Esporão de calcâneo: Fisioterapia tem papel fundamental no tratamento

Esporão de calcâneo: fisioterapia resolve?

Antes de responder, vamos entender melhor o que é essa condição.

Agendar sua Avaliação

Esporão de calcâneo: fisioterapia resolve sim

O esporão de calcâneo, também conhecido como esporão de calcanhar, surge muito frequentemente em virtude de traumas na região do calcâneo, próximo ao tendão de Aquiles.

Causas do esporão de calcâneo

As causas dessa condição variam, mas em geral incluem o andar de pé prolongado sobre superfícies duras, o uso de sapatos que não se ajustam adequadamente, problemas na mecânica de marcha, artrite e obesidade.

Agendar sua Avaliação

Quando esses fatores estão presentes por um longo período de tempo, isso pode resultar em uma estrutura ligamentar enfraquecida ao redor do osso do calcanhar (calcâneo). Como resultado, o calcâneo se afasta de seu local de fixação no tendão de Aquiles e forma uma protrusão óssea, chamada esporão do calcâneo. Ele também pode aparecer como um caroço ou um “galo” perto do osso do calcanhar.

Esporão de calcâneo: Fisioterapia ajuda a tratar?

Esporão de calcâneo: Fisioterapia ajuda a tratar? O tratamento para esporão de calcâneo, normalmente, inclui fisioterapia sim.

O tratamento para esporão de calcâneo, normalmente, inclui fisioterapia. Deverá ser recomendado o uso de sapatos com amortecimento adequado e apoio de arco para aliviar a dor.

Em casos extremos, a cirurgia pode ser alternativa, mas apenas quando o tratamento conservador não foi suficiente para resolver o problema.

Em qualquer caso, é importante consultar um especialista, a fim de determinar um tratamento apropriado. Com o devido cuidado e atenção, o esporão de calcâneo pode ser administrado com sucesso.

Esporão de calcâneo: Fisioterapia sozinha resolve?

Qualquer condição deve ser avaliada criteriosamente pelo especialista para iniciar a melhor abordagem de tratamento. Normalmente, casos de pacientes com esporão de calcâneo podem contar com os recursos da fisioterapia durante o tratamento e ter muito sucesso com isso, sem que seja necessário o uso de procedimentos mais invasivos, por exemplo.

A fisioterapia é uma forma de reabilitação usada para melhorar a mobilidade e a força em áreas afetadas por lesões ou condições crônicas como os esporões de calcanhar. Ela também pode ajudar a reduzir a inflamação e melhorar o bem-estar geral.

Os fisioterapeutas podem criar um plano de tratamento individualizado, adaptado às necessidades específicas de cada paciente. O tratamento pode incluir exercícios de mobilidade e fortalecimento, laser terapêutico, terapias de gelo/calor, etc.

Exercícios são projetados para melhorar a mobilidade da fáscia plantar e o tendão de Aquiles, assim como para fortalecer os músculos do pé e da perna. Os exercícios de mobilidade e flexibilidade ajudam a reduzir a tensão nas áreas afetadas e podem melhorar a flexibilidade geral e o alcance do movimento. Exercícios de fortalecimento, como levantamento de panturrilha, ajudam a construir força, resistência e estabilidade nos pés e pernas inferiores.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé). A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

– O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe. É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

– A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo. Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

– O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas. O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro. A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: