Condromalácia Patelar: exercícios indicados

A prática de atividade física vem se intensificando a cada dia entre diferentes grupos de pessoas, com idade e variados graus de condicionamento, aderindo às mais variadas modalidades esportivas. Porém, nem sempre os adeptos de qualquer prática esportiva, seja ela com baixo ou alto impacto nas articulações, fazem exercícios corretos de alongamento e fortalecimento das estruturas ósseas, musculares e ligamentos, o que poderia prevenir uma série de problemas.

Infelizmente, junto com o crescente grau de atividade física, também vem crescendo o número de lesões causadas por falta de condicionamento adequado, ou de fortalecimento das estruturas que envolvem as articulações.

Agendar sua Avaliação

Com isso, lesões no joelho acabam sendo frequentes em corredores, além de outros grupos de praticantes de atividade física. Dentre essas lesões, a Condromalácia Patelar é uma lesão bem frequente que acomete os joelhos. Vamos saber mais sobre essa patologia.

Descubra como é a anatomia do joelho

Para entender o que é a condromalácia patelar, é preciso entender como é a estrutura da articulação do joelho.

foto condromalácia patelar exercícios

Agendar sua Avaliação

O joelho é uma das articulações mais importantes do organismo, pois graças à eles, é possível realizar os movimentos de flexão da perna, bem como ele suporta, junto com músculos e ossos, a estrutura da parte superior da coxa e do corpo.

No joelho, há união dos ossos do fêmur (que é o osso da coxa), com tíbia e a patela, que é um osso, de formato triangular, localizado na região anterior do joelho.

A patela se liga ao fêmur por meio da articulação fêmeropatelar e à tíbia, pela tibiofemoral. A patela se liga superiormente ao Quadríceps (músculo anterior da coxa) e lateralmente por meio do ligamento patelar (também chamado de tendão patelar).

A função da patela é auxiliar no movimento de flexão-extensão da perna, além da proteção das estruturas internas, sendo parte fundamental do chamado aparelho extensor do joelho.

Pelo seu posicionamento, ela sofre ação de forças multidirecionais e quando todas estruturas musculares não estão equilibradas, a patela pode sofrer sobrecarga em sua face interna, que é revestida por cartilagem.

O alinhamento dos membros inferiores também pode influenciar.

A cartilagem permite o deslizamento da patela no fêmur, durante a flexão ou extensão do joelho, portanto qualquer alteração nas forças direcionadas à patela, bem como imperfeições ou alterações na superfície óssea, podem ocasionar lesões na cartilagem.

Qual é a diferença de Condromalácia Patelar e Condropatia Patelar?

condromalácia patelar é muito comum e acontecem quando a cartilagem que reveste posteriormente a patela amolece.

Por outro lado, quando já existem sinais de fisuras nessa cartilagem, nos chamamos de condropatia patelar.

Em casos mais graves, quando a cartilagem some totalmente da região, ocorre o surgimento da Artrose.

Vale ressaltar que todo mundo tem um desgaste da cartilagem, decorrente dos movimentos ao longo dos anos, porém, algumas pessoas tem mais do que outras, por diversos fatores de riscos.

foto condromalácia patelar exercícios

Quais são as causas?

Descubra algumas possíveis causas do surgimento da condromalácia patelar:

– Predisposição genética, ou seja, pessoas que possuem parentes que sejam acometidos por condições no joelho como artrite, artrose, gota e etc.

– Pessoas que estão acima do peso.

– Sedentários. A falta de atividade física pode enfraquecer os músculos com o passar o tempo.

foto condromalácia patelar exercícios

– Praticantes de atividades físicas em excesso, principalmente as mais competitivas.

– Pessoas que sofreram algum trauma ou que possuem um desalinhamento do quadril. Esse desalinhamento do quadril pode ser mais comum em mulheres, por causa da anatomia do corpo.

Uma informação importante é que é possível que uma pessoa seja acometido por essa condição, mas não possua dor no joelho.

Quais são os sintomas?

Os sintomas da Condromalácia Patelar incluem:

– Dor e sensibilidade ao redor da rótula, especialmente ao dobrar ou endireitar a perna;

– Sensação de estalido, ranger ou estalar ao mover o joelho;

– Inchaço ou inflamação ao redor da articulação;

– Dificuldade de estender a perna completamente ou dificuldade de caminhar em terreno irregular.

Como é o diagnóstico?

foto condromalácia patelar exercícios

O diagnóstico para essa condição pode ser feito de forma clínica por um especialista em joelho.

O exame de imagem pode ser interessante para a exclusão de outras condições mais sérias e para a constatação da Condromalácia Patelar.

A importância do fortalecimento muscular

foto condromalácia patelar exercícios

Embora o fortalecimento muscular não cure diretamente a condromalácia patelar, mas pode desempenhar um papel crucial no gerenciamento e na prevenção de sintomas.

Descubra alguns benefícios específicos do fortalecimento muscular para pessoas com condromalácia patelar:

Estabilidade articular

O fortalecimento dos músculos ao redor do joelho, especialmente os quadríceps (músculos da coxa), pode ajudar a proporcionar uma maior estabilidade à articulação.

Isso pode reduzir a pressão sobre a patela, aliviando assim a irritação e a dor associadas à condromalácia patelar.

Equilíbrio muscular

Trabalhar todos os grupos musculares ao redor do joelho ajuda a manter um equilíbrio adequado, evitando sobrecarga em áreas específicas.

Desenvolver músculos equilibrados contribui para uma distribuição mais uniforme da carga nas articulações do joelho, o que pode ser benéfico para pessoas com condromalácia patelar.

Melhora da postura e alinhamento

Exercícios de fortalecimento podem ajudar a melhorar a postura e o alinhamento corporal, reduzindo assim o estresse sobre a patela.

Um alinhamento adequado é crucial para minimizar a pressão excessiva na articulação do joelho e prevenir o agravamento da condromalácia.

Aumento da resistência

Melhorar a resistência muscular pode contribuir para um melhor suporte durante atividades físicas.

Isso é especialmente importante para pessoas com condromalácia patelar, pois a fraqueza muscular pode levar a movimentos inadequados e aumentar o risco de lesões.

Controle de peso

Manter um peso corporal saudável é essencial para reduzir a carga nas articulações do joelho.

O fortalecimento muscular, quando combinado com uma dieta equilibrada e exercícios aeróbicos adequados, pode ajudar a controlar o peso e melhorar a saúde global das articulações.

Condromalácia Patelar: exercícios mais indicados por um educador físico

A prescrição de exercícios para condromalácia patelar deve ser personalizada, levando em consideração a gravidade da condição, as características individuais do paciente e a presença de outras condições médicas.

A orientação de um educador físico ou fisioterapeuta é fundamental para garantir a segurança e eficácia dos exercícios.

Abaixo estão alguns exemplos gerais de exercícios que podem ser considerados, mas é fundamental consultar um profissional antes de iniciá-los:

Fortalecimento do quadríceps

Exercícios como agachamentos parciais, leg press e extensões de joelho leves podem ser incorporados para fortalecer os músculos quadríceps, sem sobrecarregar excessivamente a articulação.

Fortalecimento dos isquiotibiais

Exercícios como flexões de perna em máquina específica para isquiotibiais ajudam a equilibrar a força entre os músculos da frente e de trás da coxa, contribuindo para uma melhor estabilidade do joelho.

foto condromalácia patelar exercícios

Fortalecimento dos músculos da perna interna e externa

Trabalhar os músculos adutores e abdutores da coxa pode ajudar a melhorar o alinhamento e estabilidade da patela. Exercícios de abdução e adução de quadril podem ser úteis.

Exercícios de baixo impacto

Atividades de baixo impacto, como ciclismo ou natação, podem ser benéficas para fortalecer os músculos ao redor do joelho sem causar estresse excessivo na articulação.

foto condromalácia patelar exercícios

Exercícios de equilíbrio e estabilidade

Incluir exercícios que desafiem o equilíbrio, como ficar em uma perna só, pode ajudar a melhorar a propriocepção e a estabilidade do joelho.

Exercícios de core

Fortalecer a musculatura do core (abdômen e lombar) é fundamental para proporcionar uma base sólida e equilibrada para o corpo, contribuindo indiretamente para a estabilidade do joelho.

foto condromalácia patelar exercícios

Exercícios de mobilidade

Incorporar exercícios de mobilidade para a articulação do joelho e quadril pode ajudar a melhorar a amplitude de movimento e reduzir a tensão sobre a patela.

Como pode ser feito o tratamento?

O tratamento mais comum para essa condição é feito através da fisioterapia especializada por meio de liberações miofasciais, terapia manual, mobilização articular, recursos de eletroterapia e, principalmente, o fortalecimento muscular.

Cirurgias para tratamento de Condromalácia Patelar são muito raras e indicadas em último caso, já que é possível fazer o tratamento através da fisioterapia.

foto condromalácia patelar exercícios

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé). A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

– O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe. É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

– A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo. Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

– O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas. O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro. A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: