Desgaste no Quadril Aposenta?

Para ser elegível para a aposentadoria por invalidez no Brasil, geralmente é necessário atender alguns critérios específicos.

Continue lendo esse artigo para descobrir em quais casos o desgaste no quadril aposenta.

Agendar sua Avaliação

O que é desgaste no quadril?

O desgaste no quadril refere-se à deterioração progressiva da articulação do quadril.

A articulação do quadril é uma articulação de bola e soquete que conecta a parte superior da coxa (fêmur) ao osso pélvico.

O desgaste no quadril pode ocorrer devido a vários fatores, incluindo envelhecimento, uso excessivo, lesões, condições médicas e outras causas.

Agendar sua Avaliação

A osteoartrite é uma das condições mais comuns que leva ao desgaste na articulação do quadril.

Confira alguns dos fatores que podem contribuir para o desgaste no quadril:

Idade

O envelhecimento é um fator comum para o desgaste nas articulações, incluindo o quadril.

Osteoartrite ou Artrose

A osteoartrite, frequentemente chamada apenas de “artrose”, é uma condição que afeta as articulações, resultando em desgaste progressivo da cartilagem que reveste as extremidades dos ossos.

A cartilagem é um tecido elástico e resistente que atua como um amortecedor nas articulações, permitindo movimentos suaves e sem dor.

Na osteoartrite, essa cartilagem se desgasta ao longo do tempo, o que pode levar a sintomas dolorosos e limitação da função articular.

A osteoartrite é uma condição crônica e degenerativa que geralmente afeta articulações que suportam peso, como os joelhos, quadris, coluna vertebral e articulações das mãos.

Ela pode se desenvolver devido a diversos fatores, incluindo envelhecimento, desgaste excessivo, lesões articulares, histórico familiar da doença, bem como outros fatores, como obesidade e predisposição genética.

Os sintomas comuns da osteoartrite incluem:

  • Dor nas articulações, que pode ser leve a grave, e geralmente piora com a atividade.
  • Rigidez articular, principalmente de manhã ou após períodos de inatividade.
  • Inchaço ou sensação de calor nas articulações afetadas.
  • Estalos ou crepitação nas articulações durante o movimento.
  • Perda de flexibilidade e mobilidade nas articulações afetadas.

Lesões

Fraturas ou lesões na articulação do quadril podem causar danos permanentes e contribuir para o desgaste.

Uso excessivo

Atividades físicas de alto impacto, como corrida ou levantamento de peso, podem causar desgaste na articulação do quadril se praticadas em excesso.

Anomalias congênitas

Algumas pessoas nascem com malformações na articulação do quadril que podem aumentar o risco de desgaste precoce.

Outras condições médicas

Condições como artrite reumatoide, necrose da cabeça femoral, displasia do quadril e bursite podem contribuir para o desgaste no quadril.

Quando saber se o desgaste no quadril está prejudicando a qualidade de vida no trabalho?

foto de desgaste no quadril aposenta

Determinar se o desgaste no quadril está prejudicando a qualidade de vida no trabalho pode depender de vários fatores, incluindo a gravidade da condição, o tipo de trabalho que você realiza e como a dor ou a limitação de movimento afetam suas funções no trabalho.

Descubra alguns indicadores que podem ajudar a determinar se o desgaste no quadril está afetando sua qualidade de vida no trabalho:

Dor

Se a dor no quadril é constante, intensa e interfere significativamente em sua capacidade de se concentrar, realizar tarefas e se mover no trabalho, isso pode ser um sinal de que o desgaste no quadril está afetando sua qualidade de vida no trabalho.

Limitação de movimento

Se a limitação de movimento no quadril impede que você realize suas tarefas de trabalho de forma eficiente ou segura, isso pode ser um indicativo de que sua condição está tendo um impacto negativo.

Falta de concentração

A dor crônica no quadril pode ser distrativa, tornando difícil manter o foco nas tarefas de trabalho e prejudicando seu desempenho.

Ausência frequente

Se você está faltando ao trabalho regularmente devido à dor ou limitações causadas pelo desgaste no quadril, isso pode indicar um impacto negativo em sua qualidade de vida no trabalho.

Dificuldade para realizar tarefas específicas

Se o desgaste no quadril está tornando difícil ou impossível realizar tarefas essenciais do seu trabalho, isso pode ser um sinal de que sua qualidade de vida no trabalho está comprometida.

Redução da produtividade

Se você perceber que está demorando mais tempo para concluir tarefas ou que sua produtividade diminuiu devido à condição do quadril, isso pode ser um sinal de impacto no trabalho.

Se você está enfrentando algum desses desafios no trabalho devido ao desgaste no quadril, é importante conversar com seu médico e possivelmente com seu empregador.

Dependendo da gravidade da situação, você pode considerar adaptações no local de trabalho, tratamento médico, fisioterapia ou, em casos mais graves, licença médica temporária ou permanente.

É essencial buscar orientação médica e jurídica para entender suas opções e tomar decisões informadas sobre como lidar com a situação.

Quais condições no quadril possibilitam o direito ao auxílio doença?

foto de desgaste no quadril aposenta

No Brasil, o auxílio-doença é um benefício previdenciário oferecido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para auxiliar trabalhadores que estão temporariamente incapacitados devido a uma condição, o que inclui problemas no quadril.

Para ter direito ao auxílio-doença devido a uma condição no quadril, você precisa atender a certos requisitos:

Incapacidade temporária

Você deve comprovar que está temporariamente incapaz de exercer suas atividades laborais devido à condição no quadril. A incapacidade deve ser comprovada por meio de laudos médicos e avaliação do INSS.

Carência

Você precisa ter contribuído para a Previdência Social por um período mínimo de carência. A carência é o número mínimo de contribuições mensais que é exigido para a concessão do benefício, e esse número varia de acordo com a condição do segurado.

Qualidade de segurado

Você deve ser considerado um segurado da Previdência Social. Isso significa que você precisa estar em dia com suas contribuições ou estar no período de graça, que é um período de manutenção da qualidade de segurado após deixar de contribuir.

As regras e procedimentos do INSS podem mudar ao longo do tempo, por isso é aconselhável consultar o site do INSS ou entrar em contato com o órgão para obter informações atualizadas e orientações específicas sobre como solicitar o auxílio-doença devido a problemas no quadril.

Desgaste no Quadril Aposenta?

No Brasil, a aposentadoria por desgaste no quadril, ou por qualquer tipo de desgaste nas articulações, geralmente não é uma categoria específica de aposentadoria.

Em vez disso, a aposentadoria é concedida com base em critérios estabelecidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Para se aposentar por motivos de saúde, incluindo problemas no quadril, é necessário cumprir os requisitos de aposentadoria por invalidez.

Para ser elegível para a aposentadoria por invalidez, geralmente é necessário atender aos seguintes critérios:

  1. Estar incapacitado para o trabalho de forma permanente e total.
  2. Ter feito pagamentos para a Previdência Social por um tempo mínimo, o qual é determinado conforme a idade e o sexo do segurado.

A incapacidade para o trabalho deve ser avaliada por um médico perito do INSS, que determinará se o desgaste no quadril (ou qualquer outra condição de saúde) é grave o suficiente para justificar a aposentadoria por invalidez.

É importante lembrar que o sistema de aposentadoria e seus critérios podem mudar ao longo do tempo, e as regras podem variar de acordo com a legislação vigente.

Portanto, é aconselhável consultar o INSS ou um advogado previdenciário para obter informações atualizadas sobre a aposentadoria por invalidez e como ela se aplica ao seu caso específico.

Como funciona o tratamento de desgaste no quadril em casos de condição crônica e aposentadoria?

foto de desgaste no quadril aposenta

O tratamento do desgaste no quadril para alguém com uma condição crônica que está aposentado envolve uma abordagem abrangente para aliviar a dor, melhorar a qualidade de vida e manter a funcionalidade ao longo do tempo.

As opções de tratamento podem variar dependendo da gravidade da condição e das necessidades individuais da pessoa.

Fisioterapia

A fisioterapia desempenha um papel fundamental no tratamento crônico do desgaste no quadril.

Um fisioterapeuta pode ajudar a desenvolver um programa de exercícios personalizado para fortalecer os músculos ao redor do quadril, melhorar a amplitude de movimento e aliviar a dor.

Exercícios terapêuticos

Os exercícios terapêuticos são projetados para manter a força, a flexibilidade e a estabilidade da articulação do quadril. Eles são essenciais para manter a funcionalidade a longo prazo.

Dispositivos de auxílio

Se necessário, dispositivos como bengalas, andadores ou órteses podem ser recomendados para ajudar na locomoção e na redução da pressão sobre o quadril afetado.

Mudanças no estilo de vida

Fazer ajustes no estilo de vida, como perder peso, adotar uma dieta saudável e evitar atividades de alto impacto, pode ajudar a reduzir a sobrecarga no quadril.

Injeções intra-articulares

Em alguns casos, injeções de corticosteroides ou ácido hialurônico podem ser usadas para aliviar a dor e a inflamação diretamente na articulação do quadril.

Consultas regulares com especialistas

Manter consultas regulares com especialistas é fundamental para monitorar a progressão da condição e fazer ajustes no tratamento conforme necessário.

Cirurgia (em casos graves)

Para pessoas com desgaste no quadril grave, pode ser considerada a cirurgia de substituição da articulação do quadril. Essa opção é geralmente reservada para casos em que o tratamento conservador não proporciona alívio adequado.

A abordagem de tratamento ideal para desgaste crônico no quadril deve ser discutida com um especialista.

Cada caso é único, e o tratamento deve ser adaptado às necessidades e condições específicas da pessoa afetada.

Como evitar uma aposentadoria por desgaste no quadril?

Evitar a necessidade de uma aposentadoria por desgaste no quadril envolve a adoção de medidas preventivas ao longo da vida para manter a saúde das articulações do quadril.

Mantenha um peso saudável

O excesso de peso coloca pressão adicional nas articulações do quadril, o que pode acelerar o desgaste. Mantenha um peso saudável através de uma dieta equilibrada e atividade física regular.

Exercite-se regularmente

Incorporar exercícios de baixo impacto, como caminhada, natação, ciclismo e ioga, pode ajudar a fortalecer os músculos ao redor do quadril e a manter a flexibilidade da articulação.

Fortaleça os músculos

Realize exercícios de fortalecimento específicos para os músculos das pernas, coxas e quadril. Isso pode ajudar a fornecer suporte adicional à articulação.

Evite o tabagismo

O tabagismo pode aumentar o risco de doenças reumáticas, incluindo a osteoartrite, que é uma das principais causas de desgaste no quadril.

Mantenha-se hidratado

Beber água suficiente ajuda a manter a saúde das articulações, pois a água é um componente importante do líquido sinovial, que lubrifica as articulações.

Evite o estresse excessivo na articulação

Evite carregar peso em excesso, e ao levantar objetos pesados, use técnicas adequadas para reduzir a pressão sobre o quadril.

Faça pausas regulares

Se você tem um trabalho sedentário, faça pausas regulares para se levantar, se movimentar e alongar.

Consulte um especialista

Se você tiver dor no quadril ou suspeitar de problemas, consulte um especialista. Quanto mais cedo as condições são diagnosticadas e tratadas, maior a probabilidade de evitar o agravamento e a necessidade de aposentadoria por invalidez.

Lembre-se de que a prevenção é fundamental quando se trata de problemas de saúde do quadril.

Incorporar hábitos saudáveis ao seu estilo de vida e procurar orientação especializada quando necessário pode ajudar a evitar a necessidade de aposentadoria por desgaste no quadril no futuro.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé).

A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe.

É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo.

Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas.

O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro.

A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: