Desgaste da Cartilagem do Joelho: tratamento e fisioterapia

A saúde articular desempenha um papel crucial na nossa capacidade de movimento e qualidade de vida.

Entre as articulações do corpo, o joelho é particularmente suscetível a uma condição comum conhecida como desgaste da cartilagem.

Agendar sua Avaliação

Este artigo se propõe a explorar a complexidade do desgaste da cartilagem do joelho, destacando suas causas, sintomas, e abordagens de tratamento.

Qual é a importância da cartilagem do joelho?

A cartilagem do joelho desempenha um papel crucial na funcionalidade e na saúde geral dessa articulação.

A importância da cartilagem do joelho reside na sua capacidade de permitir movimentos suaves, absorver impactos, distribuir cargas de maneira eficaz e contribuir para a estabilidade da articulação.

Agendar sua Avaliação

foto de desgaste da cartilagem do joelho

Quando a cartilagem é danificada, seja por lesões, desgaste natural (osteoartrite) ou outras condições, a funcionalidade do joelho pode ser comprometida, levando a sintomas como dor, rigidez e limitação de movimento.

Quais são os sintomas da cartilagem do joelho gasta?

O desgaste da cartilagem do joelho pode causar uma variedade de sintomas que afetam a mobilidade e o conforto.

Estes sinais podem manifestar-se lentamente à medida que a condição avança ao longo do tempo.

Alguns dos sintomas comuns da cartilagem do joelho gasta incluem:

Dor

A dor é um sintoma proeminente.

Pode ocorrer durante a atividade física, ao suportar peso sobre o joelho ou mesmo em repouso.

A intensidade da dor pode variar de leve a grave.

Rigidez

Rigidez é comum ao acordar pela manhã ou após períodos de inatividade.

A rigidez geralmente melhora com o movimento.

Inchaço

A inflamação da articulação pode resultar em inchaço ao redor do joelho.

O inchaço pode ser visível e muitas vezes está associado a um aumento de calor local.

Estalos ou Crepitação

A cartilagem desgastada pode resultar em estalos, crepitação ou rangidos ao mover o joelho.

Isso ocorre devido à superfície irregular da cartilagem e à fricção entre os ossos.

Limitação da Amplitude de Movimento

À medida que a cartilagem se desgasta, a capacidade do joelho de se movimentar livremente pode ser comprometida.

Isso pode levar a uma limitação da amplitude de movimento, tornando certos movimentos mais difíceis de serem realizados.

Fraqueza Muscular

A fraqueza muscular ao redor do joelho pode se desenvolver como resultado da alteração na mecânica articular.

Isso pode contribuir para a instabilidade e a dificuldade em suportar o peso corporal.

Deformidade Articular

Em estágios avançados, o desgaste da cartilagem pode levar a deformidades articulares, como um desvio do joelho para dentro ou para fora.

Dificuldade em Realizar Atividades Cotidianas

A progressão do desgaste da cartilagem pode levar à dificuldade em realizar atividades cotidianas, como subir escadas, caminhar ou levantar-se de uma posição sentada.

Como acontece o desgaste da cartilagem do joelho?

foto de desgaste da cartilagem do joelho

O desgaste da cartilagem do joelho geralmente ocorre devido a uma combinação de fatores, incluindo desgaste normal relacionado à idade, lesões articulares e outros fatores de risco.

Envelhecimento

O desgaste da cartilagem é parte natural do envelhecimento. Com o tempo, as células da cartilagem podem perder a capacidade de se reparar e manter a mesma qualidade, levando ao desgaste gradual.

Lesões Articulares

Lesões no joelho, como entorses, fraturas ou lesões nos ligamentos, podem aumentar significativamente o risco de desenvolver osteoartrite.

O trauma direto à articulação pode danificar a cartilagem e desencadear processos degenerativos.

Instabilidade Articular

A instabilidade crônica no joelho, que pode resultar de lesões ou condições como a luxação recorrente da patela, pode levar a uma distribuição desigual da carga na articulação, contribuindo para o desgaste da cartilagem.

Obesidade

O excesso de peso exerce pressão adicional sobre as articulações do joelho. Isso não apenas aumenta a probabilidade de lesões, mas também contribui para o desgaste da cartilagem devido à sobrecarga constante.

Atividades de Alto Impacto

Participar regularmente de atividades de alto impacto, como corrida ou saltos, pode aumentar o estresse nas articulações do joelho, contribuindo para o desgaste da cartilagem ao longo do tempo.

Genética

Fatores genéticos podem influenciar a predisposição de uma pessoa ao desenvolvimento de osteoartrite. Algumas pessoas podem herdar características que as tornam mais propensas a problemas nas articulações.

Inflamação Crônica

Condições inflamatórias crônicas, como artrite reumatoide, podem afetar a cartilagem das articulações, levando ao desgaste progressivo.

Má Alinhamento Articular

Anormalidades na estrutura do joelho, como má formação dos ossos, podem resultar em um desgaste desigual da cartilagem.

Quais condições podem causar desgaste da cartilagem do joelho?

foto de desgaste da cartilagem do joelho

O desgaste na cartilagem do joelho pode estar associado a diversas condições.

Osteoartrite

A osteoartrite é a causa mais comum de desgaste da cartilagem do joelho.

Essa condição degenerativa ocorre quando a cartilagem que reveste as extremidades dos ossos se desgasta ao longo do tempo, levando a sintomas como dor, inflamação e limitação da mobilidade.

Condromalácia Patelar (ou Condropatia Patelar)

A condromalácia patelar é uma condição na qual ocorre amolecimento ou desgaste da cartilagem na superfície posterior da patela (rótula).

Isso pode resultar em dor na região anterior do joelho, especialmente durante atividades que envolvem flexão e extensão repetitivas.

Artrite Reumatoide

A artrite reumatoide, uma doença autoimune, pode afetar as articulações, incluindo os joelhos.

A inflamação crônica resultante pode danificar a cartilagem e levar ao desgaste articular.

Artrite Pós-Traumática

Lesões traumáticas no joelho, como fraturas articulares ou lesões ligamentares graves, podem predispor à artrite pós-traumática, contribuindo para o desgaste da cartilagem.

Gota

A gota é uma condição causada por níveis elevados de ácido úrico no sangue, levando à formação de cristais nas articulações, incluindo o joelho.

Esses cristais podem causar inflamação e danos à cartilagem.

Doença de Lyme

A doença de Lyme, transmitida por carrapatos, pode causar inflamação nas articulações, contribuindo para o desgaste da cartilagem.

Síndrome de Hipermobilidade Articular

Indivíduos com hipermobilidade articular podem ter maior propensão a desenvolver problemas na cartilagem do joelho devido à instabilidade articular.

Menisco Lesionado

Lesões nos meniscos, discos de cartilagem fibrocartilaginosa no joelho, podem resultar em desgaste adicional da cartilagem.

É importante ressaltar que a identificação precisa da causa do desgaste da cartilagem do joelho requer avaliação especializada.

Quem tem desgaste na cartilagem do joelho pode academia e atividade física?

Pessoas com desgaste na cartilagem do joelho podem, em muitos casos, continuar a participar de atividades físicas e frequentar a academia, mas é importante abordar essas atividades com cautela e considerar a orientação especializada.

O tipo de exercício e a intensidade devem ser adaptados para minimizar o impacto nas articulações e preservar a saúde do joelho.

Tem cura?

O desgaste na cartilagem do joelho é uma condição crônica e, até o momento, não tem uma “cura” completa no sentido de restauração total da cartilagem danificada.

No entanto, existem abordagens de tratamento destinadas a aliviar os sintomas, retardar a progressão da condição e melhorar a qualidade de vida.

Tratamento

foto de desgaste da cartilagem do joelho

É importante ressaltar que o tratamento é altamente individualizado, e a abordagem escolhida dependerá da gravidade dos sintomas, da extensão do desgaste da cartilagem e das necessidades específicas de cada paciente.

Consultar um especialista é fundamental para receber orientações adequadas e desenvolver um plano de tratamento personalizado.

Reabilitação e Fisioterapia

foto de desgaste da cartilagem do joelho

Programas de reabilitação e fisioterapia são frequentemente prescritos para fortalecer os músculos ao redor do joelho, melhorar a mobilidade e promover um melhor suporte articular.

Estilo de Vida Saudável

Adotar um estilo de vida saudável, incluindo a prática regular de atividade física, uma dieta equilibrada e a gestão do peso, pode ajudar a reduzir a carga sobre as articulações do joelho.

Injeções Intra-articulares

foto de desgaste da cartilagem do joelho

Injeções de corticosteroides ou ácido hialurônico diretamente na articulação do joelho podem proporcionar alívio temporário da dor e melhorar a função.

Cirurgia

Em casos mais avançados, quando as opções não cirúrgicas não proporcionam alívio adequado, a cirurgia pode ser considerada.

Opções cirúrgicas incluem procedimentos para reparo ou remoção de tecido danificado, osteotomia (reposicionamento dos ossos), artroplastia (substituição da articulação) ou artrodese (fusão da articulação).

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé).

A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe.

É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo.

Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas.

O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro.

A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: