Dor Patelofemoral: sintomas, fisioterapia e como tratar

O que é a Dor Patelofemoral?

A Dor Patelofemoral, também conhecida como Síndrome Patelofemoral ou Síndrome da Dor Patelofemoral, é uma condição que causa dor na região anterior do joelho, próxima à rótula (patela).

É uma das principais causas de dor no joelho, especialmente em adolescentes, adultos jovens e atletas.

Agendar sua Avaliação

Essa dor ocorre devido ao mau alinhamento ou desequilíbrio na articulação do joelho, que resulta em uma pressão anormal sobre a patela e o osso do fêmur. Isso pode levar a uma irritação do tecido mole ao redor da patela, causando inflamação e desconforto.

homem com dor patelofemoral

Quais são as causas?

A Dor Patelofemoral pode ser causada por uma combinação de fatores que resultam em um mau funcionamento da articulação do joelho, especialmente na interação entre a patela (rótula) e a tróclea do fêmur (sulco onde a patela se move).

Alguns dos principais fatores que contribuem para essa condição incluem:

Agendar sua Avaliação

Desalinhamento patelofemoral

Quando a patela não se move suavemente dentro do sulco do fêmur, pode ocorrer um mau alinhamento que gera atrito e pressão anormal na articulação.

Fraqueza ou desequilíbrio muscular

Músculos fracos ou desequilibrados na região do quadril, coxa e perna podem levar a um desalinhamento da patela e causar sobrecarga na articulação do joelho.

Sobrecarga e uso excessivo

Atividades repetitivas ou de alto impacto que envolvem dobrar os joelhos, como correr, saltar, agachar ou subir escadas, podem levar a uma pressão excessiva na patela e nos tecidos ao redor dela.

homem com dor no joelho

Instabilidade patelar

A instabilidade da patela pode resultar em episódios de deslocamento ou subluxação da patela, o que causa dor e pode levar a lesões nos tecidos ao redor.

Fatores anatômicos

Algumas pessoas podem ter diferenças estruturais que aumentam a predisposição à Dor Patelofemoral, como a forma do sulco do fêmur ou a posição da patela.

Lesões prévias

Traumas ou lesões anteriores no joelho podem alterar a biomecânica da articulação, aumentando o risco de desenvolver a síndrome.

Fatores posturais

Posturas inadequadas durante a realização de atividades físicas podem afetar a distribuição do peso e a pressão no joelho.

Fatores genéticos

Em alguns casos, fatores genéticos podem estar envolvidos no desenvolvimento da Dor Patelofemoral.

pessoa com dor no joelho em casa

Como é o diagnóstico?

O diagnóstico da Dor Patelofemoral começa com uma avaliação médica detalhada.

O especialista realizará uma série de etapas para determinar a causa da dor no joelho. Essas etapas podem incluir:

  • Histórico: Ele fará perguntas sobre seus sintomas, histórico, atividades físicas e quaisquer lesões prévias no joelho.
  • Exame físico: Ele examinará a estrutura do joelho, procurando sinais de inchaço, vermelhidão, sensibilidade e alinhamento patelofemoral.
  • Testes de movimento: Serão realizados testes específicos para avaliar a amplitude de movimento do joelho, a estabilidade patelar e a função muscular ao redor do joelho.
  • Exames de imagem: Para confirmar o diagnóstico e descartar outras condições, podem ser solicitados exames de imagem, como radiografias, ressonância magnética (RM) ou ultrassonografia.
  • Avaliação da biomecânica: Em alguns casos, o especialista pode avaliar a forma como você realiza certos movimentos para entender melhor a biomecânica do joelho e identificar possíveis desequilíbrios musculares ou problemas posturais.

É essencial informar o especialista sobre todos os sintomas e histórico, incluindo qualquer atividade física ou esporte que você pratique regularmente.

Essas informações ajudarão o profissional a fazer um diagnóstico preciso e a recomendar o tratamento mais adequado para sua condição específica.

Dor Patelofemoral tem tratamento?

Sim, a Dor Patelofemoral pode ser tratada e geralmente responde bem a uma abordagem multidisciplinar que inclui medidas conservadoras.

O objetivo do tratamento é aliviar a dor, melhorar a função do joelho, corrigir desequilíbrios musculares e prevenir recorrências.

tratamento fisioterapêutico em joelho

As opções de tratamento podem variar dependendo da gravidade da condição, do histórico do paciente e outros fatores, mas algumas das abordagens comuns incluem:

  • Fisioterapia: Exercícios de fortalecimento, mobilidades e alongamento dos músculos ao redor do joelho podem ajudar a melhorar a estabilidade e o alinhamento patelofemoral.
  • Ajustes posturais e biomecânicos: Fisioterapeutas e especialistas podem oferecer orientações sobre a postura adequada e a forma correta de realizar atividades físicas para reduzir a pressão na patela.
  • Terapia com gelo: Aplicação de gelo na região do joelho pode ajudar a reduzir a inflamação e a dor.
  • Injeções: Em alguns casos mais graves, o especialista pode recomendar injeções de corticosteroides ou ácido hialurônico para reduzir a inflamação e aliviar a dor.
  • Programa de fortalecimento muscular: Um programa personalizado de fortalecimento muscular pode ser desenvolvido com um especialista, focando em exercícios específicos para fortalecer os músculos ao redor do joelho e melhorar a estabilidade.
  • Mudanças nas atividades: Modificar temporariamente ou evitar atividades que aumentem a dor, especialmente atividades de alto impacto, como corrida ou salto.
  • Suporte psicológico: Em casos mais persistentes, pode ser benéfico o suporte psicológico para ajudar o paciente a lidar com a dor crônica e a ansiedade associada.

É importante seguir as orientações do especialista, pois cada caso pode requerer uma abordagem personalizada de tratamento. A adesão rigorosa ao plano de tratamento pode ajudar a melhorar a condição e prevenir recorrências.

Em casos mais raros e graves, pode ser necessária a intervenção cirúrgica, mas a maioria dos casos de Dor Patelofemoral pode ser tratada com sucesso por meio de abordagens conservadoras.

Prevenção de dores no joelho e fraqueza muscular

mulher fortalecendo joelho no legpress

Existem medidas preventivas que podem ajudar a reduzir o risco de desenvolver a Dor Patelofemoral:

  • Fortaleça os músculos ao redor do quadril e da coxa: O fortalecimento dos músculos do quadril, glúteos, quadríceps e isquiotibiais ajuda a estabilizar o joelho e reduzir a sobrecarga sobre a patela. Exercícios como agachamentos, lunges, ponte de quadril e leg press podem ser úteis.
  • Alongue os músculos da perna: Alongar os músculos da coxa, panturrilha e quadril pode melhorar a flexibilidade e reduzir a tensão nos joelhos.
  • Evite atividades de impacto excessivo: Reduza a frequência de atividades de alto impacto, como corridas em superfícies duras, e opte por exercícios de baixo impacto, como natação ou ciclismo, para aliviar a pressão sobre os joelhos.
  • Escolha calçados adequados: Utilize tênis ou calçados esportivos com bom amortecimento e suporte para reduzir o estresse nas articulações do joelho durante a prática de exercícios.
  • Controle do peso: Manter um peso saudável pode reduzir a carga excessiva sobre os joelhos, ajudando a prevenir a dor patelofemoral.
  • Evite sobrecarregar os joelhos: Evite realizar atividades físicas intensas sem o devido preparo físico. Aumente gradualmente a intensidade e a duração dos exercícios.
  • Corrija a técnica esportiva: Se você pratica esportes, verifique se sua técnica está correta, pois movimentos inadequados podem levar a lesões no joelho.
  • Use joelheiras ou bandagens (se necessário): Em alguns casos, o uso de joelheiras ou bandagens pode ajudar a fornecer suporte adicional ao joelho e reduzir a dor durante a prática de atividades físicas.
  • Faça pausas e descansos: Certifique-se de dar ao seu corpo tempo suficiente para se recuperar após atividades físicas intensas. O descanso é essencial para evitar lesões por esforço repetitivo.
  • Busque orientação profissional: Se você sentir dor ou desconforto nos joelhos, procure um especialista em lesões esportivas para avaliar sua condição e receber orientações específicas.

Lembre-se de que cada pessoa é única, e o tratamento preventivo pode variar de acordo com suas necessidades individuais.

Se você estiver preocupado com a dor patelofemoral ou qualquer outra questão de saúde, sempre consulte um especialista para obter um diagnóstico preciso e um plano de tratamento.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé).

A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe.

É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo.

Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas.

O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro.

A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: