Lesão Condral no Quadril, Tornozelo e Joelho

O que é uma lesão condral?

Uma lesão condral, também conhecida como lesão da cartilagem articular, refere-se a danos ou lesões que ocorrem na cartilagem que reveste as superfícies articulares de uma articulação.

A cartilagem articular é uma estrutura lisa e resistente que cobre as extremidades dos ossos em uma articulação, permitindo um movimento suave e sem atrito.

Agendar sua Avaliação

As lesões condrais podem variar em gravidade e podem ocorrer de várias maneiras, incluindo:

Lesões Traumáticas

Essas lesões ocorrem devido a traumas ou lesões agudas, como quedas, torções, impactos diretos ou acidentes esportivos.

Agendar sua Avaliação

Elas podem variar desde pequenas fissuras na cartilagem até rachaduras mais profundas.

Degeneração Articular

Com o envelhecimento ou devido a condições médicas, como a osteoartrite, a cartilagem articular pode se desgastar ao longo do tempo, resultando em lesões condrais.

Isso pode causar dor e limitação de movimento.

Lesões Repetitivas

Atividades ou movimentos repetitivos, como agachamentos frequentes ou movimentos de flexão e extensão excessivos da articulação, podem levar ao desgaste da cartilagem, resultando em lesões condrais.

Quais são os sintomas?

Os sintomas de uma lesão condral podem variar dependendo da gravidade da lesão, da articulação afetada e da causa subjacente da lesão.

Alguns dos sintomas mais comuns incluem:

Dor

A dor é um sintoma predominante.

A intensidade da dor pode variar de leve a intensa, dependendo da gravidade da lesão.

Ela geralmente é sentida na articulação afetada e pode piorar durante o movimento.

Inchaço

A área afetada pode ficar inchada devido à inflamação da articulação.

O inchaço pode ser visível e causar desconforto.

Rigidez Articular

A rigidez da articulação pode ocorrer, tornando o movimento da articulação afetada mais difícil e desconfortável.

Estalos ou Rangidos

Algumas pessoas relatam a sensação de estalos ou rangidos na articulação durante o movimento.

Limitação de Movimento

A lesão condral pode levar a uma diminuição da amplitude de movimento da articulação, o que significa que você pode ter dificuldade em realizar movimentos normais.

Instabilidade Articular

Em casos graves, uma lesão condral pode causar instabilidade na articulação, levando a sensações de que a articulação está solta ou prestes a deslocar-se.

O envelhecimento é um fator de risco para lesões condrais no joelho.

Quais são as causas das lesões condrais nos, joelhos, quadril e tornozelo?

As lesões condrais no joelho, quadril e tornozelo podem ter várias causas, e a causa exata pode variar de acordo com a articulação afetada.

Lesão Condrais no Joelho

Trauma Agudo

Lesões traumáticas, como entorses, impactos diretos, quedas e colisões, podem danificar a cartilagem do joelho. Isso inclui lesões comumente conhecidas como lesões do menisco e lesões do ligamento cruzado anterior (LCA).

Uso Excessivo

Atividades esportivas de alto impacto, movimentos repetitivos ou sobrecarga crônica nas articulações do joelho podem levar ao desgaste da cartilagem ao longo do tempo.

Idade e Desgaste

O envelhecimento é um fator de risco para lesões condrais no joelho.

À medida que a cartilagem envelhece, ela pode se deteriorar e se desgastar.

Lesão Condrais no Quadril

Fatores Genéticos

Algumas pessoas podem ter uma predisposição genética a desenvolver problemas na cartilagem do quadril.

Impacto Femoroacetabular

Esta é uma condição em que há uma anormalidade na forma do fêmur ou do acetábulo (parte da pelve), o que pode causar atrito anormal na cartilagem do quadril.

Osteoartrite do Quadril

A osteoartrite é uma causa comum de lesões condrais no quadril à medida que a cartilagem se desgasta ao longo do tempo devido ao envelhecimento ou a outros fatores.

Lesão Condrais no Tornozelo

Lesões Traumáticas

Torções, entorses e fraturas do tornozelo podem causar danos à cartilagem articular.

Uso Excessivo

Atividades repetitivas ou esportes de alto impacto que envolvem movimentos frequentes de torção do tornozelo podem contribuir para o desgaste da cartilagem.

Instabilidade Crônica do Tornozelo

Pessoas com histórico de instabilidade crônica do tornozelo, como entorses recorrentes, podem estar em maior risco de desenvolver lesões condrais.

Osteoartrite do Tornozelo

A osteoartrite também pode afetar o tornozelo, resultando no desgaste da cartilagem ao longo do tempo.

É possível recuperar a cartilagem?

A capacidade de recuperar a cartilagem danificada varia dependendo da gravidade da lesão, da localização na articulação, da causa subjacente da lesão e de outros fatores individuais.

Para lesões condrais de menor gravidade, algumas opções de tratamento podem estimular a reparação e regeneração da cartilagem.

É importante notar que a regeneração completa da cartilagem é um desafio e nem sempre é possível.

Em casos de lesões condrais mais graves ou extensas, pode ser necessário focar na redução da dor, melhoria da função articular e prevenção do avanço do desgaste da cartilagem.

Como é o diagnóstico? Precisa fazer uma ressonância magnética?

O diagnóstico de uma lesão condral envolve uma avaliação médica abrangente, que geralmente inclui as seguintes etapas:

Histórico Clínico

O médico fará perguntas sobre seus sintomas, incluindo quando eles começaram, a intensidade da dor, atividades que desencadeiam ou pioram os sintomas, histórico de lesões articulares anteriores e outros fatores relevantes.

Exame Físico

O médico realizará um exame físico, que pode envolver a avaliação da amplitude de movimento da articulação afetada, testes de estabilidade e sensibilidade, bem como a detecção de inchaço ou deformidades.

Exames de Imagem

Para confirmar o diagnóstico e avaliar a extensão da lesão, o médico pode solicitar exames de imagem, que podem incluir:

Raios-X

Embora os raios-X não mostrem diretamente a cartilagem, eles podem ajudar a identificar anormalidades nos ossos adjacentes à articulação e descartar outras condições.

Ressonância Magnética (RM)

A ressonância magnética é uma ferramenta valiosa para visualizar a cartilagem, ligamentos e outros tecidos moles nas articulações. A ressonância magnética pode ajudar a identificar lesões condrais e determinar sua gravidade.

Artroscopia

Em alguns casos, o médico pode realizar uma artroscopia, um procedimento cirúrgico minimamente invasivo. Durante a artroscopia, o médico insere um pequeno instrumento chamado artroscópio na articulação para visualizar diretamente a cartilagem e outras estruturas. Isso permite uma avaliação mais detalhada e, em alguns casos, o tratamento das lesões condrais no mesmo procedimento.

Biopsia

Em situações raras, o médico pode optar por fazer uma biopsia da cartilagem para avaliar a composição e a gravidade da lesão.

O diagnóstico de uma lesão condral é importante para determinar a causa dos sintomas e desenvolver um plano de tratamento apropriado. A abordagem de diagnóstico pode variar de acordo com a articulação afetada e a gravidade dos sintomas. É fundamental consultar um médico especializado em ortopedia ou medicina esportiva para obter um diagnóstico preciso e orientações sobre o tratamento adequado.

Como funciona o tratamento da lesão condral no, joelho, quadril e tornozelo?

O tratamento da lesão condral no joelho, quadril e tornozelo varia dependendo da gravidade da lesão, da localização na articulação e da causa subjacente.

Tratamento para Lesões Condrais no Joelho

  1. Fisioterapia: A fisioterapia é frequentemente uma parte essencial do tratamento. Os exercícios prescritos pelo fisioterapeuta visam fortalecer os músculos ao redor do joelho, melhorar a amplitude de movimento e aliviar a dor.
  2. Injeções: Injeções de corticosteroides ou ácido hialurônico podem ser administradas para aliviar a dor e a inflamação na articulação.
  3. Procedimentos Cirúrgicos Minimamente Invasivos: Em alguns casos, procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos, como a microfratura (perfuração de pequenos orifícios na cartilagem para estimular a formação de tecido cicatricial), podem ser realizados.
  4. Transplante Autólogo de Condrócitos (TAC): Em lesões condrais mais graves, pode ser necessário um procedimento de TAC. Nesse procedimento, uma amostra de cartilagem saudável do próprio paciente é coletada, cultivada em laboratório e depois implantada na área danificada.
  5. Cirurgia de Substituição Articular: Em casos de lesões condrais muito extensas ou em estágios avançados de osteoartrite, a cirurgia de substituição do joelho (artroplastia do joelho) pode ser necessária.

Tratamento para Lesões Condrais no Quadril

  1. Fisioterapia: A fisioterapia pode ser usada para fortalecer os músculos do quadril, melhorar a estabilidade e aliviar a dor.
  2. Injeções: Injeções de corticosteroides ou ácido hialurônico podem ser administradas para aliviar a dor e a inflamação na articulação.
  3. Cirurgia: Em casos graves de lesões condrais no quadril, pode ser necessário um procedimento cirúrgico, como a ressecção de osteocondrite dissecante (remoção de fragmentos soltos de cartilagem e osso) ou a artroscopia do quadril.

Tratamento para Lesões Condrais no Tornozelo

  1. Imobilização: Em casos leves, pode ser necessário usar uma tala ou bota para imobilizar o tornozelo e permitir a cura.
  2. Fisioterapia: A fisioterapia é frequentemente usada para fortalecer os músculos do tornozelo, melhorar a estabilidade e a amplitude de movimento e aliviar a dor.
  3. Injeções: Injeções de corticosteroides ou ácido hialurônico podem ser administradas para aliviar a dor e a inflamação na articulação.
  4. Cirurgia: Em casos graves, procedimentos cirúrgicos, como a remoção de fragmentos soltos de cartilagem e osso (osteocartilaginoseptoplastia), podem ser necessários.

A escolha do tratamento depende da gravidade da lesão e das necessidades individuais do paciente.

É fundamental consultar um especialista para avaliar a lesão e desenvolver um plano de tratamento adequado.

A detecção precoce e o tratamento adequado podem ajudar a maximizar as chances de recuperação e alívio dos sintomas.

Quando é necessário fazer uma cirurgia?

A decisão de realizar uma cirurgia para tratar uma lesão condral no joelho, quadril ou tornozelo depende de vários fatores, incluindo a gravidade das lesões, a localização na articulação e a resposta ao tratamento conservador.

Aqui estão algumas situações em que a cirurgia pode ser considerada necessária:

  1. Lesões Graves: Em casos de lesões condrais graves, em que uma grande parte da cartilagem está danificada ou ausente, a cirurgia pode ser necessária para reparar ou substituir a cartilagem.
  2. Não sucesso do Tratamento Conservador: Se o tratamento conservador, que inclui fisioterapia, medicação e outras abordagens não cirúrgicas, não aliviar a dor ou melhorar a função da articulação, a cirurgia pode ser considerada como próxima etapa.
  3. Instabilidade Articular: Se a lesão condral causou instabilidade na articulação, levando a sensações de que a articulação está solta ou prestes a deslocar-se, a cirurgia pode ser necessária para restaurar a estabilidade.
  4. Bloqueio Articular: Se a lesão condral resultou em fragmentos soltos de cartilagem ou ossos que ficam presos na articulação, causando bloqueio ou travamento da articulação, a cirurgia pode ser necessária para remover esses fragmentos.
  5. Lesões de Osteocondrite Dissecante: Em casos de osteocondrite dissecante, que envolve a separação de um fragmento de cartilagem e osso da superfície articular, a cirurgia pode ser necessária para fixar ou remover o fragmento.
  6. Fracasso de Procedimentos Anteriores: Se procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos, como a microfratura ou a TAC (transplante autólogo de condrócitos), não foram bem-sucedidos ou houve recorrência da lesão, pode ser necessário considerar procedimentos mais extensos ou uma cirurgia de substituição da articulação.

A decisão de realizar uma cirurgia deve ser feita em consulta com um especialista. Ele avaliará cuidadosamente a condição do paciente, a extensão da lesão, os sintomas e a resposta ao tratamento conservador.

A cirurgia é geralmente considerada um último recurso após a tentativa de tratamento não cirúrgico.

É importante discutir os riscos, benefícios e alternativas da cirurgia com seu médico antes de tomar uma decisão informada.

É possível prevenir?

A prevenção de lesões condrais no joelho, quadril e tornozelo e a proteção da saúde da cartilagem articulativa podem ser desafiadoras, mas algumas medidas podem ajudar a reduzir o risco de desenvolver lesões condrais ou a progressão do desgaste da cartilagem.

Evite Traumas e Lesões Agudas

Use equipamento de proteção adequado durante atividades esportivas ou recreativas e pratique técnicas de movimento adequadas para evitar quedas e torções.

Fortaleça os Músculos ao Redor das Articulações

Exercícios regulares de fortalecimento muscular podem ajudar a estabilizar as articulações e reduzir o risco de lesões.

Mantenha um Peso Corporal Saudável

O excesso de peso coloca pressão adicional nas articulações, aumentando o risco de desgaste da cartilagem. Manter um peso saudável é importante.

Evite Atividades de Alto Impacto Excessivo

Evite atividades que coloquem um estresse excessivo nas articulações por longos períodos de tempo.

Faça Alongamentos e Aquecimento Adequado

Realizar alongamentos adequados e um aquecimento antes do exercício pode ajudar a reduzir o risco de lesões.

Use Calçado Adequado

Usar calçados apropriados para a atividade física pode proporcionar suporte adequado e proteger as articulações.

Descanse e Recupere Adequadamente

Dê tempo suficiente para o corpo se recuperar após atividades físicas intensas.

Consulte um Especialista

Se você tiver histórico de problemas articulares, instabilidade ou dor crônica, consulte um especialista para avaliação e orientação.

Mantenha uma Dieta Saudável:

Consumir uma dieta equilibrada rica em nutrientes como vitamina C e cálcio pode ajudar a manter a saúde das articulações.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé).

A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe.

É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo.

Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas.

O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro.

A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: