Ligamento Cruzado Anterior (LCA)

ligamento-cruzadoO que é?

O ligamento cruzado anterior (LCA) é um dos quatro grandes ligamentos do joelho, ligando o osso da coxa (fêmur) ao osso da perna (tíbia). As principais funções do LCA são evitar a translação anterior da tíbia em relação ao fêmur, bem como restringir os movimentos rotacionais excessivos do joelho. 

 

Causas

A lesão do LCA normalmente ocorre como resultado de uma rotação ou hiperextensão brusca do joelho, mas também pode acontecer em uma entorse de joelho com o pé fixo no chão.

 

Sintomas

Geralmente o paciente ouve um estalido, seguido de dor intensa, podendo ou não ocorrer inchaço algumas horas após a lesão. Quando a lesão acontece durante uma atividade física, por exemplo, o atleta é incapaz de terminar o exercício devido à dor e instabilidade no joelho (falseio).

 

Diagnóstico e exames

No exame será verificada a presença ou não de derrame articular e serão realizados exames específicos para avaliar a integridade do LCA. O médico ou fisioterapeuta irá fazer alguns testes especiais como o estático, em que é forçada a anteriorização da tíbia em relação ao fêmur, e os dinâmicos, que testam o movimento rotacional do joelho. Um raio-X deve ser feito para descartar qualquer outra lesão como fraturas, seguido de ressonância nuclear magnética (RNM).

 

Tratamentos

Fatores como idade do paciente, nível de atividade física, existência ou não de outras lesões associadas, as expectativas futuras do paciente e o entendimento da patologia e de suas repercussões a longo prazo, são importantes ao se decidir sobre indicar ou não uma reconstrução cirúrgica do ligamento cruzado anterior.

Dependendo da gravidade da lesão (por exemplo: lesão parcial do LCA, sem sinais de instabilidade), o paciente pode tratar com a Fisioterapia. No primeiro momento, o paciente passará por um período de imobilização relativa com um brace, no intuito de aliviar a dor. Deve ser iniciado o trabalho com o fisioterapeuta para ganhar mobilidade articular e depois realizar o reequilíbrio biomecânico e sensório-motor. Em casos em que a cirurgia artroscópica para reparo do LCA é a opção, o paciente se submeterá a um protocolo que pode variar de 4 a 6 meses de reabilitação até o retorno às atividades esportivas pré-lesão.