Gordura de Hoffa

A gordura de Hoffa é uma estrutura presente no joelho, atrás do ligamento patelar. Embora pouco conhecida da maioria das pessoas, é uma estrutura que, quando inflamada, resulta em muita dor na parte anterior do joelho. 

Essa estrutura recebeu esse nome devido ao pesquisador que primeiro a descreveu, Albert Hoffa, em 1904. 

Agendar sua Avaliação

Mas, embora não seja de grande conhecimento dos corredores, por exemplo, a gordura de Hoffa pode ser a responsável por dores frequentes no joelho após treinos. 

Vamos saber mais sobre essa estrutura, o que causa o processo inflamatório, diagnóstico e tratamento desse tipo de inflamação, denominada síndrome de Hoffa ou hoffite. Confira! 

O que é a gordura de Hoffa?

esquema mostrando estrutura do joelho e gordura de hoffa
Gordura de Hoffa faz parte da estrutura patelar do joelho.

No joelho, existem várias estruturas, dentre elas a patela, os ligamentos e os meniscos. Logo atrás do ligamento patelar, há um tecido gorduroso, denominado gordura de Hoffa. 

Agendar sua Avaliação

Mas, qual é a função dessa gordura? Esse tecido lipídico serve para amortecer os impactos sofridos pelo ligamento patelar, durante a movimentação da perna. 

Por isso, corredores são o grupo que mais sofre com inflamação nessa região, devido ao impacto frequente nessa região, a cada treino. 

Porém, a inflamação nessa região não é nada exclusiva somente em corredores ou atletas amadores de atletismo. Pessoas que não praticam atividade física constante também podem apresentar dor nessa região, por movimentos constantes, mas com falta de fortalecimento muscular apropriado. 

Síndrome de Hoffa 

A síndrome de Hoffa é um quadro clínico de inflamação da gordura de Hoffa. É importante que o diagnóstico dessa patologia seja feito de maneira adequada e o tratamento proposto. 

Assim, o paciente não ficará sofrendo com dores no joelho e poderá, após melhora do quadro, retornar à prática da atividade física. 

Sintomas 

  • Dor na região anterior do joelho; 
  • Dificuldade de movimentação da articulação do joelho; 
  • Inchaço na região anterior do joelho; 
  • Limitação de movimento da perna. 

Causas

  • Impacto constante na articulação (por isso, é comum em praticantes de corrida); 
  • Sobrepeso ou obesidade; 
  • Falta de fortalecimento adequado.

Diagnóstico

Para o diagnóstico, é importante consultar um médico ortopedista. Então, o médico fará uma avaliação física, sobre a movimentação do joelho. 

Além disso, o médico também solicitará informações sobre como é a dor: duração, quando começou, se alivia quando descansa, dentre outras perguntas. 

Exames de imagem também podem ser solicitados, sobretudo, exames radiográficos e ressonância magnética, sobretudo para descartar outras patologias que também produzem dor na região anterior do joelho. 

Como tratar a síndrome de Hoffa?

mulher com bolsa de gelo no joelho para aliviar dor por gordura de Hoffa
É possivel tratar a inflmação da gordura de Hoffa

Nos casos em que há inflamação nessa região, temos um quadro clínico denominado síndrome de Hoffa ou hoffite. A primeira ação é conseguir remover o paciente do quadro agudo de dor, para ele conseguir, então, investir na prevenção de novas crises. 

Para a remoção do quadro de dor, o médico ortopedista poderá prescrever medicamentos, tais como analgésicos e anti-inflamatórios. 

É sempre importante mencionar que a automedicação nunca é recomendada, visto que há muitos analgésicos e anti-inflamatórios no mercado. Nem sempre o medicamento que o paciente acredita que resolverá, terá efeito benéfico para o caso dele. 

Com a automedicação, inclusive, o paciente pode arriscar piorar o seu quadro. Por isso, é sempre importante consultar um profissional da área médica para a prescrição correta de medicamentos. 

Além de medicação, o repouso por poucos dias também ajuda no processo de diminuir a inflamação local. Porém, esse repouso não deve ser estendido por muitos dias. 

De fato, o repouso prolongado por vários dias não melhora quadros de inflamação em articulações, pois isso piora o fortalecimento muscular. Ou seja, com a musculatura da região mais fraca, tende-se a sentir cada vez mais dor no local. 

O médico ortopedista também recomendará, em casos de Hoffite, sessões de fisioterapia para melhora do quadro de dor e também para fortalecimento muscular. 

A importância da fisioterapia no tratamento da síndrome de Hoffa 

Quem corre sabe que uma dor aguda na região frontal do joelho pode ser motivo de grande preocupação e interrupção imediata de treinos. Portanto, fazer o tratamento adequado para a síndrome de Hoffa é importante para que o corredor possa retornar aos treinos, o quanto antes. 

A fisioterapia é forte aliada no tratamento para problemas com a gordura de Hoffa. Isso porque, através de técnicas analgésicas, o fisioterapeuta consegue trazer alívio para a região. 

De fato, aparelhos como eletroestimulação transcutânea (TENS), ultrassom e laser atuam diminuindo a inflamação local, o que faz com que a dor sentida pelo paciente seja também diminuída. 

Além disso, o fisioterapeuta fará uma avaliação do caso e proporá exercícios específicos para alongamento e também fortalecimento da região. 

Veja alguns exemplos de exercícios indicados para quem tem síndrome de Hoffa. 

Exercícios indicados para quem tem dor na gordura de Hoffa 

  • Alongamento da coxa e das panturrilhas; 
  • Agachamento (sempre na posição correta, colocando o joelho na mesma direção da ponta dos pés); 
  • Afundo. 

Quem pratica atividade física deve ter cuidado com exercícios nos quais há concentração de força no ligamento patelar. No caso, fazer movimentos de extensão da coxa, por exemplo, na cadeira extensora, pode piorar o quadro de dor. 

Prevenção de problemas com a gordura de Hoffa 

A prevenção é sempre a melhor estratégia para qualquer problema articular. No caso específico da gordura de Hoffa, manter-se dentro do peso ideal e aliar à prática esportiva exercícios de fortalecimento são as principais ações de prevenção. 

É importante também citar que a prática da corrida, por exemplo, deve ser orientada por um profissional da área, para que não haja excesso de treinos ou de intensidade (overtraining), que geralmente ocasionam em lesões. 

Além disso, a biomecânica da corrida deve ser sempre aprimorada, bem como o uso de tênis apropriados para a prática, com amortecimento. 

Síndrome de Hoffa tem que fazer cirurgia? 

São poucos os casos nos quais há necessidade cirúrgica para tratamento de problemas com a gordura de Hoffa. Na maioria dos casos, o tratamento conservador tem ótimo prognóstico. 

Isso porque, ao remover a gordura, há também remoção da absorção do impacto sofrido pelo ligamento patelar, o que pode levar a mais dores no futuro. 

Em casos cirúrgicos, a opção é pela artroscopia. Mas a fisioterapia também se faz necessária após a cirurgia.

Agendar sua Avaliação