Cisto Gangliônico Joelho é perigoso?

O que é um cisto gangliônico joelho?

Um cisto ganglionar, também conhecido como cisto gangliônico, é uma massa não cancerosa (benigna) que geralmente se desenvolve perto de uma articulação ou tendão. Esses cistos são cheios de líquido sinovial.

Os cistos ganglionares são frequentementes encontrados na parte de trás do pulso, mas também podem ocorrer em outras áreas, como os dedos, tornozelos, pés ou joelhos.

Agendar sua Avaliação

Os cistos têm uma aparência arredondada ou oval e são geralmente macios e indolores, mas podem aumentar ou diminuir de tamanho ao longo do tempo.

O que é o líquido sinovial?

É um líquido claro e viscoso presente nas articulações do corpo humano.

Ele é secretado pela membrana sinovial, uma camada fina de tecido que reveste a cavidade da articulação e as superfícies internas da cápsula articular.

Agendar sua Avaliação

ilustração do líquido sinovial

Quais são os outros tipos de cistos no joelho?

Existem outros tipos de cistos que podem ocorrer no joelho, sendo os mais comuns:

  • Cisto de Baker (ou cisto poplíteo): O cisto de baker é o tipo mais frequente de cisto no joelho. Esse cisto se forma na parte de trás do joelho, geralmente como uma resposta a uma lesão ou inflamação na articulação. Ele é preenchido com líquido, que é o mesmo fluido que lubrifica a articulação, e pode se formar como uma protuberância na região posterior do joelho.
  • Cistos Meniscal: Ocorre quando há uma lesão ou ruptura do menisco, que é uma cartilagem localizada no joelho. Esse cisto é uma extensão da cápsula articular, e pode se formar na parte de trás do joelho também.
  • Cisto Para-Rotuliano: Também chamado de cisto de Baker anterior, esse tipo de cisto se forma na parte frontal do joelho, abaixo da patela (rótula). Ele pode ocorrer devido a lesões no joelho ou a condições que causam aumento na produção de líquido sinovial, como a artrite.

Cistos no joelho são perigosos?

Os cistos ganglionares no joelho geralmente não são considerados perigosos ou cancerosos (benignos). Eles são massas cheias de líquido sinovial que se desenvolvem perto de uma articulação ou tendão, e podem ocorrer tanto na parte posterior quanto na parte anterior do joelho.

Embora eles não representem um risco iminente à saúde, os cistos podem causar desconforto, dor ou interferir nas atividades diárias, especialmente se forem grandes e pressionarem estruturas adjacentes. Em alguns casos, eles podem limitar a movimentação do joelho e causar inchaço localizado.

Quais são os sintomas?

Essa condição nem sempre causa sintomas, e em alguns casos, ele pode ser assintomático e não ser percebidos.

No entanto, quando os sintomas estão presentes, eles podem incluir:

  • Inchaço visível;
  • Sensação de pressão ou desconforto;
  • Dor;
  • Limitação de movimento;
  • Aumento do inchaço com atividade.

homem com dor no joelho

Precisa fazer ressonância magnética ou outros exames de imagens para diagnosticar?

A ressonância magnética é uma das ferramentas diagnósticas mais eficazes para avaliar cistos ganglionares e outras condições do joelho, mas nem sempre é necessária para o diagnóstico.

O diagnóstico dos cistos geralmente são feitos por meio de uma avaliação clínica cuidadosa feita por um especialista.

Ele irá realizar um exame físico para avaliar a protuberância, verificar a localização, tamanho e consistência, bem como perguntar sobre os sintomas que o paciente está experimentando.

Em muitos casos, o histórico clínico e o exame físico são suficientes para o diagnóstico . No entanto, em situações mais complexas ou quando há dúvidas sobre a origem do inchaço, a ressonância magnética pode ser solicitada para fornecer uma imagem mais detalhada do joelho e confirmar o diagnóstico.

Tratamento

O tratamento de um cisto gangliônico pode variar dependendo do tamanho, localização e sintomas associados ao cisto.

Nem todos os cistos ganglionares requerem tratamento ativo, especialmente se forem pequenos, assintomáticos e não causarem problemas.

Opções de tratamento para cistos ganglionares no joelho podem incluir:

  • Drenagem: Se o cisto estiver causando desconforto significativo, o especialista pode realizar uma drenagem por meio de uma aspiração com uma agulha. Essa abordagem pode aliviar temporariamente o inchaço e a pressão do cisto, mas o cisto pode voltar a se formar.
  • Injeção de Corticosteroides: Em alguns casos, o médico pode injetar corticosteroides diretamente no cisto para reduzir a inflamação e diminuir o tamanho do cisto.
  • Cirurgia: Em situações raras em que o cisto é grande, persistente, causa sintomas graves ou interfere nas atividades do paciente, o médico pode recomendar a remoção cirúrgica do cisto. A cirurgia para remover um cisto ganglionar é geralmente um procedimento relativamente simples e pode ser realizada em regime ambulatorial.

É importante ressaltar que, independentemente da abordagem de tratamento escolhida, o acompanhamento especializado adequado é essencial para garantir o melhor cuidado possível e evitar complicações. Além disso, alguns cistos ganglionares podem retornar após o tratamento, mesmo depois de uma cirurgia para remoção.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé).

A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe.

É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo.

Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas.

O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro.

A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Conclusão

Se você suspeita que tem um cisto ganglionar no joelho ou está enfrentando inchaço, dor ou outros sintomas no joelho, é fundamental procurar um especialista para uma avaliação adequada e determinar o melhor plano de tratamento para o seu caso específico.

O diagnóstico e tratamento adequados podem ajudar a aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: