Exercício para artrose no joelho

O que é artrose no joelho?

A artrose no joelho, também conhecida como osteoartrite do joelho, é uma condição crônica que afeta as articulações dos joelhos.

Ela é caracterizada pelo desgaste progressivo da cartilagem que reveste as extremidades dos ossos que compõem a articulação do joelho.

Agendar sua Avaliação

A cartilagem normalmente atua como um amortecedor entre os ossos, permitindo que a articulação se mova suavemente e sem dor.

Com a artrose no joelho, a cartilagem começa a se deteriorar devido ao desgaste contínuo, fatores genéticos, envelhecimento, lesões anteriores, excesso de peso e outros fatores.

À medida que a cartilagem se desgasta, os ossos podem começar a se esfregar diretamente um contra o outro, resultando em dor, inchaço, rigidez e limitação dos movimentos do joelho.

Agendar sua Avaliação

Com o tempo, o processo de inflamação crônica e degradação da cartilagem pode levar a uma perda significativa da função articular e afetar a qualidade de vida do indivíduo.

Os sintomas comuns da artrose no joelho incluem dor ao caminhar, subir escadas, agachar-se e realizar atividades físicas que envolvam o joelho.

A dor geralmente é mais intensa após períodos de inatividade e pode melhorar com o repouso.

À medida que a condição progride, a dor pode se tornar mais constante e severa.

idosa com artrose no joelho

Quais são os grupos de risco?

Vários fatores podem aumentar o risco de desenvolver artrose no joelho.

Alguns dos grupos de risco incluem:

Idade

A idade é um fator importante no desenvolvimento da artrose. Quanto mais velho você é, maior o risco de desgaste das articulações.

Gênero

As mulheres têm um risco ligeiramente maior de desenvolver artrose do que os homens, especialmente após a menopausa.

Histórico Familiar

Se você tem parentes próximos, como pais ou irmãos, que têm ou tiveram artrose, você pode estar em maior risco de desenvolver a condição.

Lesões Anteriores

Traumas, lesões ou cirurgias anteriores no joelho podem aumentar o risco de desenvolver artrose. Isso inclui lesões esportivas, acidentes automobilísticos ou outros tipos de ferimentos no joelho.

Obesidade

O excesso de peso coloca uma pressão adicional nas articulações de suporte de peso, como os joelhos, aumentando o desgaste da cartilagem e o risco de artrose.

Atividade Física Intensa

Atividades físicas de alto impacto ou que envolvem movimentos repetitivos do joelho podem aumentar o risco de artrose.

Anatomia do Corpo

Certas características anatômicas, como pernas arqueadas ou desalinhamento do joelho, podem colocar mais estresse nas articulações e aumentar o risco de artrose.

Doenças Metabólicas

Condições como diabetes, gota e doenças hormonais podem aumentar o risco de desenvolver artrose.

Genética

Alguns genes podem estar associados a um maior risco de artrose, embora a relação entre genética e a doença seja complexa.

Atividades Profissionais

Trabalhos que envolvem joelhos frequentemente sob estresse, como joelhos dobrados ou atividades que requerem levantamento de peso, podem aumentar o risco de artrose.

Quem tem artrose pode praticar atividade física?

Sim, pessoas com artrose podem praticar atividades físicas, desde que sejam orientadas por profissionais especializados e escolham atividades adequadas para a sua condição.

A atividade física pode ser benéfica para quem tem artrose, pois pode ajudar a manter a mobilidade articular, fortalecer os músculos ao redor das articulações, melhorar a função geral e aliviar a dor.

Como é o tratamento para artrose no joelho?

O tratamento ideal dependerá da gravidade da artrose, das preferências individuais e das condições de saúde específicas do paciente, mas, geralmente é direcionado para aliviar a dor, melhorar a função da articulação e aumentar a qualidade de vida do paciente.

O tratamento pode envolver uma combinação de abordagens conservadoras e, em casos mais graves, intervenções cirúrgicas.

Aqui estão algumas opções de tratamento:

Autocuidado e Mudanças no Estilo de Vida

  • Controle de Peso: Manter um peso saudável reduz a carga nas articulações do joelho, diminuindo a pressão e o desgaste.
  • Atividade Física: Exercícios de baixo impacto, como natação, ciclismo e caminhada, podem fortalecer os músculos ao redor do joelho e melhorar a flexibilidade.

Fisioterapia

Um fisioterapeuta pode desenvolver um programa de exercícios personalizado para fortalecer os músculos, melhorar a postura e aliviar a dor.

fisioterapeuta avaliando artrose no joelho de paciente

Cirurgia

  • Artroscopia: Em alguns casos, procedimentos de artroscopia podem ser realizados para remover tecidos inflamados ou corrigir pequenos defeitos na articulação.
  • Artroplastia Total do Joelho: Se a artrose é grave e outras opções de tratamento não proporcionam alívio suficiente, a substituição total do joelho pode ser recomendada, onde as partes danificadas da articulação são substituídas por componentes artificiais.

Quais são os melhores exercícios físicos para quem tem artrose?

Para pessoas com artrose, é importante escolher exercícios que sejam suaves para as articulações, ajudem a fortalecer os músculos ao redor das articulações e melhorem a flexibilidade.

Natação e Hidroginástica

A água proporciona flutuação e suporte, reduzindo o impacto nas articulações.

A natação e a hidroginástica são excelentes para fortalecer os músculos, melhorar a resistência cardiovascular e aliviar a dor.

Ciclismo

Andar de bicicleta, especialmente em terrenos planos ou em uma bicicleta ergométrica, é uma atividade de baixo impacto que ajuda a fortalecer as pernas e os músculos ao redor dos joelhos.

Caminhada

Caminhar é uma ótima maneira de manter a mobilidade e melhorar a saúde cardiovascular.

Certifique-se de usar calçados adequados e escolher superfícies macias.

Mobilidades

A pratica de exercícios de mobilidade regular ajuda a manter a flexibilidade e reduzir a rigidez nas articulações.

Ioga e Pilates

Essas práticas focam no alongamento, fortalecimento e equilíbrio, ajudando a melhorar a postura e aliviar a tensão muscular.

idosas praticando Ioga

Exercícios de Fortalecimento Muscular

Trabalhar os músculos ao redor das articulações afetadas pela artrose pode proporcionar suporte adicional às articulações.

Exercícios de fortalecimento incluem agachamentos, elevações de perna e extensões de quadril.

Exercícios de Baixo Impacto

Outras opções de exercícios de baixo impacto incluem o uso de máquinas elípticas e remadoras.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé).

A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe.

É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo.

Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas.

O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro.

A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Conclusão

Lembre-se de sempre consultar um especialista antes de iniciar qualquer novo programa de exercícios, especialmente se você tiver uma condição médica pré-existente.

Eles podem ajudar a adaptar os exercícios às suas necessidades individuais e fornecer orientações específicas para garantir que você esteja praticando atividades seguras e adequadas à sua condição.

Além disso, escute o seu corpo e evite exercícios que causem dor ou desconforto excessivo.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: