Extensão de Quadril: benefícios, cuidados e exercícios

Quais são os músculos extensores do quadril?

Os músculos extensores do quadril são responsáveis por estender a articulação do quadril, ou seja, movimentar a perna para trás, afastando-a do tronco.

Músculo Glúteo Máximo

O glúteo máximo é o maior músculo da região glútea e é um dos principais músculos extensores do quadril.

Agendar sua Avaliação

Ele é responsável pela extensão do quadril quando você move a perna para trás.

Músculo Bíceps Femoral (Parte Longa)

O bíceps femoral é um músculo da parte posterior da coxa, e sua parte longa também atua como um extensor do quadril.

Músculo Semitendinoso

Outro músculo da parte posterior da coxa, o semitendinoso também contribui para a extensão do quadril.

Agendar sua Avaliação

Músculo Semimembranoso

Este músculo, junto com o semitendinoso, forma a porção da coxa conhecida como isquiotibiais.

O semimembranoso também está envolvido na extensão do quadril.

Músculo Adutor Magno

O adutor magno é um músculo localizado na parte interna da coxa e tem uma ação adicional na extensão do quadril, além de sua função principal de adução da coxa.

Esses músculos trabalham juntos para permitir movimentos de extensão do quadril, como levantar a perna para trás ou endireitar-se após estar inclinado para a frente.

foto de extensão de quadril

Quais sãos os benefícios desses músculos para o movimento do quadril?

Os músculos extensores do quadril desempenham um papel fundamental na estabilidade e na capacidade de movimento da articulação do quadril.

Se esses músculos estiverem bem desenvolvidos e saudáveis, proporcionam vários benefícios para o movimento do quadril e para o corpo em geral:

  • Extensão do quadril;
  • Estabilidade do quadril;
  • Desempenho atlético;
  • Prevenção de lesões;
  • Mobilidade ao envelhecer;
  • Melhora da qualidade de vida.

Portanto, o fortalecimento e a flexibilidade dos músculos extensores do quadril são essenciais para a saúde e o bem-estar geral do corpo, contribuindo para uma melhor funcionalidade e redução do risco de lesões.

foto de extensão de quadril

Incorporar exercícios que visam esses músculos em sua rotina de condicionamento físico pode ser benéfico para pessoas de todas as idades e níveis de aptidão.

Quais são os cuidados que devo ter com a extensão de quadril?

foto de extensão de quadril

A extensão do quadril é um movimento importante para a mobilidade e a funcionalidade do corpo, mas é essencial tomar alguns cuidados ao realizar exercícios ou atividades que envolvem essa ação:

  • Aquecimento adequado;
  • Técnica correta;
  • Progressão gradual;
  • Evite exercícios de alto impacto;
  • Ouça seu corpo;
  • Fortaleça músculos adjacentes;
  • Alongamento pós exercício;
  • Descanso e recuperação.

Dicas de exercícios para melhorar a extensão de quadril

Melhorar a extensão do quadril é benéfico para a mobilidade e a funcionalidade do corpo.

Descubra algumas dicas de exercícios que você pode incorporar à sua rotina para ajudar a melhorar a extensão do quadril:

  1. Estiramento deitado para o Quadril:foto de extensão de quadril
    • Deite-se deitado com os joelhos flexionados e os pés apoiados no solo.
    • Cruze uma perna sobre a outra, posicionando o tornozelo sobre a coxa da perna oposta.
    • Agarre a coxa da perna inferior e suavemente traga-a em direção ao seu peito.
    • Segure essa posição por um período de 20-30 segundos e depois repita o mesmo procedimento com a outra perna.
  2. Agachamento Profundo Assistido:
  3. foto de extensão de quadril
    • Fique em pé com os pés na largura dos ombros.
    • Agache-se lentamente o máximo que puder, mantendo os calcanhares no chão e a parte inferior das costas reta.
    • Mantenha a posição por alguns segundos e depois retorne à posição inicial.
    • Repita este movimento várias vezes para melhorar a flexibilidade do quadril.
  4. Ponte de Quadril:foto de extensão de quadril
    • Deite-se de barriga para cima, com os joelhos flexionados e os pés apoiados no solo.
    • Eleve os quadris em direção ao teto, mantendo os pés e os ombros firmemente apoiados no chão.
    • Contraia os músculos glúteos enquanto estiver na posição mais elevada.
    • Segure por alguns instantes e, em seguida, retorne à sua posição de partida.
    • Repita o movimento várias vezes.
  5. Alongamento do Músculo Quadríceps:foto de extensão de quadril
    • Em pé, dobre uma das pernas e segure o tornozelo com a mão do mesmo lado.
    • Traga o calcanhar em direção às nádegas, assegurando que o joelho permaneça voltado para baixo.
    • Permaneça nessa posição por cerca de 20-30 segundos e, em seguida, repita o movimento com a outra perna.

Lembre-se de realizar esses exercícios com cuidado e de forma controlada.

Não force o alongamento e respeite seus limites.

Conforme você ganha mais flexibilidade, é possível incrementar tanto o tempo quanto a vigorosidade dos exercícios.

Caso apresente alguma condição específica, é aconselhável buscar orientação de um profissional antes de dar início a qualquer programa de atividades físicas.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé).

A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe.

É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo.

Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas.

O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro.

A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: