelho.
  • Dor: Dor no joelho é um sintoma comum, especialmente quando o cisto pressiona contra os tecidos circundantes ou a articulação. A dor pode variar em intensidade.
  • Restrição de movimento: O cisto no joelho pode limitar a amplitude de movimento da articulação, tornando a flexão e a extensão do joelho desconfortáveis ou difíceis.
  • Sensação de pressão: Alguns pacientes relatam uma sensação de pressão no joelho, especialmente ao dobrar o joelho.

Cisto Artrossinovial no Quadril

  • Inchaço no quadril: Pode haver um inchaço ou nódulo visível na região do quadril, geralmente na área da virilha ou da articulação do quadril.
  • Dor no quadril: A dor no quadril é um sintoma comum, particularmente ao caminhar, subir escadas ou realizar movimentos que envolvam o quadril.
  • Limitação de movimento: O cisto pode restringir a amplitude de movimento do quadril, tornando-o menos flexível e causando desconforto.

Cisto Artrossinovial no Pé

  • Inchaço no pé: Um inchaço ou nódulo pode se formar no topo ou na parte lateral do pé.
  • Dor no pé: A dor pode ocorrer no local do cisto, tornando desconfortável caminhar ou usar calçados apertados.
  • Restrição de movimento: A limitação do movimento pode ser observada em certas articulações do pé, dependendo da localização do cisto.

É importante notar que os sintomas podem variar de pessoa para pessoa e também podem ser assintomáticos em alguns casos.

foto de cisto artrossinovial

Causas

As causas exatas da formação desses cistos não são totalmente compreendidas, mas podem estar relacionadas a vários fatores, independentemente da articulação afetada.

Trauma ou lesões anteriores

Um histórico de lesões ou trauma na articulação pode ser um fator de risco para o desenvolvimento de cistos artrossinoviais. Isso pode incluir entorses, contusões ou outros tipos de lesões articulares.

Desgaste e envelhecimento das articulações

À medida que uma articulação envelhece, as estruturas dentro dela, como os tendões e a membrana sinovial, podem se degenerar.

Esse desgaste pode aumentar o risco de formação de cistos.

foto de cisto artrossinovial

Inflamação da articulação

A inflamação crônica ou condições inflamatórias, como artrite, podem afetar a articulação e a membrana sinovial, levando ao desenvolvimento de cistos.

Pressão excessiva nas articulações

Atividades que envolvem movimentos repetitivos ou a aplicação de pressão excessiva nas articulações, como levantamento de peso, corrida de longa distância ou posturas inadequadas, podem contribuir para a formação de cistos.

Fatores genéticos

Algumas pessoas podem ter predisposição genética para o desenvolvimento de cistos artrossinoviais.

Desordens da membrana sinovial

Anormalidades na membrana sinovial, que é responsável pela produção do líquido sinovial, podem levar à formação de cistos.

É importante observar que, em muitos casos, a formação de cistos artrossinoviais ocorre sem uma causa aparente e pode ser assintomática.

A relação exata entre esses fatores de risco e a formação de cistos varia de pessoa para pessoa, e nem todas as pessoas que apresentam esses fatores desenvolverão cistos.

Como funciona o tratamento?

O tratamento dos cistos artrossinoviais no joelho, quadril e pé pode variar dependendo da gravidade dos sintomas e da localização do cisto.

Em muitos casos, os cistos artrossinoviais podem ser assintomáticos e não requerem tratamento.

No entanto, se os sintomas forem significativos ou causarem desconforto, várias opções de tratamento estão disponíveis:

1. Observação

Em alguns casos, especialmente se o cisto for pequeno e não causar sintomas notáveis, o especialista pode optar por uma abordagem de observação.

Isso significa monitorar o cisto ao longo do tempo para garantir que não haja mudanças significativas nos sintomas ou no tamanho do cisto.

2. Aspiração e injeção de esteroides

Para cistos que causam dor ou desconforto, um procedimento conhecido como aspiração pode ser realizado.

Um médico insere uma agulha no cisto para drenar o líquido sinovial.

Às vezes, uma injeção de esteroides é administrada após a aspiração para reduzir a inflamação e a dor na área.

3. Cirurgia:

Em casos mais graves ou quando outros tratamentos não são eficazes, a cirurgia pode ser recomendada.

Durante a cirurgia, o médico remove o cisto e pode examinar a articulação em busca de possíveis causas subjacentes do cisto.

4. Fisioterapia:

Para casos em que o cisto está relacionado a atividades físicas ou esforços repetitivos, a fisioterapia pode ser prescrita para aliviar a pressão e fortalecer a musculatura ao redor da articulação.

foto de cisto artrossinovial

5. Tratamento da condição subjacente

Em alguns casos, o tratamento eficaz da condição subjacente, como artrite, pode ajudar a reduzir a formação de cistos artrossinoviais.

A escolha do tratamento depende de vários fatores, incluindo a localização do cisto, o tamanho, a gravidade dos sintomas, a saúde geral do paciente e as preferências individuais.

É importante consultar um especialista para uma avaliação adequada e discutir as opções de tratamento.

O tratamento oportuno pode ajudar a aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente.

Prevenção

Não existem medidas definitivas para prevenir a formação de cistos artrossinoviais, uma vez que as causas exatas da sua formação não são completamente compreendidas.

No entanto, você pode adotar algumas precauções gerais para ajudar a reduzir o risco de desenvolver cistos artrossinoviais ou minimizar os sintomas, especialmente se você tem fatores de risco conhecidos, como histórico de lesões articulares ou artrite.

Evitar lesões e traumas

Tome cuidado para evitar lesões nas articulações.

Use equipamentos de proteção adequados ao praticar esportes ou atividades físicas que envolvam risco de lesões.

Postura e ergonomia

Mantenha uma postura adequada e use ergonomia adequada no trabalho e em suas atividades diárias para reduzir o estresse nas articulações.

Exercício regular

O fortalecimento dos músculos ao redor das articulações pode ajudar a estabilizar as articulações e reduzir o risco de lesões.

Trabalhar com um fisioterapeuta pode ser benéfico.

Controle de condições subjacentes

Se você tiver condições subjacentes, como artrite, é importante controlá-las de maneira adequada com o acompanhamento especializado.

O tratamento eficaz dessas condições pode reduzir o risco de complicações, como cistos artrossinoviais.

Manter um peso saudável

O excesso de peso pode aumentar a pressão sobre as articulações, o que pode aumentar o risco de cistos artrossinoviais.

Manter um peso saudável é importante para a saúde articular.

Alongamento e aquecimento

Antes de praticar atividades físicas intensas, aqueça e faça alongamentos adequados para preparar as articulações e músculos.

Lembre-se de que, embora essas precauções possam ajudar a reduzir o risco de lesões articulares e, consequentemente, o risco de cistos artrossinoviais, não há garantia de prevenção completa.

Além disso, cistos artrossinoviais podem ocorrer mesmo na ausência de fatores de risco conhecidos.

Se você suspeitar de um cisto ou estiver experimentando sintomas, é fundamental consultar um especialista para uma avaliação e orientação adequada.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé).

A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe.

É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo.

Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas.

O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro.

A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: