Exercícios de fisioterapia para o joelho

Exercícios de fisioterapia para o joelho são fortemente indicados para o tratamento de problemas nessa região. Durante o protocolo de reabilitação, na fisioterapia, costumam ser bastante eficazes e como se trata de um método não invasivo, é uma boa opção para quem quer postergar ou mesmo evitar cirurgias, dependendo do caso.

O joelho é uma das maiores e mais complexas articulações do corpo humano. É também uma das mais utilizadas pelos indivíduos, uma vez que é parte fundamental na locomoção. Deste modo, é uma das regiões mais sujeitas a lesões ao longo da vida.

Agendar sua Avaliação

São diversos os tipos de exercícios de tratamento para a área. Eles devem sempre ser supervisionadas por um fisioterapeuta, pois o especialista conhece bem a estrutura do joelho.

Conhece ainda melhor a forma de realizar os movimentos, garantindo que eles sejam eficazes, benéficos e não gerem problemas para essa e outras articulações.

Neste texto, vamos apresentar as causas mais comuns de doenças na região. Falaremos ainda sobre os tipos de exercícios de fisioterapia para o joelho. Além, é claro, de outros cuidados contra problemas nessa estrutura. Continue acompanhando!

Agendar sua Avaliação

Dores no joelho: causas comuns

O principal sintoma de um problema musculoesquelético no joelho é a dor

O principal sintoma de um problema musculoesquelético no joelho é a dor. Tal qual a instabilidade da área. Geralmente, os sinais aparecem acompanhados de outros sintomas, como a vermelhidão ou inchaço. O incômodo para locomoção, no entanto, é o mais rapidamente percebido, apesar de nem sempre ser sinal de uma doença.

Afinal, apenas uma simples pancada na área costuma provocar esse sintoma. A luxação é umas das causas comuns de dor no joelho. Sua ocorrência é ligeiramente comum durante a realização de esportes de grande impacto, como o futebol e outros.

O problema consiste no deslocamento do osso que fica na região da frente do joelho, a patela. Comumente requer atendimento médico imediato, mas alguns indivíduos conseguem, sozinhos, devolver esse osso para o lugar.

Já a artrose é uma doença caracterizada pelo desgaste das cartilagens do joelho. As cartilagens são estruturas responsáveis por diminuir o atrito entre os ossos do corpo. Seu desgaste é normal ao longo da vida, mas pode se intensificar devido a alguns fatores. Como o uso exagerado ou incorreto do joelho.

Nesses casos, o desgaste da cartilagem prejudica a dissipação de cargas sobre o joelho e pode chegar até a resultar em impacto direto entre os ossos, e consequente dor.

Outra ocorrência bastante comum que afeta o joelho é a artrite reumatoide, que é uma doença autoimune. Ou seja, em que o próprio corpo acaba por atacar e inflamar as articulações.

Outro tipo de artrite habitual é a gota. A doença tem como característica principal a elevação do nível de ácido úrico no sangue. Esse aumento deposita cristais de monourato de sódio nas articulações e isso normalmente vem acompanhado de um processo inflamatório importante.

Lesões nos ossos e nas articulações

fisioterapeuta falando sobre Lesões nos ossos e nas articulações

Meniscos, estruturas fundamentais para o bom funcionamento do joelho, também podem sofrer lesões e provocar dores nos joelhos. Os meniscos são estruturas localizadas entre o fêmur e a tíbia e, dentre outras coisas, também reduzem o impacto articular.

Existem ainda os problemas patelares. A patela é um pequenos osso localizado na parte frontal do joelho. Sua função é proteger a superfície articular dessa região. Conforme citado anteriormente, ela pode ser acometida, por exemplo, por uma luxação, deslocando-se de seu local natural.

A condromalácia patelar é igualmente possível, e caracterizada pelo amolecimento e desgaste da cartilagem que recobre a patela. Por fim, os tendões que envolvem a patela também podem soares estresse e evoluir com a chamada tendinite, mas comum nos tendões quadricipital e patelar.

No caso da síndrome da banda iliotibial, o afetado é o tendão do trato iliotibial, que se estende pela lateral da coxa e joelho. A inflamação ocorre na altura do joelho, provocando dores exatamente nessa zona. Já a inflamação na pata de ganso afeta três tendões na parte interna do joelho.

Em casos de hoffite, a inflamação acontece no tecido gorduroso chamado Hoffa, que está localizado imediatamente atrás do tendão patelar. Esse tecido também auxilia na boa mecânica de movimento do joelho. A inflamação faz com que as estruturas aumentem de tamanho e apresentem dor, prejudicando toda a extensão.

Ligamentos também estão bastante sujeitos a lesões. Tanto o ligamento cruzado anterior, quanto o posterior. Os problemas são recorrentes em acidentes de carro e durante a realização de esportes de grande impacto e que envolvem salto.

Cuidado com fatores cotidianos!

Por fim, existem dois fatores do dia da dia que podem provocar problemas. Como o excesso de peso do corpo, que acaba por demandar muito do joelho. Afinal, nesse caso as estruturas precisam suportar carga maior do que o esperado. Movimentos repetitivos e intensos demais também aumentam a sobrecarga.

Seja qual for o problema, exercícios de fisioterapia para o joelho são muito indicados. Geralmente associada ao consumo de medicamentos para a dor. Normalmente apenas em casos mais graves ou no caso de falha do tratamento conservador, o especialista sugere a cirurgia.

Exercícios de fisioterapia para o joelho

Exercícios de fisioterapia para o joelho

Como citado anteriormente, são diversos os exercícios que o fisioterapeuta pode lançar mão para reabilitar o joelho. Vamos apresentá-los a seguir, mas eles não devem nunca ser realizados sem a indicação de um especialista.

As atividades são aconselhadas para diferentes tipos de lesões, e sua má escolha ou prática incorreta, podem prejudicar ainda mais as estruturas da perna. Logo, apenas o diagnóstico do problema causador das dores e um profissional qualificado poderão apontar os exercícios adequados ao tratamento.

Desta forma, é fundamental procurar o auxílio de um profissional quando você apresentar dores no joelho. Especialmente se ela persistir por vários dias. Confira alguns exercícios de fisioterapia para o joelho:

 

Inicialmente, com um intuito mais de relaxamento da musculatura das pernas, vale a pena ressaltar alguns alongamentos que podem ser feitos. Nesse caso, você deverá esticar e dobrar pernas e pés, por alguns minutos. Também é necessário dobrar os joelho por algumas vezes.

Exercício 1

Na posição de pé é possível alongar a parte anterior da coxa. Para isso, o paciente deve dobrar o joelho, aproximando os calcanhares o máximo possível de suas nádegas. Mantendo essa posição por 40 a 50 segundos, repita por 4 ou 5 vezes em cada perna.

Exercícios de fisioterapia para o joelho: alongamento

Exercício 2

Com os pés separados, fique em pé. Para este exercício, é importante se apoiar em alguma estrutura, como a parede ou uma cadeira. Mantendo o peso nos dedos dos pé, eleve o calcanhar o mais alto possível e depois retorne a posição inicial. A atividade deve ser realizada por cerca de 10 a 15 vezes, durante 3 séries. Este exercício fortalece as panturrilhas.

Exercício 3

Você também pode realizar o agachamento livre. Essa atividade atua bem sobre as coxas e nádegas, e se feita corretamente, pode ser ideal para o fortalecimento dessas regiões. Para a realização correta é necessário que o indivíduo mantenha seus pés afastados de forma paralela, com a coluna ereta e as mãos para a frente.

Em seguida, ele deve se agachar contraindo o abdômen e mantendo os joelhos em paralelo, deslocando os quadris para trás, coo se fosse senta-se em um banco relativamente baixo.

Exercícios de fisioterapia para o joelho: agachamento

Exercício 4

O Afundo é outro exercício bastante comum. Funciona assim: primeiro, o sujeito deve colocar uma das pernas à frente do corpo, descer flexionando os dois joelhos, mantendo a segunda perna atrás, num ângulo aproximado a 80-90º de quadril e joelho.

Em seguida, retorna-se à posição inicial e realiza-se o movimento com o apoio na outra perna. Associado ao Afundo, é interessante realizar o Avanço. A prática consiste em esticar a perna dando um passo longo à frente e pode ser feito com o auxílio de um caixote ou não. Ambas podem ser realizadas ou não com o auxílio de pesos de mão.

Exercícios de fisioterapia para o joelho: lounge

 

Exercício 5

Mais uma atividade é o exercício de extensão do joelho na cadeira ou mesa extensa da academia. O exercício consiste em sentar nesse aparelho, regular o peso ideal e esticar o joelho até próximo da extensão máxima. Evite os últimos graus de movimento de extensão, se você apresenta dores na frente do joelho.

extensão do joelho

Exercício 6

Um lápis ou uma caneta também podem auxiliar na fisioterapia. Aqui, você deverá colocar o lápis no chão, e agarrá-lo e levantá-lo com os dedos do pé. A posição elevada deve ser mantida por 10 segundos, e realizada cinco vezes com cada pé.

Exercício 7

O exercício de ostra é bastante indicado para quem quer fortalecer os glúteos. Sua execução exige que o paciente deite de lado, com flexão de quadris e joelhos. Este, então, mantém apoiados os calcanhares um no outro, eleva o joelho da perna que está por cima e em seguida retorna à posição inicial. o exercício deve ser feito de 10 a 15 repetições, por 3 ou 4 vezes. de preferência deve ser colocado uma faixa de resistência elástica envolvida no joelho para criar maior resistência ao movimento.

exercício de fisioterapia para o joelho: ostra

Atividades físicas para quem tem dor no joelho

fisioterapia para o joelho

Exercícios para o joelho podem ser utilizados em diferentes situações. Primeiro, como tratamento para alguma das condições que provocam dor na região. Também como uma forma de recuperação do pós-cirúrgico, caso uma operação seja necessária. E ainda para o dia a dia, como atividades de cuidado da área da perna.

Além da fisioterapia, porém, é importante realizar atividades físicas regulares. A prática de esportes mantém a saúde em dia, inclusive dos joelhos.

A caminhada é ótima opção. Mais simples e com baixa intensidade, a alternativa oferece poucos riscos às articulações. É igualmente benéfica para a capacidade cardiorrespiratória do indivíduo. Mas vale lembrar que essa atividade, assim como a corrida, só podem ser realizadas mediante instrução do seu fisioterapeuta, pois mesmo oferecendo baixa carga, dependendo da sua lesão ou do tempo de recuperação, ela pode não ser indicada.

O ciclismo tem resultados também muito vantajosos. Tanto o realizado ao ar livre, como o praticado em bicicletas ergométricas. Além do cuidado com o joelho, a opção melhora bastante a saúde do coração.

Existem ainda as atividades que trabalham a postura, respiração e equilíbrio do corpo. Como o Ioga, que utiliza o peso do próprio corpo para a melhora do condicionamento físico. O pilates é outra alternativa desta categoria e fortalece bastante a musculatura e flexibilidade do indivíduo.

Tal qual o Tai Chi, exercício que combina técnicas de respiração, concentração e movimentos fluídos.

Finalmente, há os esportes aquáticos que, devido à água, provocam menos impactos articulares. A natação é indicada quando um dos objetivos é o condicionamento. Já a hidroginástica é a mais interessante quando problemas no joelho já estão instalados.

Outros cuidados com o joelho

Somadas todas as atividades e exercícios de fisioterapia para o joelho, a saúde da região tende a aumentar consideravelmente. Para potencializá-la, contudo, é possível tomar outros cuidados com a região.

Como controlar o peso corporal. Afinal, quando o indivíduo está acima do peso, acaba por colocar pressão exagerada nos joelhos. Isso intensifica seu desgaste, podendo dar origem a uma série de problemas.

Nesse caso, você pode manter uma dieta balanceada, rica em frutas, verduras e legumes. Importante ainda diminuir o consumo de produtos industrializados e de fast food.

É igualmente importante utilizar sapatos confortáveis e adequados. Mulheres que utilizam saltos muito altos estão mais sujeitas a lesões, pois a pressão é exagerada nas pernas, sobretudo nos pés. Ficou com alguma dúvida sobre exercícios de fisioterapia para o joelho? Encaminhe para a gente nos comentários!

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé). A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

– O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe. É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

fisioterapeuta avaliando a paciente

– A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo. Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

avaliação cinemática 2D

– O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas. O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

fisioterapeuta com paciente

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro. A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

 

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: