Fascite Plantar: causas, sintomas e tratamento

Você sabia que a inflamação da fáscia plantar resulta em dor e, se não for tratada adequadamente, a condição pode se tornar crônica?

Por isso é importante que você conheça quais são as causas e fatores que podem agravar essa condição e quando você deve procurar pela ajuda especializada.

Agendar sua Avaliação

O que é fascite plantar?

foto de fascite plantar causas

A fascite plantar é uma condição que envolve inflamação da fáscia plantar, uma faixa espessa de tecido conjuntivo localizada na sola do pé.

A fáscia plantar conecta o osso do calcanhar (calcâneo) aos dedos dos pés e tem a função de sustentar o arco do pé, absorvendo o impacto durante a caminhada e outras atividades físicas.

Agendar sua Avaliação

Os principais sintomas da fascite plantar incluem dor e rigidez na região do calcanhar, especialmente ao dar os primeiros passos pela manhã ou após longos períodos de inatividade.

A dor também pode ser mais intensa após atividades físicas.

Atividade física pode causar Fascite Plantar?

foto de fascite plantar causas

Atividade física intensa ou inadequada pode ser uma das causas da fascite plantar.

Alguns fatores relacionados à atividade física que podem contribuir para o desenvolvimento da fascite plantar incluem:

Corrida de longa distância

Atividades que envolvem impacto repetitivo nos pés, como correr longas distâncias, podem aumentar o estresse na fáscia plantar.

Mudanças repentinas no nível de atividade

Aumentar drasticamente a intensidade, duração ou tipo de atividade física pode sobrecarregar a fáscia plantar, predispondo-a à inflamação.

Atividades de alto impacto

Participar de esportes de alto impacto, como basquete, corrida em superfícies duras ou atividades que envolvem saltos frequentes, pode aumentar o risco de desenvolver fascite plantar.

Calçados podem causar fascite plantar?

foto de fascite plantar causas

O tipo de calçado que você usa pode desempenhar um papel na causa ou prevenção da fascite plantar.

Calçados inadequados podem contribuir para o desenvolvimento dessa condição ou agravar os sintomas em pessoas que já têm fascite plantar.

Algumas considerações sobre calçados em relação à fascite plantar incluem:

Suporte ao arco

Calçados que oferecem suporte adequado ao arco do pé podem ajudar a distribuir uniformemente a pressão sobre a fáscia plantar, reduzindo o risco de irritação e inflamação.

Amortecimento

Sapatos com bom amortecimento podem ajudar a absorver o impacto durante a caminhada ou corrida, reduzindo a carga sobre a fáscia plantar.

Ajuste e tamanho adequados

Calçados que não se encaixam corretamente ou são muito apertados podem causar desconforto e aumentar a pressão sobre a fáscia plantar.

É importante escolher sapatos que se ajustem corretamente em termos de comprimento, largura e altura.

Tipo de atividade

O tipo de calçado também deve ser apropriado para a atividade física que você está realizando.

Por exemplo, tênis de corrida são projetados para absorver o impacto durante a corrida, enquanto sapatos de apoio podem ser mais adequados para caminhadas.

Sapatos gastos ou desgastados

O uso prolongado de sapatos desgastados pode levar à perda de suporte e amortecimento, aumentando o risco de problemas nos pés, incluindo fascite plantar.

Tipo de arco

Pessoas com diferentes tipos de arco (pés planos, pés côncavos, arcos altos) podem precisar de sapatos que atendam às necessidades específicas de seus pés para evitar o estresse excessivo na fáscia plantar.

Ao escolher calçados, é aconselhável considerar suas necessidades individuais, como tipo de pé, atividades diárias e histórico de lesões.

Idade e obesidade podem causar fascite plantar?

A idade e a obesidade são fatores que podem aumentar o risco de desenvolver fascite plantar. Vamos analisar cada um deles:

Idade

  • A fascite plantar é mais comum em adultos de meia-idade.
  • Conforme envelhecemos, os tecidos do corpo, incluindo a fáscia plantar, podem perder alguma da sua elasticidade e capacidade de se recuperar, tornando-os mais propensos a lesões e inflamação.
  • Mudanças degenerativas nos tecidos podem tornar a fáscia plantar mais suscetível a danos e, consequentemente, à fascite plantar.

Obesidade

  • O excesso de peso coloca pressão adicional sobre as estruturas dos pés, incluindo a fáscia plantar.
  • O aumento do peso corporal pode sobrecarregar a fáscia plantar, contribuindo para o desenvolvimento da fascite plantar.
  • Além disso, a obesidade está frequentemente associada a outros fatores de risco, como o tipo de calçado inadequado e a falta de atividade física, que também podem desempenhar um papel no desenvolvimento da condição.

Fascite plantar: causas que você pode não conhecer

foto de fascite plantar causas

Embora as causas mais comuns da fascite plantar estejam relacionadas a fatores como atividade física excessiva, idade, obesidade e biomecânica inadequada, há alguns casos em que as causas podem ser consideradas menos comuns ou atípicas.

Artrite

Algumas formas de artrite, como a artrite reumatoide, podem aumentar o risco de desenvolver fascite plantar.

Espondilite anquilosante

Esta é uma forma de artrite que afeta principalmente a coluna vertebral, mas pode também contribuir para problemas nos pés, incluindo a fascite plantar.

Doença de Paget

Esta é uma condição óssea crônica que pode afetar várias áreas do corpo, incluindo os pés, e aumentar o risco de desenvolver fascite plantar.

Síndrome de Reiter

Uma condição inflamatória que pode afetar as articulações, os olhos, a uretra e os pés, aumentando o risco de fascite plantar.

Gota

A gota é uma forma de artrite que resulta do acúmulo de cristais de ácido úrico nas articulações, e pode afetar os pés, contribuindo para a fascite plantar.

Síndrome de hipermobilidade articular

Pessoas com articulações excepcionalmente flexíveis podem ter maior probabilidade de desenvolver fascite plantar devido à instabilidade adicional nos pés.

Doenças autoimunes

Algumas condições autoimunes, como o lúpus, podem contribuir para problemas nos pés, incluindo a fascite plantar.

Uso prolongado de determinados medicamentos

Alguns medicamentos, como corticosteroides, podem aumentar o risco de enfraquecimento dos tecidos conectivos, incluindo a fáscia plantar.

Trauma direto

Lesões específicas no pé, como um impacto forte ou lesões que afetam a biomecânica normal do pé, podem levar ao desenvolvimento da fascite plantar.

É importante notar que essas causas são menos comuns e que a fascite plantar geralmente está associada a fatores mais rotineiros.

Quando procurar um especialista?

foto de fascite plantar causas

Descubra algumas situações em que é aconselhável procurar a orientação de um especialista:

Dor persistente no calcanhar ou na sola do pé

Se você está experimentando dor no calcanhar ou na parte inferior do pé que persiste por mais de algumas semanas.

Dor intensa pela manhã

A dor ao dar os primeiros passos pela manhã é um sintoma comum de fascite plantar. Se essa dor é persistente e afeta sua capacidade de realizar atividades normais, é hora de buscar ajuda.

Dificuldade em realizar atividades normais

Se a dor nos pés está interferindo nas atividades diárias, como caminhar, correr ou ficar em pé.

Sintomas que não melhoram com tratamento em casa

Se você tentou medidas de autocuidado em casa, como aplicação de gelo, alongamentos e uso de calçados adequados, e os sintomas persistem.

Inchaço, vermelhidão ou calor na região do calcanhar

Estes podem ser sinais de inflamação mais significativa, e a avaliação de um especialista é necessária para determinar a causa e o tratamento apropriados.

Histórico de lesões nos pés

Se você teve lesões prévias nos pés ou se foi diagnosticado com condições que podem afetar os pés, é aconselhável procurar avaliação regular para monitorar e tratar possíveis problemas.

Lembre-se de que um diagnóstico preciso é crucial para um tratamento eficaz.

Um especialista pode realizar exames clínicos, avaliar seu histórico, e, se necessário, solicitar exames de imagem para confirmar a presença de fascite plantar ou descartar outras condições.

Como funciona o tratamento?

foto de fascite plantar causas

O tratamento da fascite plantar geralmente envolve uma abordagem multidisciplinar, combinando medidas de autocuidado, modificações no estilo de vida, terapias físicas e, em casos mais graves, intervenções médicas.

Abaixo estão algumas estratégias comuns de tratamento:

Gelo

Aplicar compressas de gelo na região do calcanhar pode ajudar a reduzir a inflamação.

Isso geralmente é feito por períodos de 15 a 20 minutos várias vezes ao dia.

Exercícios de fortalecimento

Exercícios específicos de alongamento e fortalecimento podem ajudar a melhorar a flexibilidade dos músculos da panturrilha e dos pés, reduzindo a tensão na fáscia plantar.

Uso de palmilhas e calçados adequados

Palmilhas ortopédicas e calçados que oferecem suporte adequado ao arco e amortecimento podem ajudar a distribuir melhor a pressão sobre os pés.

Fisioterapia

Um fisioterapeuta pode fornecer orientação sobre exercícios específicos, técnicas de alongamento e modalidades terapêuticas para ajudar na recuperação.

Injeções de corticosteroides

Em casos de dor persistente, um médico pode recomendar injeções de corticosteroides para reduzir a inflamação.

Cirurgia (em casos raros)

Em situações graves e refratárias ao tratamento conservador, a cirurgia pode ser considerada para liberar a fáscia plantar e aliviar a tensão.

Exercícios para aliviar os sintomas da Fascite Plantar

Exercícios específicos de mobilidade e fortalecimento podem ser benéficos para aliviar os sintomas da fascite plantar, melhorando a flexibilidade dos músculos da panturrilha e dos pés, reduzindo a tensão na fáscia plantar.

No entanto, é importante realizar esses exercícios com cuidado e consultar um especialista antes de iniciar um novo programa de exercícios.

Mobilidade da panturrilha (Gastrocnêmio e Sóleo)

foto de fascite plantar causas

  • Em pé, coloque as mãos contra a parede.
  • Dê um passo para trás com a perna afetada, mantendo a perna estendida.
  • Mantenha o calcanhar no chão e dobre o joelho da perna à frente.
  • Sinta a mobilidade na panturrilha da perna estendida.
  • Mantenha por 15-30 segundos e repita 2-3 vezes em cada perna.

Mobilidade da fáscia plantar

foto de fascite plantar causas

  • Sente-se com a perna afetada estendida.
  • Puxe os dedos do pé em direção ao joelho usando as mãos ou uma toalha.
  • Mantenha a mobilidade por 15-30 segundos e repita 2-3 vezes.

Rotação do tornozelo

foto de fascite plantar causas

  • Sente-se ou fique em pé com a perna estendida.
  • Gire o pé em círculos no sentido horário e anti-horário.
  • Faça 10-15 rotações em cada direção.

Massagem com bola de tênis

foto de fascite plantar causas

  • Sentado, role uma bola de tênis sob o pé, aplicando pressão moderada.
  • Concentre-se em áreas específicas que podem estar mais tensas.
  • Faça isso por 5-10 minutos em cada pé.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé).

A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe.

É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo.

Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas.

O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro.

A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: