Lesões de Menisco: sintomas, tratamento e fisioterapia

As lesões de menisco referem-se a danos ou rupturas nos meniscos.

Essas lesões podem ocorrer devido a diversos fatores, sendo as causas mais comuns relacionadas a atividades esportivas, movimentos bruscos, traumas diretos no joelho e degeneração relacionada à idade.

Agendar sua Avaliação

Nesse artigo você vai descobrir quais são os sintomas e como funciona o tratamento para as lesões de menisco.

O que são os meniscos?

foto de lesões de menisco

Os meniscos são estruturas cartilaginosas em forma de meia lua localizadas dentro da articulação do joelho.

Agendar sua Avaliação

Cada joelho possui dois meniscos, um lateral (localizado na parte externa) e um medial (localizado na parte interna). Eles são conhecidos como menisco lateral e menisco medial, respectivamente.

Essas estruturas desempenham um papel fundamental na biomecânica e na saúde da articulação do joelho.

A importância do menisco lateral e do menisco medial

Os meniscos, tanto o lateral quanto o medial, desempenham papéis cruciais na estabilidade, amortecimento e função biomecânica da articulação do joelho.

Confira alguns aspectos importantes da importância dessas estruturas:

Distribuição de carga

Os meniscos são fundamentais para distribuir uniformemente as cargas e pressões exercidas sobre a articulação do joelho durante atividades diárias, esportivas ou de movimentação.

Isso ajuda a prevenir o desgaste irregular da cartilagem articular e a proteger os ossos envolvidos.

Amortecimento e absorção de choque

Durante movimentos como caminhada, corrida e saltos, os meniscos atuam como amortecedores, absorvendo impactos e reduzindo a transmissão de forças diretamente para a cartilagem articular e os ossos.

Esse papel de absorção de choque é crucial para a preservação da integridade das estruturas da articulação ao longo do tempo.

foto de lesões de menisco

Estabilidade articular

Os meniscos contribuem para a estabilidade da articulação do joelho, agindo como estruturas de suporte.

Eles ajudam a evitar movimentos excessivos ou anormais, especialmente movimentos laterais e rotacionais, o que é vital para a prevenção de lesões e para manter a funcionalidade adequada da articulação.

Preservação da cartilagem articular

Ao desempenhar um papel crucial na distribuição de carga e na absorção de choque, os meniscos ajudam a preservar a cartilagem articular.

Uma cartilagem saudável é essencial para o funcionamento suave e sem dor da articulação.

Contribuição para a biomecânica do joelho

Os meniscos são parte integrante da biomecânica do joelho.

Eles auxiliam na transmissão eficiente de forças, garantindo um movimento adequado e minimizando o desgaste articular.

Prevenção de lesões

Além de sua função estrutural, os meniscos também desempenham um papel na prevenção de lesões.

Sua presença ajuda a estabilizar a articulação e a reduzir o risco de entorses, rupturas ligamentares e outros danos.

Reparo e cicatrização

Embora a capacidade de cicatrização dos meniscos seja limitada em algumas áreas, em casos de lesões meniscais, intervenções cirúrgicas como reparo ou remoção parcial (meniscectomia) podem ser realizadas para preservar ao máximo a função do menisco e da articulação do joelho.

Quais são os tipos de lesões de menisco?

foto de lesões de menisco

Existem vários tipos de lesões de menisco, sendo as seguintes as mais comuns:

Lesões traumáticas

Ocasionadas por forças externas súbitas e intensas, como uma torção do joelho durante atividades esportivas, quedas ou impactos diretos.

Essas lesões podem resultar em rasgos parciais ou completos nos meniscos.

Lesões degenerativas

Relacionadas ao desgaste natural do joelho ao longo do tempo.

Com o envelhecimento, a cartilagem dos meniscos pode se deteriorar, tornando-se mais propensa a lesões mesmo com movimentos mais simples.

Lesões por esforço repetitivo

Podem ocorrer devido à realização repetida de movimentos que colocam pressão excessiva nos meniscos, como agachamentos frequentes ou atividades esportivas que envolvem mudanças constantes de direção.

Lesões complexas

Algumas lesões podem envolver mais de um tipo de lesão, como uma combinação de rasgo longitudinal e radial.

Sintomas das lesões de menisco

As lesões de menisco podem apresentar uma variedade de sintomas, e a gravidade dos sintomas pode variar dependendo do tipo e da extensão da lesão.

Alguns dos sintomas mais comuns incluem:

Dor

A dor é um sintoma predominante em lesões de menisco. Pode variar de leve a intensa, dependendo da gravidade da lesão. A dor geralmente é sentida na linha articular do joelho, na área onde o menisco está localizado.

Inchaço

A lesão de menisco pode causar inchaço ao redor do joelho devido à inflamação. O acúmulo de fluido sinovial na articulação contribui para o inchaço.

Bloqueio ou travamento

Em alguns casos, um pedaço solto de tecido meniscal pode ficar preso na articulação, levando a uma sensação de bloqueio ou travamento ao tentar movimentar o joelho.

Limitação de movimento

A lesão de menisco pode resultar em dificuldade para estender completamente ou dobrar totalmente o joelho. Isso pode ser devido à dor, inchaço ou impedimento mecânico causado pela lesão.

foto de lesões de menisco

Estalos ou crepitação

Pode ocorrer a sensação de estalos ou crepitação ao movimentar o joelho. Isso pode ser causado pela fricção de partes rasgadas do menisco durante os movimentos articulares.

Sensação de instabilidade

Lesões de menisco podem levar a uma sensação de instabilidade no joelho, especialmente durante atividades que envolvem mudanças rápidas de direção.

Dificuldade em endireitar ou dobrar o joelho

Alguns pacientes podem ter dificuldade em realizar movimentos simples, como agachar ou levantar-se de uma cadeira, devido à lesão no menisco.

foto de lesões de menisco

É importante notar que os sintomas podem variar e nem todas as lesões de menisco causarão todos esses sintomas.

Além disso, algumas lesões podem ser assintomáticas ou apresentar sintomas leves, enquanto outras podem resultar em desconforto significativo.

Precisa operar?

Não, nem toda lesão de menisco precisa ser operada.

O tratamento para lesões de menisco depende de vários fatores, incluindo a gravidade da lesão, a localização do rasgo, a presença de sintomas e as características individuais do paciente.

Em muitos casos, as lesões de menisco podem ser tratadas de forma conservadora, sem a necessidade de cirurgia.

Tratamento

O tratamento para as lesões de menisco pode diferir conforme a gravidade da lesão, a posição do rasgo, a idade do paciente e outros aspectos individuais.

foto de lesões de menisco

As opções de tratamento podem incluir abordagens conservadoras e, em alguns casos, intervenções cirúrgicas.

Tratamento Conservador

foto de lesões de menisco

Reabilitação e Fisioterapia

Programas de exercícios específicos, orientados por um fisioterapeuta, podem ajudar a fortalecer os músculos ao redor do joelho, melhorar a estabilidade e reduzir a dor.

O objetivo é restaurar a função normal do joelho e minimizar os sintomas.

Gelo e Elevação

Utilizar compressas de gelo e elevar o joelho são medidas que podem contribuir para a diminuição do inchaço e proporcionar alívio da dor.

Tratamento Cirúrgico

foto de lesões de menisco

Reparo do Menisco

Em alguns casos, especialmente quando a lesão ocorre na zona vascularizada do menisco (zona vermelha), o cirurgião pode tentar reparar o menisco costurando a área lesionada.

Este procedimento é preferível, pois preserva a função do menisco.

Meniscectomia Parcial

Em casos em que o rasgo é extenso ou localizado em uma região com pouca vascularização (zona branca), pode ser necessário remover a parte danificada do menisco.

Isso é conhecido como meniscectomia parcial. No entanto, a remoção excessiva do menisco pode aumentar o risco de osteoartrite a longo prazo.

Transplante de Menisco

Em casos raros de perda significativa de tecido meniscal, pode ser considerado um transplante de menisco para restaurar a função e minimizar os impactos na articulação.

Como prevenir as lesões de menisco?

foto de lesões de menisco

A prevenção de lesões de menisco envolve a adoção de práticas e comportamentos que reduzem o risco de trauma e estresse excessivo na articulação do joelho.

Fortalecimento muscular

Realizar exercícios que fortaleçam os músculos ao redor do joelho, especialmente os quadríceps e isquiotibiais, pode ajudar a proporcionar suporte adicional e estabilidade à articulação.

Treinamento de equilíbrio e coordenação

Incorporar exercícios que melhorem o equilíbrio e a coordenação pode ajudar na prevenção de quedas e lesões durante atividades físicas.

Aquecimento adequado

Antes de participar de atividades físicas intensas ou esportes, realizar um aquecimento adequado pode preparar os músculos e articulações para o exercício, reduzindo o risco de lesões.

Técnica adequada

Praticar técnicas corretas de movimento, especialmente em atividades esportivas, pode reduzir a tensão excessiva nas articulações do joelho.

Evitar torções excessivas

Evitar movimentos bruscos e torções excessivas no joelho, especialmente durante atividades esportivas ou atividades que envolvam mudanças rápidas de direção.

Uso de equipamentos de proteção

Em atividades esportivas, o uso adequado de equipamentos de proteção, como joelheiras, pode oferecer suporte adicional à articulação.

Condicionamento físico geral

Manter um bom condicionamento físico geral pode contribuir para a saúde geral das articulações e reduzir o risco de lesões.

Evitar sobrecarga

Evitar excesso de treinamento e respeitar os limites do corpo é fundamental para prevenir lesões de overuse, que podem contribuir para o desenvolvimento de problemas nos meniscos.

Manter um peso corporal saudável

Manter um peso corporal saudável reduz a carga sobre as articulações do joelho, diminuindo o risco de lesões.

Treinamento específico para esportes

Para atletas, treinamento específico para os movimentos e exigências do esporte pode ser crucial para a prevenção de lesões.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A base da proposta do Instituto TRATA está centrada na ideia de inovação no tratamento das extremidades inferiores, abrangendo quadril, joelho e pé. A asseguração de resultados eficazes espelha os métodos seguidos pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente passa por uma avaliação clínica detalhada realizada por um especialista da equipe. Esse inicial procedimento possibilita uma orientação direcionada ao tratamento, considerando o quadro individual de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

Posteriormente, o paciente passa por uma avaliação cinemática dos movimentos corporais. O objetivo é examinar a organização dos ossos e músculos em resposta à gravidade e às forças que atuam no corpo humano. Para essa finalidade, empregamos um software especializado de análise de movimento chamado TrataScan. Sua tecnologia avançada permite identificar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que podem resultar em quadros inflamatórios ou dolorosos, por exemplo.

Durante essa fase, é possível avaliar assimetrias, padrões motores, lesões associadas, presença de compensações e determinar quais estruturas necessitam de intervenção.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

A etapa final envolve a implementação do protocolo de tratamento para lesões nas extremidades inferiores, desenvolvido pela rede e embasado em evidências científicas.

A atenção é direcionada para o alinhamento biomecânico das extremidades inferiores, visando aprimorar a condição do paciente (evitando recidivas) e, consequentemente, proporcionar uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Não há um atendimento padronizado. Analisamos as necessidades individuais de cada paciente e desenvolvemos a abordagem de tratamento mais adequada para cada caso.

A incorporação da tecnologia é uma parte integral do nosso programa de tratamento, com o propósito de proporcionar aos pacientes as mais avançadas técnicas no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: