Exercícios de fisioterapia para LCA

O Ligamento Cruzado Anterior (LCA) é um dos ligamentos mais importantes do joelho. Como muitos movimentos estão ligados ao LCA e, por isso, esse também é um ligamento que constantemente pode sofrer lesões. Mas, quais seriam os melhores exercícios de fisioterapia para LCA? 

Antes de explicarmos os exercícios de fisioterapia para LCA, vamos descrever esse ligamento, quais os movimentos a ele relacionados, as principais lesões e o tratamento para os problemas envolvendo o LCA. Confira! 

Agendar sua Avaliação

O que é o LCA?

homem deitado na maca fazendo Exercicios de fisioterapia para LCA com fisiterapeuta
É possível aumentar a resistência e elasticidade com exercicios de fisioterapia para LCA.

Trata-se de uma estrutura fibrosa, localizada na região interna do joelho. Dessa forma, o LCA faz a ligação da região lateral do fêmur, partindo de uma estrutura denominada intercôndilo, indo até a tíbia, o osso da perna, na espinha da tíbia. 

Essa é a localização anatômica do LCA. Embora pareça uma estrutura única, o LCA apresenta duas bandas, que agem em sentidos opostos, conforme o movimento executado. 

São elas: a banda ântero-medial, que é tensionada quando o joelho é flexionado e a banda póstero-lateral, que é tensionada quando esticamos o joelho. 

Agendar sua Avaliação

De fato, o LCA possui grande resistência e elasticidade, mas que também podem ser aumentadas com a prática de atividade física. 

Funções do LCA 

Sendo um ligamento que une fêmur e tíbia, o LCA participa ativamente da movimentação do joelho, daí sua grande importância. 

Esse é o ligamento responsável por “segurar” a tíbia, no movimento de flexão do joelho, impedindo que a tíbia se projete para frente. Dessa forma, o LCA ajuda a garantir a estabilidade do movimento. 

Além disso, o LCA atua em posicionar o fêmur para fora, quando se estica o joelho, no retorno do movimento da flexão. 

Como ocorrem as lesões no LCA?

homem sentado em maca no consultório médico
As lesões no LCA ocorrem frequentemente com a prática de exercícios físicos.

As lesões no LCA estão bastante relacionadas à prática esportiva, sobretudo, esportes de contato, como o futebol, por exemplo. 

Inclusive, no passado, lesões de ruptura do LCA eram consideradas determinantes para o final precoce da carreira de um jogador de futebol. Atualmente, com o desenvolvimento de técnicas cirúrgicas e da fisioterapia, não é mais assim. 

Mas, não é só o futebol que pode levar a uma lesão no LCA. Outros esportes como de luta também contribuem para lesões desse ligamento. 

Existem diferentes formas que as lesões de LCA podem ocorrer. 

1 – Ruptura total do LCA 

Nesse caso, o ligamento se rompe completamente, ficando as duas extremidades separadas. É a lesão mais agressiva. Infelizmente, é também o tipo de lesão mais comum. 

2 – Ruptura parcial do LCA 

Mais rara, conforme o nome indica, não há ruptura total do ligamento, mas ocorre quando há apenas o estiramento de algumas fibras do ligamento, ficando o ligamento ainda unido por outras regiões, as quais não foram afetadas. 

Causas de lesões de ruptura do LCA

Embora estejam bastante ligadas à prática do futebol, as lesões no LCA afetam quatro vezes mais as mulheres, em relação aos homens. 

Mas por que as lesões de LCA ocorrem mais nas mulheres? Há algumas razões para isso. 

A começar, as mulheres tendem a ter os joelhos mais virados para dentro, em função da sua maior bacia (algo anatômico). 

Os hormônios também estão ligados ao maior número de lesões nas mulheres. Há maior risco de lesão do LCA na fase pré-ovulatória do ciclo menstrual. 

Além disso, as mulheres têm, anatomicamente, ligamentos menores em comparação aos homens. Todos esses fatores somados contribuem para o maior número de lesões de ruptura do LCA em mulheres, em relação aos homens. 

Por último, atletas amadores estão mais propensos a lesões de LCA do que atletas profissionais. Isso se deve a vários motivos: condicionamento físico pior, maior taxa de gordura no corpo e biomecânica do exercício inadequada, por exemplo. 

Sintomas de ruptura de LCA 

Quando há ruptura do LCA, geralmente, ocorre durante o movimento, com o joelho ficando fixo em uma direção e o corpo se direcionando para outro. 

Ocorre também um estalo bastante alto e imediatamente após a lesão, o joelho apresenta-se bastante inchado, com dor na região. 

Além disso, o paciente fica com bastante instabilidade e dificuldade de continuar qualquer movimento de flexão do joelho, após a ruptura. 

Diagnóstico 

Para o diagnóstico de lesão no LCA, o especialista avalia fisicamente o paciente. Alguns exames podem ser solicitados, tais como ressonância magnética, considerada padrão ouro para verificar as estruturas que compõem o joelho. 

Inclusive, para o planejamento cirúrgico como parte do plano de tratamento da lesão, a ressonância magnética também é considerada o exame de imagem mais indicado.

Como é a fisioterapia para pacientes com lesão no LCA?

fisioterpeuta ajudando paciente com exercícios de fisioterapia para LCA
Podem ser feitos exercicios de fisioterapia para LCA ao invés de se submeter à cirurgias.

Para quem teve lesão no LCA e não vai se submeter ao procedimento cirúrgico, a fisioterapia deve se iniciar o quanto antes. 

Já nos casos de cirurgia, inicia-se a fisioterapia logo após a cirurgia. 

Para estabelecer um plano de tratamento individualizado, o profissional fisioterapeuta avaliará as condições do joelho, a idade e a mobilidade do paciente. 

Em geral, os exercícios de fisioterapia para LCA envolvem alongamentos, mobilização da patela e fortalecimento muscular, sobretudo, dos músculos da coxa e do quadril.

Outras manobras fisioterápicas, como a utilização de TENS, para melhorar a dor e a cicatrização na região, também podem ser inseridas, conforme o caso. 

Podem ser utilizados equipamentos, caneleiras e faixas para os exercícios. A resistência é importante para que a musculatura consiga ser trabalhada da maneira adequada. 

Inicia-se a sessão com aquecimento e alongamentos, com a faixa ou banda elástica. Depois são feitos exercícios nos equipamentos e com caneleiras, sempre com a supervisão de um profissional. 

Ao término, pode-se realizar aplicação de laser e TENS, para auxiliar na recuperação do tecido. 

Exercícios indicados para fisioterapia em lesões de LCA

mulher deitada em mat praticando Exercicios de fisioterapia para LCA com rolo de liberação
Há várias modalidades de exercicios de fisioterapia para LCA.

Dentre os exercícios mais indicados para fisioterapia em caso de lesões de LCA, podemos descrever, além da mobilização patelar:  

  • Extensão do joelho (primeiramente sem, depois com caneleiras); 
  • Flexão do joelho (com e sem caneleiras); 
  • Agachamentos (com bola ou com pesos, com ambos os pés e com um pé só); 
  • Exercícios para os abdutores e adutores. 

As séries dependem do grau de mobilidade do paciente, portanto, é sempre individualizada pelo fisioterapeuta. 

Dessa forma, a fisioterapia é essencial na recuperação do paciente após lesão no LCA, mesmo que a lesão tenha sido parcial e não tenha havido procedimento cirúrgico.

Agendar sua Avaliação