O que fazer com joelho inchado?

Você talvez já tenha passado por uma situação desse tipo: após uma longa caminhada, um dia cansativo ou uma pancada, seu joelho inchou. Por vezes, esse inchaço vem acompanhado de dor e desconforto ou de dificuldade para se locomover. Em outros casos, porém, o problema só aparece mesmo após uma mudança no nível de atividade física, e nada mais.

A ocorrência dessas alterações é bastante comum – o que não significa, no entanto, que o joelho inchado é algo que não merece atenção. Descubra nesse texto a causa de situações assim e o que fazer com o joelho inchado!

O inchaço no joelho ocorre quando há o acúmulo de líquido sinovial, sangue ou pus na região. Esses acúmulos tornam a articulação mais rígida e, normalmente, o indivíduo sente dificuldade em movimenta-la.

O aparecimento do edema pode ser bastante rápido, em até duas ou seis horas após uma atividade física mais intensa ou lento, como situações em que o inchaço começa a aparecer hoje, e o volume vai aumentando por dois ou mais dias. Cada uma dessas condições de formação do inchaço indicam uma causa diferente e merecem atenções e abordagens igualmente diversas.

“Tipos” de inchaço

O joelho inchaod pode ter muitos sintomas associados.
O joelho inchaod pode ter muitos sintomas associados.

Outra característica que diferencia possíveis causas do inchaço no joelho é a presença de outros sintomas associados. Por exemplo, quando a região inchada apresenta-se arroxeada (presença de hematoma) , provavelmente é fruto de uma pancada ou contusão.

Quedas ou traumas por impactos são bastante comuns durante a prática de esportes, principalmente em atividades que promovem contato direto com outras pessoas, como o futebol.

Esses sinais também podem ser indicativos de uma entorse e nessa situação pode ter havido uma lesão de ligamento, cartilagem ou meniscos. Os meniscos têm função primordial no corpo, pois são cartilagens fibrosas que, dentre outras coisas ajudam a dissipar as cargas que passam sobre o fêmur e a tíbia.

Por outro lado, se o joelho apresenta coloração avermelhada, é sugestivo de um processo infeccioso ou inflamatório. Nesse caso, é comum também perceber muita dor e certo calor na articulação acometida.

Causas do inchaço

Como já foi possível perceber, os motivos que levam ao inchaço do joelho são diversos. Na verdade, porém, há várias outras causas que podem levar a essa condição. Como uma série de doenças. Para que você conheça algumas delas, listamos as causas mais comuns do problema.

A primeira causa de inchaço recorrente tem relação com traumas diretos ou entorses. Imagine, por exemplo, um indivíduo que pratica uma atividade física como o futsal.

Durante uma partida, ele com certeza entra em divididas pela bola, dá “encontrões” em outros jogadores, e cai pela quadra. Todos esses impactos podem comprometer tendões, bursas, meniscos, cartilagens ou ligamentos dos joelhos. Normalmente, o inchaço nesse caso acontece em até duas horas após o impacto, o que torna a percepção desse motivo quase certa.

Em segundo lugar no “ranking” de causas, aparece a artrite reumatoide. A artrite é uma doença autoimune, em que o corpo começa a produzir anticorpos que atacam o tecido sinovial (membrana que recobre as articulações) de uma articulação. O tecido sinovial faz contato direto com o líquido sinovial, que por sua vez tem a função de lubrificar e permitir o movimento indolor nas juntas.

Como se trata de um processo inflamatório, a artrite tem entre seus sinais e sintomas fatores como dor, vermelhidão no joelho, rigidez, calor e sensibilidade na região.

Se a artrite é provocada por bactérias ou outro micro organismos, que penetram o tecido sinovial, ela é chamada de artrite séptica ou pioartrite. Nessa situação, o joelho se enche de pus e sofre com dor intensa. Além disso, uma característica bem importante é que o indivíduo ainda costuma apresentar febre.

Mais artrites e doenças

Lesões e artrites podem levar a joelho inchado.
Lesões e artrites podem levar a joelho inchado.

A osteoartrite, por sua vez, atinge principalmente pessoas idosas, com mais de 65 anos de idade. Também chamada de artrose, ela acontece quando a cartilagem localizada entre os ossos do joelho está desgastada, o que provoca uma superprodução do líquido sinovial. Como consequência  pode haver o contato direto entre os tecidos ósseos.

Esse desgaste é característico do uso contínuo das articulações. O joelho então incha e sofre com intensa dor. A doença é crônica mas o paciente pode sofrer com períodos de agudização ao longo da vida.

Para todos os tipos de artrite, existem fatores de risco. Como a obesidade, que aumenta a pressão sobre o joelho. O histórico familiar da doença também predispõe o sujeito ao desenvolvimento da condição, assim como o envelhecimento. Além disso, mulheres estão mais sujeitas ao problema.

Há ainda a bursite. Esta é uma condição que resulta da inflamação nas bursas, pequenas bolsas que abrigam o líquido sinovial que, como já citado, lubrifica as articulações. Essas bolsas, então, evitam o atrito entre tendões, pele e músculos. Se por algum motivo o líquido é produzido em excesso, essas bolsas aumentam de tamanho e causam o inchaço da região.

A bursite geralmente é desencadeada por traumas diretos ou por movimentos repetitivos. Por isso, a prática de esportes de forma inadequada é considerada um fator de risco para a condição.

Gota e cisto de Baker

A gota é o resultado do acúmulo de cristais de ácido úrico microscópico na articulação do joelho. A enfermidade é caracterizada por uma dor aguda e súbita, vermelhidão e calor intenso nas articulações.

Uma crise de gota costuma ser bastante desconfortável, e é mais comum em homens que ingerem álcool, carne vermelha e frutos do mar. A pseudo-gota possui essas mesmas características, mas é provocada pelo acúmulo de cristais de pirofosfato de cálcio em uma articulação.

Finalmente, há a possibilidade de desenvolvimento de um cisto de Baker. O cisto é uma bolsa de líquido sinovial que surge na parte posterior do joelho. Ela aparece como consequência de uma artrite, ruptura do menisco ou outros problemas no joelho. Com isso surge o inchaço na região, bem como uma sensação de aperto na parte posterior da perna.

O que fazer com o joelho inchado?

Compressas de gelo são excelentes para aliviar o joelho inchado.
Compressas de gelo são excelentes para aliviar o joelho inchado.

A primeira ação a se tomar ao perceber o inchaço do joelho é optar pelo repouso. O indivíduo pode ficar tanto deitado, quanto sentado: o importante é que a perna seja colocada em uma superfície mais alta que o corpo, como um banco ou algumas almofadas, de preferência com o joelho reto (em extensão) e não dobrado.

Se essa suspensão não for possível, é interessante pelo menos evitar ficar em pé ou praticar atividades que provoquem dor e mais sobrecarga na articulação.

Outra medida que ajuda a aliviar o inchaço é fazer a chamada crioterapia, aplicação de compressas de gelo no local do edema. A aplicação de pacotes de gelo provoca o a anaestesia da região e sobretudo, evita que o inchaço progrida ou se forme.

A aplicação deve durar de 20 a 30 minutos e ao mesmo tempo, é eficaz fazer a compressão do gelo sobre o  joelho com uma faixa elástica ou um pedaço de tecido.

Remédios analgésicos e antiinflamatórios também podem ser tomados, de acordo com a indicação do médico e apenas nos períodos indicados pelo mesmo.

Procure o médico!

Se o edema não diminuir em até sete dias, é fundamental procurar o aconselhamento médico. Assim como em situações em que o paciente apresentar quadros de dor muito aguda, grande dificuldade de locomoção ou então febre superior a 38ºC. Esses sinais são indicativos que o problema é bem maior do que algo resultante de uma contusão simples.

Dessa forma, a inflamação deverá ser definida de acordo com sua causa e tratada conforme necessário. É por isso, aliás, que o uso de analgésicos sem a indicação de um especialista é sugerido por no máximo 48 horas.

Afinal, o medicamento vai diminuir os sintomas, e deve melhorar a situação do indivíduo. Caso os sinais permaneçam e haja a continuidade de consumo dos remédios, as drogas poderão mascarar a situação mais grave, e assim adiar a ida ao médico.

Após a consulta com o especialista, ele poderá indicar o medicamento mais adequado e potente ao tratamento da doença especificada no diagnóstico. Poderá também fazer a retirada do líquido acumulado, se for essa a situação, indicar a necessidade de cirurgia e ainda receitar a realização de sessões de fisioterapia.

Com o fisioterapeuta, o paciente trabalha na melhora da sua locomoção, das dores e também da eliminação de muitos dos fatores que podem ter relação causal com o edema. Como no caso de uma artrose: o trabalho fisioterapêutico envolve orientação ao indivíduo e prescrição de exercícios localizados de modo que suas articulações não sejam mais sobrecarregadas, evitando, assim, episódios de inchaço.

No Instituto Trata, o paciente é avaliado segundo sua condição física e histórico familiar e de saúde. Em seguida, os métodos de tratamento mais adequados ao seu corpo são iniciados e acompanhados por especialistas. A tecnologia também auxilia nessas avaliações, de modo que o diagnóstico e tratamento sejam os mais específicos e individualizados possíveis.

Prevenção dos problemas

É difícil prevenir joelho inchado.
É difícil prevenir joelho inchado.

Como são diversas as causas de inchaço no joelho, fica difícil definir um só método de prevenção completamente eficaz para todas as situações. Isso não significa, no entanto, que não é possível manter o cuidado com as pernas e evitar a ocorrência de muitos os casos.

Dessa forma, você pode, por exemplo, prezar pela realização de atividades físicas rotineiras. Os exercícios físicos localizados são um modo do indivíduo fortalecer seu corpo, inclusive os joelhos, e assim garantir uma boa sustentação do peso sem grandes sobrecargas.

Como os músculos são o carro chefe na proteção e sustentação das articulações, o ganho de força da musculatura, sobretudo a das pernas auxilia na prevenção de problemas, sobretudo aqueles gerados por esforço repetitivo ou sobrecarga mecânica.

É um modo também interessante realizar a manutenção do peso adequado da silhueta, de modo que a obesidade ou o sobrepeso não surjam e cobrem caro das articulações.

Afinal, quanto maior a carga que temos que suportar, mais as articulações e outras estruturas de sustentação do corpo sofrem e se desgastam. Nesse caso, é essencial ainda manter uma alimentação balanceada no cotidiano, de forma que não haja aumento de peso corporal.

O cuidado no momento de realização do esporte também é fundamental. Fazer aquecimento antes da prática esportiva são importantes para o cuidado com o corpo, tornando-o mais preparado para a demanda durante a atividade, o que, muitas vezes pode prevenir a ocorrência de lesões.

Além disso, é igualmente essencial prezar pela sustentação e proteção das articulações: se você vai jogar futebol, tenha o cuidado de utilizar calçado adequado, caneleiras e joelheiras; o mesmo para a musculação e atividades de grande impacto. Os acessórios diminuem os efeitos dos movimentos sobre o ossos, evitando seu desgaste e consequentes edemas.

Orientação e cuidado diário

Os exercícios no caso de joleho inchado devem ser assistidos por profissionais.
Os exercícios no caso de joleho inchado devem ser assistidos por profissionais.

Para a realização de exercícios físicos, é interessante ainda contar com a orientação de profissionais da área da saúde, como um médico, fisioterapeuta e  um educador físico.

Médicos e fisioterapeutas poderão verificar as condições de seu joelho e indicar o esporte mais adequado, sem comprometer a saúde dessa região. Se essa avaliação não é feita previamente, muitas vezes uma pequena lesão ou desequilíbrio já existente pode se manter desconhecido e ao praticar uma atividade, você pode prejudicar o joelho ou intensificar o trauma.

Já o educador físico é preparado para indicar as melhores formas e realização dos exercícios, e poderá ajudar a preparar e proteger o corpo durante os esforços mais intensos.

Finalmente, deve-se sempre utilizar calçados confortáveis. Seja para a prática esportiva, seja para o dia a dia. Como as chuteiras para o futebol, e os tênis esportivos para a musculação ou corrida. Os sapatos confortáveis e leves são adequados para manter a saúde do joelho, pois evitam o acréscimo de mais problemas para essa região.

Até mesmo as mulheres que utilizam salto devem possuir esse cuidado. No mercado, existem peças anatômicas, que podem substituir as peças mais desconfortáveis que você tem no armário.

Lembre-se que, mesmo que não haja inchaços hoje, seu corpo sofre desgastes diários. Os maus hábitos e uso de calçados prejudiciais podem agravar e acelerar esses desgastes, provocando futuramente o temido joelho inchado e dolorido. E prevenir é sempre mais adequado e até mesmo mais barato que tratar.

12 comentários em “O que fazer com joelho inchado?

  1. Parabéns pelo artigo.
    Olá.
    Apareceu um caroço pequeno na frente no meu joelho esquerdo, já no joelho direito surgiu uma mancha rocha atrás do joelho, se alguém souber por gentileza me informa.
    Obrigada!

  2. Então eu bati o joelho no dia 23/04 (pelo menos foi a ultima vez que me recordo de bater o joelho) na quarta feira dia 24/04 por volta de umas 19:30 meu joelho começou a doer até então não me preocupei mais foi ai o problema, por que meu joelho foi inchando cada vez mais de quarta pra quinta e de quinta pra sexta 26/04 que foi o dia que eu descidir ir no médico pelo fato de estar muito inchado e lá e ortopedista passou Dipirona (de 6 em 6 horas) e Diclofenaco (durante 5 dias) para tomar e hoje é dia 28/04 e meu joelho não melhorou e apenas continuou inchando e parece que não vai melhorar o que devo fazer para ter um resultado melhor e mais rapido? Lembrando que ela me deu atestado de 2 dias como fui no hospital dia 26/04 hoje é o ultimo dia do atestado 28/04 o que devo fazer?

  3. Olá meu nome é grasi meu joelho tá inchado faz uns três dias sinto uma pressão qdo dobro e estendo na parte de trás, pratico atividade física todos os dias há 4 anos tbm e tbm sinto uma dor na parte de trás embaixo da dobra do glúteo às vezes até sentada dói um pouco será q uma coisa tem a ver com outra é na msm perna

    1. Meu nome é Luiz Carlos a 5 dias comecei a sentir dor na articulação do joelho direito é agora está inchado acima do joelho e sinto a perna pesada e não consigo dobrar o joelho a 90 gráus que a dor é intensa mesmo com medicamento não alivia

  4. Fiz um cirurgia e pra não colocar prótese o médico colocou de seis a oito pinos não lembro o nome da cirurgia passados 5 anos estou sentindo dores o que será ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × dois =