Dor na Lateral do Calcanhar: causas e como tratar

A dor na lateral do calcanhar pode ter diversas causas, algumas podem ser graves e outras não.

Nesse artigo você vai descobrir quais são essas possíveis causas que estão gerando a dor no calcanhar e quais são as opções de tratamento.

Agendar sua Avaliação

Anatomia do calcanhar

O calcanhar é uma parte importante da anatomia do pé, desempenhando um papel crucial na locomoção e na absorção de choques durante atividades físicas.

foto de dor na lateral do calcanhar

Vamos explorar alguns aspectos relevantes da anatomia do calcanhar:

Agendar sua Avaliação

Osso Calcâneo

O osso calcâneo é a principal estrutura óssea do calcanhar.

É o maior osso do pé e forma a parte posterior e inferior do tornozelo.

O calcâneo suporta grande parte do peso corporal durante a marcha e atividades relacionadas ao pé.

Tendão de Aquiles

O tendão de Aquiles, o maior e mais forte tendão do corpo, conecta os músculos da panturrilha ao osso calcâneo.

Ele desempenha um papel essencial na flexão plantar do pé, permitindo-nos empurrar o corpo para a frente ao caminhar.

Músculos e Tecidos Moles

Vários músculos e tecidos moles circundam o calcanhar, incluindo a gordura plantar, que atua como um amortecedor natural.

A almofada de gordura sob o osso calcâneo ajuda na absorção de impacto ao caminhar e correr.

Articulações

O calcanhar faz parte de várias articulações, incluindo a articulação subtalar, que permite movimentos de inversão e eversão do pé.

Esses movimentos são vitais para a adaptação ao terreno durante a locomoção.

Bursas e Estruturas Conectivas

Existem bursas, pequenas bolsas cheias de líquido, ao redor do calcanhar para reduzir o atrito entre tendões, músculos e ossos.

Ligamentos conectam os ossos e proporcionam estabilidade à região.

Fáscia Plantar

A fáscia plantar é um tecido espesso e fibroso que se estende ao longo da sola do pé, incluindo o calcanhar.

Ela oferece suporte ao arco do pé e contribui para a absorção de choques.

Vasos Sanguíneos e Nervos

Vasos sanguíneos e nervos fornecem irrigação e inervação para a região do calcanhar, garantindo sua vitalidade e a transmissão eficaz de sinais sensoriais.

O que pode ser uma dor na lateral do calcanhar ao pisar e caminhar?

Uma dor na lateral do calcanhar ao pisar e caminhar pode ter diversas causas.

Algumas possíveis condições que podem estar relacionadas a esse sintoma incluem:

Esporão de Calcâneo

Um esporão de calcâneo é um crescimento ósseo na parte inferior do calcanhar.

Ao caminhar, o impacto pode causar dor, especialmente na lateral do calcanhar.

Fascite Plantar

A inflamação da fáscia plantar, uma banda de tecido que conecta o calcanhar aos dedos, caracteriza a ocorrência da fascite plantar.

A dor geralmente é sentida na região do calcanhar, podendo se estender para a lateral.

Tendinite Peroneal

A tendinite peroneal envolve a inflamação dos tendões peroneais, localizados na parte externa do tornozelo.

Isso pode causar dor na lateral do pé e do calcanhar, especialmente ao caminhar.

Entorse no Tornozelo

Uma entorse no tornozelo, que pode afetar os ligamentos laterais, pode causar dor na lateral do pé e do calcanhar, especialmente durante o movimento.

Bursite

A bursite ocorre quando as bursas, que são bolsas de fluido que ajudam na redução do atrito entre tendões e ossos, ficam inflamadas.

Se afetar a lateral do calcanhar, pode causar dor ao pisar.

Lesões Traumáticas

Contusões, fraturas ou outras lesões traumáticas na região do calcanhar podem resultar em dor, especialmente durante o apoio e o movimento.

Neuroma de Morton

Um neuroma de Morton é um crescimento de tecido nervoso que pode causar dor e sensação de queimação na lateral do pé e do calcanhar.

Síndrome do Túnel do Tarso

Essa síndrome envolve a compressão de nervos na área do tornozelo e pé, o que pode causar dor na lateral do calcanhar.

Calçados Inadequados

O uso de calçados inadequados, como sapatos que não oferecem suporte adequado ou que são muito apertados, pode contribuir para a dor ao caminhar.

Alterações Anatômicas

Algumas pessoas podem ter alterações anatômicas que predisponham à dor na lateral do calcanhar ao caminhar.

Estou com dor na lateral do calcanhar, posso praticar atividades físicas?

foto de dor na lateral do calcanhar

É aconselhável procurar a orientação de um especialista antes de continuar ou iniciar qualquer programa de atividade física.

A dor pode ser um indicativo de uma condição subjacente, e a prática de atividades físicas sem uma avaliação adequada pode agravar o problema.

A decisão de continuar ou interromper as atividades físicas dependerá da causa da dor e da recomendação do especialista.

Em alguns casos, o repouso temporário pode ser indicado para permitir a recuperação.

Em outros casos, atividades de baixo impacto e modificadas podem ser permitidas, mas isso deve ser determinado pelo especialista com base no diagnóstico específico.

Ignorar a dor e continuar com atividades intensas pode piorar a condição, aumentar o risco de lesões e prolongar o tempo de recuperação.

Medidas caseiras podem ser eficientes no tratamento de dor na lateral do calcanhar?

A abordagem para tratar a dor na lateral do calcanhar pode variar dependendo da causa subjacente da dor.

A automedicação ou a tentativa de tratar uma condição desconhecida sem orientação especializada pode não ser eficaz e pode até agravar o problema.

Um especialista poderá realizar uma avaliação adequada, determinar a causa da dor e desenvolver um plano de tratamento personalizado.

Agir precocemente ao buscar ajuda pode contribuir para uma recuperação mais rápida e eficaz.

Quando procurar um especialista?

Descubra algumas indicações de quando você deve considerar procurar um especialista:

Dor persistente

Se a dor na lateral do calcanhar persistir por mais de alguns dias.

Intensidade da dor

Se a intensidade da dor é significativa e está impactando suas atividades diárias, mobilidade ou qualidade de vida.

Recorrência frequente

Se a dor na lateral do calcanhar é recorrente, voltando frequentemente após períodos de alívio.

Dor associada a outros sintomas

Se a dor está associada a outros sintomas, como inchaço, vermelhidão, calor excessivo, dormência, formigamento ou fraqueza.

Histórico de lesões ou condições crônicas

Se você tem um histórico de lesões no pé, tornozelo, ou se já foi diagnosticado com condições crônicas como fascite plantar, esporão de calcâneo, tendinite, entre outras.

Dificuldade em identificar a causa

Se não está claro por que a dor está ocorrendo.

Dor após trauma grave

Se a dor na lateral do calcanhar está relacionada a um trauma grave, como uma queda, torção ou outro acidente.

Tratamento

A orientação de um especialista é essencial para garantir um diagnóstico preciso e um plano de tratamento eficaz.

O tratamento especializado para dor na lateral do calcanhar dependerá da causa específica da dor.

Avaliação diagnóstica

O primeiro passo é uma avaliação detalhada para determinar a causa exata da dor. Isso pode envolver exames clínicos, análise da história médica, exames de imagem (como radiografias, ultrassom ou ressonância magnética) e, em alguns casos, testes biomecânicos.

Fisioterapia

foto de dor na lateral do calcanhar

A fisioterapia desempenha um papel fundamental no tratamento da dor na lateral do calcanhar. Os fisioterapeutas podem utilizar técnicas como exercícios terapêuticos, alongamentos, fortalecimento muscular, mobilizações articulares e modalidades fisioterapêuticas para promover a recuperação.

Órteses e palmilhas

Se a dor estiver relacionada a problemas biomecânicos, como desalinhamento do pé, o uso de órteses ou palmilhas personalizadas pode ser recomendado para proporcionar suporte adequado e corrigir a biomecânica.

Injeções de corticosteroides

Em casos de inflamação persistente, o médico pode recomendar injeções de corticosteroides na área afetada para reduzir a inflamação e aliviar a dor.

Tratamento cirúrgico

Em casos mais graves ou quando outras formas de tratamento não são eficazes, a intervenção cirúrgica pode ser considerada. Isso pode envolver procedimentos para corrigir problemas estruturais, remover esporões ósseos, ou tratar lesões específicas.

Reabilitação específica

O tratamento pode incluir um programa de reabilitação específico, adaptado às necessidades do paciente. Isso pode envolver exercícios progressivos, treinamento funcional e retorno gradual às atividades normais.

Educação do paciente

Os profissionais de saúde fornecem orientações sobre autocuidado, instruções para prevenção de lesões futuras e informações sobre modificações no estilo de vida que podem ser benéficas.

Prevenção de dor no pé e calcanhar

A prevenção de dores no pé e calcanhar envolve a adoção de práticas e hábitos saudáveis para cuidar dos seus pés e evitar o desenvolvimento de condições dolorosas.

  • Use calçados adequados;
  • Mantenha um peso saudável;
  • Realize alongamentos regularmente;
  • Fortaleça os músculos dos pés;
  • Evite atividades de impacto excessivo;
  • Hidratação adequada;
  • Use palmilhas ou órteses se necessário;
  • Faça check-ups regulares com um especialista.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé).

A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe.

É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo.

Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas.

O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro.

A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: