Joanete: o que é, tratamento e cirurgia

O hálux valgo, popularmente conhecido como “joanete” é uma condição muito comum que afeta principalmente o publico feminino.

Em alguns casos essa condição não causa dor ou desconfortos para o individuo, mas em outros casos pode causar dores ou incômodos no dia a dia que impactam diretamente na qualidade de vida dos mesmos.

Agendar sua Avaliação

Nesse artigo você vai descobrir o que é joanete, quais são as opções de tratamento e cirurgia disponíveis.

O que é joanete ou hálux valgo?

Um joanete, também conhecido como hálux valgo, é uma deformidade óssea que ocorre na articulação da base do dedão do pé.

Essa condição é caracterizada pelo desvio do dedão em direção aos outros dedos, levando à formação de um “calo” ósseo na parte externa da articulação.

Agendar sua Avaliação

foto de joanete

Joanete: dor e sintomas

Os sintomas do joanete (hálux valgo) podem variar de pessoa para pessoa, e nem todas as pessoas com joanetes experimentarão dor ou outros sintomas

No entanto, alguns dos sintomas comuns incluem:

Desvio do dedão do pé

O dedão se desloca em direção aos outros dedos, muitas vezes cobrindo parcial ou completamente o dedo adjacente.

Calo ósseo

Pode haver uma protuberância óssea na articulação na base do dedão do pé.

Dor e desconforto

A área ao redor do joanete pode ser sensível e dolorida, especialmente durante o uso de calçados apertados ou após longos períodos de atividade.

foto de joanete

Inchaço e inflamação

A articulação afetada pode ficar inchada e inflamada.

Dificuldade ao caminhar

O desvio do dedão e a protuberância podem interferir no padrão de caminhada, levando a desconforto ou dor ao caminhar.

Alterações na pele

A pele sobre o joanete pode tornar-se vermelha, calosa ou espessa devido à pressão e fricção.

Salto alto pode causar o surgimento de joanete?

O uso frequente de sapatos de saltos, especialmente aqueles que são estreitos na parte frontal e colocam pressão excessiva nos dedos, pode contribuir para o desenvolvimento de joanetes ou agravar a condição em pessoas predispostas.

O salto alto altera a distribuição do peso corporal e coloca mais pressão sobre a parte da frente dos pés, o que pode aumentar o risco de deformidades nos pés, incluindo joanetes.

Além disso, sapatos apertados e estreitos podem comprimir os dedos, forçando o dedão do pé a se deslocar para dentro em direção aos outros dedos, contribuindo para a formação de um joanete.

Qual é a causa da joanete?

foto de joanete

O surgimento de joanetes, ou hálux valgo, pode estar relacionado a uma combinação de fatores genéticos e ambientais. A predisposição genética desempenha um papel significativo no desenvolvimento de joanetes, e se membros da sua família têm joanetes, você pode ter uma maior probabilidade de desenvolvê-los também.

Certas características estruturais dos pés, como a forma do pé e a pronação excessiva, podem aumentar o risco de desenvolver joanetes.

O uso regular de sapatos apertados, de salto alto ou com pontas estreitas pode contribuir para a formação de joanetes, pois esses tipos de calçados podem comprimir os dedos e forçar o dedão do pé a se desviar para dentro.

Traumas ou lesões nos pés, inclusive na articulação do dedão do pé, mesmo que ocorram anos antes, podem desencadear a formação de joanetes.

Certas formas de artrite, como a artrite reumatoide, também podem aumentar o risco de joanetes, assim como algumas condições médicas subjacentes, como a síndrome de Ehlers-Danlos.

Joanetes são mais comuns em mulheres do que em homens, e a incidência aumenta com a idade.

Além disso, a falta de um arco adequado nos pés, conhecida como pés planos, pode aumentar a pressão sobre a articulação do dedão do pé, contribuindo para o desenvolvimento de joanetes.

É importante notar que, em muitos casos, várias dessas causas podem interagir, tornando o desenvolvimento de joanetes uma condição multifatorial.

Existe tratamento para joanete?

O tratamento para joanete, ou hálux valgo, pode envolver diversas abordagens, especialmente dependendo da gravidade dos sintomas e da progressão da deformidade. Em estágios iniciais ou casos menos graves, opções não cirúrgicas são frequentemente exploradas.

uso de calçados adequados desempenha um papel crucial no manejo dos sintomas. Sapatos que oferecem espaço suficiente para os dedos e suporte adequado podem ajudar a aliviar a pressão sobre a articulação do dedão do pé, contribuindo para o conforto e redução da dor.

foto de joanete

Além disso, a fisioterapia desempenha um papel importante no tratamento dos joanetes.

Os fisioterapeutas podem desenvolver programas de exercícios específicos para fortalecer os músculos ao redor da articulação do dedão do pé, melhorar a mobilidade e corrigir desequilíbrios musculares que podem contribuir para a deformidade.

Esses exercícios visam não apenas aliviar a dor, mas também melhorar a função geral do pé.

Em casos mais avançados ou quando as medidas conservadoras não proporcionam alívio suficiente, a cirurgia pode ser considerada para corrigir a deformidade e aliviar os sintomas.

No entanto, é importante discutir todas as opções de tratamento com um especialista para determinar a abordagem mais adequada para cada situação.

Como funciona a cirurgia de joanete?

foto de joanete

A cirurgia de joanete, também conhecida como procedimento de correção do hálux valgo, é realizada para corrigir a deformidade na articulação do dedão do pé.

A decisão de realizar a cirurgia é geralmente baseada na gravidade dos sintomas e na resposta a tratamentos conservadores.

Avaliação prévia

Antes da cirurgia, o paciente passa por uma avaliação detalhada, incluindo exames físicos, radiografias e possivelmente outros exames de imagem.

Essa avaliação ajuda o cirurgião a determinar o tipo específico de deformidade e a abordagem cirúrgica mais apropriada.

Tipos de cirurgia

Existem diferentes técnicas cirúrgicas para corrigir joanetes, e a escolha dependerá da gravidade do problema.

Alguns procedimentos comuns incluem osteotomia (corte e realinhamento do osso), artrodese (fusão de articulações) e procedimentos mais minimamente invasivos.

Anestesia

A cirurgia de joanete pode ser realizada com anestesia local, regional ou geral, dependendo do procedimento específico e das preferências do paciente.

Incisão e acesso

O cirurgião faz uma incisão na área afetada para acessar a articulação do dedão do pé.

A localização e o tamanho da incisão podem variar de acordo com a técnica utilizada.

Realinhamento e correção

Durante a cirurgia, o cirurgião realinha a articulação do dedão do pé, muitas vezes removendo parte do osso ou realizando osteotomias para corrigir a deformidade.

Em alguns casos, podem ser utilizados parafusos, placas ou fios para manter a correção.

Fechamento da incisão

Após a correção da deformidade, a incisão é fechada com suturas e, em alguns casos, é aplicado um curativo ou gesso.

Recuperação

O tempo de recuperação pode variar, mas geralmente, o paciente precisará de um período de repouso e evitará colocar peso sobre o pé operado nas primeiras semanas.

Fisioterapia e exercícios podem ser recomendados para ajudar na recuperação e fortalecimento.

É fundamental discutir detalhadamente o procedimento com o cirurgião, entender as expectativas e seguir as orientações pós-operatórias para garantir uma recuperação bem-sucedida.

Cada paciente é único, e a abordagem cirúrgica pode ser adaptada às necessidades individuais.

Como prevenir a joanete no dedão do pé?

Prevenir joanetes no dedão do pé envolve a adoção de práticas e hábitos que minimizem a pressão sobre a articulação e promovam a saúde dos pés.

Escolha de calçados adequados

Opte por sapatos que ofereçam amplo espaço para os dedos, tenham uma forma mais larga na região frontal e proporcionem bom suporte.

Evite sapatos de bico fino ou salto alto, pois eles podem contribuir para a formação de joanetes.

Palmilhas ortopédicas

O uso de palmilhas ortopédicas pode ajudar a corrigir desequilíbrios biomecânicos nos pés, proporcionando suporte adicional e distribuindo melhor o peso.

Alternância de calçados

Evite usar o mesmo par de sapatos todos os dias.

Alternar entre diferentes tipos de calçados pode ajudar a reduzir a pressão repetitiva sobre os dedos e as articulações.

Mantenha um peso saudável

Manter um peso corporal saudável reduz a carga sobre as articulações dos pés, diminuindo o risco de desenvolvimento de joanetes.

Exercícios para os pés

Pratique exercícios que fortaleçam os músculos dos pés e promovam a flexibilidade.

Isso pode ajudar a manter a estabilidade e prevenir desequilíbrios que levam aos joanetes.

Alongamento regular

Realize alongamentos para os pés e dedos regularmente.

Isso pode ajudar a manter a flexibilidade e reduzir a rigidez.

Observação da postura e marcha

Mantenha uma boa postura ao caminhar e fique atento à sua marcha.

Corrigir possíveis problemas de postura e marcha pode prevenir o desenvolvimento de joanetes.

Consulta a especialistas

Se você tem histórico familiar de joanetes ou nota sinais precoces, consulte um especialista.

Especialistas podem oferecer orientações personalizadas e monitorar a saúde dos seus pés.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé).

A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe.

É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo.

Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas.

O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro.

A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: