Derrame no Joelho Precisa Operar?

O termo “derrame no joelho” ou efusão articular refere-se a uma acumulação anormal de fluido na articulação do joelho.

O joelho é uma articulação sinovial, o que significa que é envolvido por uma cápsula articular que contém líquido sinovial, um fluido que ajuda na lubrificação da articulação e fornece nutrientes para a cartilagem.

Agendar sua Avaliação

Em casos de derrame no joelho o individuo pode ficar na dúvida se precisa operar ou se é possível tratar e obter uma melhora apenas com abordagens conservadoras.

Você vai descobrir tudo o que precisa saber sobre essa condição e opções de tratamento a seguir.

Como acontece um derrame no joelho?

foto de derrame no joelho precisa operar

Agendar sua Avaliação

Um derrame no joelho pode ocorrer devido a várias razões. Descubra abaixo as possíveis causas.

Trauma direto

Lesões traumáticas, como quedas, pancadas ou impactos diretos no joelho, podem danificar os tecidos da articulação, levando ao acúmulo de fluido.

Lesões nos ligamentos ou meniscos

Danos aos ligamentos (como o ligamento cruzado anterior) ou ao menisco (cartilagem em forma de “C” no joelho) podem resultar em inflamação e produção excessiva de líquido sinovial.

Inflamação crônica devido a condições como artrite

Condições inflamatórias crônicas, como artrite reumatoide ou osteoartrite, podem causar um aumento na produção de líquido sinovial, levando a um derrame.

Infecções

Infecções no joelho, como aquelas causadas por bactérias, podem desencadear uma resposta inflamatória e resultar na acumulação de fluido na articulação.

Outras condições

Algumas condições, como gota (um distúrbio metabólico), cistos poplíteos (pequenos cistos nas costas do joelho) ou hemofilia (um distúrbio de coagulação sanguínea), podem contribuir para derrames no joelho.

Sobrecarga crônica

Atividades repetitivas ou sobrecarga crônica nos joelhos, especialmente em atletas ou pessoas envolvidas em atividades físicas intensas, podem levar a irritação e inflamação, resultando em efusão articular.

Sintomas

foto de derrame no joelho precisa operar

Os sintomas dessa condição podem variar dependendo da causa subjacente e da gravidade do problema. No entanto, alguns sintomas comuns incluem:

Inchaço

Um dos sintomas mais evidentes é o inchaço na região ao redor do joelho.

Isso ocorre devido ao acúmulo de líquido sinovial na articulação.

Dor

A presença de líquido adicional pode causar pressão na articulação, resultando em dor.

A intensidade da dor pode variar de leve a intensa, dependendo da causa subjacente.

Rigidez

A rigidez no joelho pode ser experimentada, especialmente ao tentar mover ou endireitar a perna.

Dificuldade de movimento

O inchaço e a dor podem levar a dificuldades para dobrar ou endireitar completamente o joelho.

Calor na articulação

A área afetada pode ficar aquecida ao toque devido à inflamação.

Crackling ou estalos

Algumas pessoas podem notar sons como crackling ou estalos ao mover o joelho.

Deformidade aparente

Em casos mais graves, pode haver uma deformidade aparente devido ao inchaço significativo.

Limitação nas atividades diárias

A presença de sintomas pode levar à limitação das atividades diárias normais, como caminhar, subir escadas ou praticar esportes.

Sensação de instabilidade

Algumas pessoas podem sentir uma sensação de instabilidade no joelho devido ao inchaço e à inflamação.

Possíveis causas

Existem várias possíveis causas para um derrame no joelho, também conhecido como efusão articular.

Lesões traumáticas

Quedas, pancadas, torções ou lesões diretas no joelho podem resultar em danos aos tecidos da articulação, levando à inflamação e acumulação de fluido.

Lesões nos ligamentos ou meniscos

Lesões nos ligamentos, como o ligamento cruzado anterior (LCA), ou danos ao menisco podem causar inflamação e aumento da produção de líquido sinovial.

Artrite

A osteoartrite, uma condição degenerativa das articulações, pode causar inflamação crônica e efusão articular.

A artrite reumatoide, uma doença autoimune, também pode levar a derrames no joelho devido à inflamação.

Infecções

Infecções bacterianas ou virais no joelho podem desencadear uma resposta inflamatória, resultando em acúmulo de fluido.

Bursite

A inflamação da bursa, uma pequena bolsa cheia de líquido perto da articulação, pode levar à efusão articular.

Gota

A gota é uma condição em que cristais de ácido úrico se acumulam nas articulações, causando inflamação e efusão.

Hemofilia

Pessoas com hemofilia, um distúrbio de coagulação sanguínea, podem desenvolver derrames no joelho devido a sangramento anormal na articulação.

Cistos poplíteos

Cistos poplíteos são pequenos cistos cheios de líquido que podem se formar atrás do joelho, muitas vezes relacionados a outras condições articulares.

Sobrecarga crônica

Atividades físicas repetitivas, especialmente em atletas, podem levar a irritação e inflamação, contribuindo para derrames no joelho.

Outras condições

Condições como lúpus, espondilite anquilosante ou outras doenças autoimunes também podem estar associadas a efusões articulares.

Derrame no joelho precisa operar?

foto de derrame no joelho precisa operar

Nem todos os casos de derrame no joelho exigem cirurgia.

A decisão de realizar uma intervenção cirúrgica depende da causa subjacente do derrame, da gravidade dos sintomas e de outros fatores individuais do paciente.

Algumas das condições que podem requerer cirurgia podem incluir lesões graves nos ligamentos ou meniscos, fraturas, infecções ou outras lesões estruturais.

No entanto, muitos casos de derrame no joelho podem ser gerenciados com abordagens não cirúrgicas, especialmente se a causa for uma lesão menos grave.

Como funciona o tratamento?

O tratamento de um derrame no joelho varia dependendo da causa subjacente do problema. Descubra algumas das possíveis etapas do tratamento abaixo.

Fisioterapia

foto de derrame no joelho precisa operar

A fisioterapia desempenha um papel importante no tratamento de derrames no joelho, auxiliando na recuperação, redução da dor, melhoria da amplitude de movimento e fortalecimento dos músculos ao redor da articulação.

O fisioterapeuta desenvolve um programa de reabilitação personalizado com base na causa subjacente do derrame e nas necessidades específicas do paciente.

  • Avaliação e Diagnóstico

O fisioterapeuta realiza uma avaliação detalhada da condição do joelho, identificando a causa do derrame, a extensão da lesão e a função articular comprometida.

  • Controle da Dor e Inflamação

Técnicas como massagem, terapia com gelo ou calor e técnicas de liberação miofascial podem ser utilizadas para controlar a dor e a inflamação na fase inicial do tratamento.

foto de derrame no joelho precisa operar

  • Exercícios de Amplitude de Movimento

Exercícios passivos e ativos são prescritos para melhorar a amplitude de movimento do joelho. Movimentos suaves ajudam a prevenir a rigidez e a restaurar a flexibilidade.

  • Treinamento Funcional

Exercícios específicos são incorporados para melhorar a função do joelho em atividades diárias, como caminhar, subir escadas e agachar.

  • Treinamento de Equilíbrio e Coordenação

Exercícios para melhorar o equilíbrio e a coordenação ajudam a prevenir quedas e lesões adicionais, promovendo a estabilidade do joelho.

  • Técnicas de Estabilização e Propriocepção

Atividades que aprimoram a propriocepção, a capacidade do corpo de perceber a posição e o movimento das articulações, são incorporadas para melhorar a estabilidade articular.

  • Modalidades Fisioterapêuticas

Em alguns casos, o fisioterapeuta pode usar modalidades terapêuticas, como ultrassom ou laser, para ajudar na recuperação.

  • Fortalecimento Muscular

Um programa de fortalecimento é desenvolvido para fortalecer os músculos ao redor do joelho, incluindo quadríceps, isquiotibiais, panturrilhas e músculos estabilizadores.

Os exercícios geralmente começam de forma leve e progressivamente aumentam à medida que a recuperação avança.

foto de derrame no joelho precisa operar

  • Educação do Paciente

O fisioterapeuta fornece informações e orientações sobre autocuidado, modificação de atividades e estratégias para evitar recorrências.

  • Progressão Gradual

O programa de fisioterapia é adaptado conforme o paciente progride, garantindo uma recuperação gradual e segura.

Aspiração Articular

Em casos mais graves, em que o derrame é significativo, o médico pode optar por realizar uma aspiração articular para remover o excesso de fluido da articulação. Isso geralmente é seguido pela injeção de corticosteroides para reduzir a inflamação.

Tratamento da Causa Subjacente

Abordar a causa subjacente é fundamental.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé).

A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe.

É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo.

Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas.

O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro.

A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: