Coxartrose: sintomas, causas e tratamento

A coxartrose, também conhecida como osteoartrose da articulação do quadril, é uma condição degenerativa das articulações que afeta a cartilagem que reveste as superfícies articulares do quadril.

A cartilagem é um tecido que ajuda a proporcionar uma superfície lisa e deslizante para facilitar o movimento das articulações.

Agendar sua Avaliação

Nesse artigo você vai descobrir se essa condição é grave e como funciona o tratamento.

Quais são os tipos do coxartrose?

A coxartrose pode ser classificada em diferentes tipos, levando em consideração diversos aspectos, incluindo a extensão do envolvimento das articulações e suas causas subjacentes.

Um dos critérios de classificação envolve a extensão do acometimento das articulações do quadril.

Agendar sua Avaliação

A coxartrose unilateral refere-se à condição em que apenas um lado do quadril é afetado, enquanto a coxartrose bilateral indica que ambos os lados estão comprometidos.

foto de coxartrose

Essa diferenciação pode estar relacionada a desequilíbrios mecânicos, lesões específicas ou fatores sistêmicos que afetam uma ou ambas as articulações.

Além disso, a coxartrose pode ser categorizada com base na origem ou causa da degeneração articular.

A coxartrose primária não está associada a uma causa específica conhecida e muitas vezes resulta do envelhecimento natural, desgaste progressivo ao longo do tempo e predisposição genética.

Por outro lado, a coxartrose secundária é atribuída a fatores identificáveis, como lesões, displasia do quadril, artrite reumatoide, doenças inflamatórias ou outras condições médicas.

Sintomas dessa doença degenerativa

Os sintomas da coxartrose podem variar em intensidade e gravidade, e sua manifestação muitas vezes progride ao longo do tempo.

Algumas das características mais comuns incluem:

Dor

A dor é um sintoma predominante da coxartrose.

Inicialmente, pode ser leve e ocorrer durante ou após atividades físicas.

Com a progressão da condição, a dor pode se tornar mais constante e intensa, mesmo em repouso.

Rigidez articular

Rigidez na articulação do quadril, especialmente após períodos de inatividade, como ao acordar pela manhã ou após ficar sentado por um tempo prolongado, é comum.

A rigidez pode afetar a capacidade de realizar movimentos normais.

Limitação da amplitude de movimento

A perda gradual da cartilagem articular pode resultar em uma redução da amplitude de movimento da articulação do quadril.

Movimentos como agachar, levantar a perna ou girar o quadril podem se tornar mais difíceis.

Estalos ou crepitações

Durante o movimento da articulação, podem ocorrer estalos, crepitações ou rangidos.

Esses sons podem ser causados pelo atrito entre os ossos devido à falta de cartilagem.

Inflamação e inchaço

Em alguns casos, a articulação afetada pode ficar inflamada, levando a inchaço ao redor do quadril. Isso pode contribuir para a sensação de desconforto.

Claudicação

A dor e a rigidez podem levar à claudicação, que é uma alteração na marcha para aliviar a pressão sobre a articulação dolorida.

foto de coxartrose

Causas

As causas da coxartrose podem ser variadas e envolvem fatores genéticos, mecânicos e ambientais. Algumas das principais causas incluem:

Envelhecimento

O envelhecimento natural é uma das principais causas da coxartrose.

Com o tempo, a cartilagem articular tende a se desgastar devido ao uso repetitivo, resultando em uma maior propensão à osteoartrose.

Desgaste articular

Atividades repetitivas, trauma ou lesões na articulação do quadril ao longo do tempo podem contribuir para o desgaste da cartilagem.

Atletas ou indivíduos envolvidos em atividades físicas intensas podem estar mais suscetíveis.

Predisposição genética

A hereditariedade desempenha um papel importante em algumas formas de coxartrose.

Pessoas com histórico familiar da condição podem ter maior probabilidade de desenvolvê-la.

Anormalidades no desenvolvimento da articulação do quadril

Anormalidades no desenvolvimento da articulação do quadril, como a displasia do quadril, podem aumentar o risco de coxartrose.

A falta de alinhamento adequado da articulação pode levar a um desgaste desigual da cartilagem.

Obesidade

O excesso de peso coloca uma carga adicional nas articulações do quadril, aumentando o risco de desenvolver coxartrose.

A obesidade também pode contribuir para processos inflamatórios nas articulações.

Lesões e traumas

Lesões diretas na articulação do quadril, como fraturas ou luxações, podem predispor à coxartrose, especialmente se não forem tratadas adequadamente.

Artrite degenerativa e doenças inflamatórias

Algumas condições, como artrite reumatoide, artrite séptica e outras doenças inflamatórias, podem contribuir para o desenvolvimento da coxartrose.

Condições metabólicas

Certas condições metabólicas, como gota, podem aumentar o risco de coxartrose devido à deposição de cristais nas articulações.

Coxartrose tem cura?

A coxartrose, como muitas formas de osteoartrose, é uma condição crônica e degenerativa, e não possui uma cura definitiva no sentido de restaurar completamente a articulação do quadril ao seu estado original.

No entanto, existem várias opções de tratamento disponíveis para aliviar os sintomas, melhorar a qualidade de vida e retardar a progressão da doença.

Diagnóstico e tratamento

O objetivo principal do tratamento é controlar a dor, aumentar a funcionalidade da articulação e ajudar o paciente a manter uma vida ativa.

As abordagens de tratamento para a coxartrose podem incluir:

Fisioterapia

O tratamento da coxartrose com fisioterapia desempenha um papel crucial no manejo dos sintomas e na melhoria da função da articulação do quadril.

Os fisioterapeutas utilizam uma variedade de abordagens para ajudar os pacientes a lidar com a coxartrose e promover a mobilidade.

Em uma sessão de fisioterapia para coxartrose, o fisioterapeuta inicialmente realiza uma avaliação cuidadosa do paciente, considerando a gravidade dos sintomas, a amplitude de movimento da articulação do quadril e a força muscular circundante.

foto de coxartrose

Com base nessa avaliação, um programa de exercícios personalizado é desenvolvido.

Os exercícios prescritos geralmente visam fortalecer os músculos que suportam a articulação do quadril, incluindo os músculos do quadril, coxa e glúteos.

O fortalecimento muscular é crucial para fornecer estabilidade à articulação e compensar a perda de cartilagem. Exercícios de mobilidade também são incorporados para melhorar a flexibilidade e a amplitude de movimento.

Além dos exercícios, técnicas de terapia manual podem ser utilizadas para aliviar a rigidez, reduzir a tensão muscular e melhorar a mobilidade articular.

Isso pode incluir massagem terapêutica, mobilizações articulares suaves e outras técnicas manuais específicas.

Os fisioterapeutas também orientam os pacientes sobre estratégias para realizar atividades diárias de maneira mais eficaz e com menos impacto na articulação do quadril.

É crucial que o paciente seja consistente na realização dos exercícios prescritos e siga as orientações do fisioterapeuta.

A fisioterapia não apenas visa aliviar os sintomas imediatos, mas também a promover a autonomia do paciente no gerenciamento de sua condição ao longo do tempo.

Perda de peso

Em casos de coxartrose relacionada à obesidade, a perda de peso pode reduzir a carga sobre a articulação do quadril, aliviando a pressão e diminuindo os sintomas.

Cirurgia

Em estágios avançados da coxartrose, quando as opções conservadoras não são eficazes, a cirurgia pode ser considerada. A artroplastia total do quadril, ou substituição da articulação do quadril, é um procedimento em que a articulação degenerada é substituída por uma prótese.

foto de coxartrose

É importante ressaltar que a escolha do tratamento dependerá da gravidade dos sintomas, do estágio da coxartrose, das condições médicas individuais e das preferências do paciente. O tratamento é frequentemente personalizado para atender às necessidades específicas de cada pessoa.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé).

A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe.

É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo.

Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas.

O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro.

A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: