Tipos de Artrite

Artrite é um termo utilizado para descrever diversos processos dolorosos que afetam as articulações. Existem mais de 100 tipos de artrite, mas, em geral, trata-se de uma condição que envolve dor e inchaço nas articulações, podendo afetar diferentes tipos de pessoas.
A artrite, embora tenha a tendência de afetar pessoas à medida que elas envelhecem, pode também afetar a pessoa em qualquer fase da vida.
A doença é uma das principais causas de afastamento de atividades laborais por incapacidade no Brasil e no mundo.
Mas quais são os tipos de artrite? E quais são as diferenças entre elas? É sobre o que esse artigo irá tratar.

Osteoartrite ou artrite degenerativa

tipos de artrite: Osteoartrite ou artrite degenerativa
A osteoartrite ou artrite degenerativa é um tipo de artrite que ocorre quando há desgaste da cartilgame entre os ossos.

Ocorre quando há desgaste da cartilagem que fica entre os ossos, resultando em atrito entre os ossos. Com isso, há dor, inchaço e rigidez.
A osteoartrite é uma doença que se caracteriza pelo desgaste da cartilagem articular e por alterações ósseas, entre elas os osteófitos, conhecidos, vulgarmente, como “bicos de papagaio”.
O tipo mais comum de artrite degenerativa é a osteoartrite. Ela está diretamente ligada ao histórico familiar, excesso de peso e uma lesão prévia na região. A hereditariedade é fator significativo, principalmente em certas apresentações clínicas, como os nódulos dos dedos das mãos, chamados de nódulos de Heberden (na junta da ponta dos dedos) ou Bouchard (na junta do meio dos dedos).
De acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia, a osteoartrite representa cerca de 30% a 40% das visitas a ambulatórios de reumatologia.
No Brasil, a osteoartrite é responsável por 7,5% de todos os afastamentos de trabalho, de acordo com dados da Previdência Social. A osteoartrite tem preferência por mulheres, atingindo mais mãos e joelhos.
Ela é pouco frequente antes dos 40 anos, mas a partir dos 75 anos apresenta evidência clínica e radiográfica, além de dor.
A osteoartrite pode ser primária ou secundária. A artrite primária é aquela que surge sem causa aparente. Já a secundária tem inúmeras causas, como defeitos nas articulações, joelhos do tipo valgo (joelhos com desvios de direção) ou alterações no metabolismo.

Artrite inflamatória 

tipos de artrite: artrite inflamatória
Artrite inflamatório é um tipo de artrite em que o sistema imunológico do indivíduo ataca as próprias células saudáveis, provocando inflamações.

É um tipo de condição na qual o sistema imunológico do indivíduo ataca as próprias células saudáveis, provocando inflamações. Isso pode atingir articulações e demais órgãos do corpo. Existem 3 tipos principais de artrite inflamatória: artrite reumatoide, lúpus eritematoso sistêmico e artrite psoriática.

Artrite reumatoide 

É uma doença inflamatória crônica, de causa desconhecida, que afeta mais mulheres (duas vezes mais que homens), iniciando-se entre 30 e 40 anos de idade. 
Segundo o Colégio Americano de Reumatologia, o diagnóstico de artrite reumatoide é feito quando pelo menos 4 dos seguintes critérios estão presentes por pelo menos 6 semanas:

  • Rigidez articular matinal durando pelo menos 1 hora;
  • Artrite em pelo menos três áreas articulares;
  • Artrite de articulações das mãos: punhos, interfalangeanas proximais (articulação do meio dos dedos) e metacarpofalangeanas (entre os dedos e mão);
  • Artrite simétrica (por exemplo no punho esquerdo e no direito);
  • Presença de nódulos reumatoides
  • Presença de Fator Reumatoide no sangue
  • Alterações radiográficas: erosões articulares ou descalcificações localizadas em radiografias de mãos e punhos.

O diagnóstico precoce e o início imediato do tratamento são fundamentais para o controle da atividade da doença, prevenção da incapacidade funcional e lesão articular e o retorno ao estilo de vida normal do paciente o mais rapidamente possível.

Lúpus Eritematoso Sistêmico 

O Lúpus Eritematoso Sistêmico é uma doença inflamatória crônica de origem autoimune, cujos sintomas podem surgir em diversos órgãos de forma lenta e progressiva (em meses) ou mais rapidamente (em semanas) e variam com fases de atividade e de remissão. 
São reconhecidos dois tipos principais de lúpus: o cutâneo, que se manifesta apenas com manchas na pele (geralmente avermelhadas ou eritematosas e daí o nome lúpus eritematoso), principalmente nas áreas que ficam expostas à luz solar (rosto, orelhas, colo (“V” do decote) e nos braços); e o sistêmico, no qual um ou mais órgãos internos são acometidos. 
Por ser uma doença do sistema imunológico, que é responsável pela produção de anticorpos e organização dos mecanismos de inflamação em todos os órgãos, quando a pessoa tem lúpus eritematoso sistêmico, ela pode ter diferentes tipos de sintomas e em vários locais do corpo. Alguns sintomas são gerais como febre, emagrecimento, perda de apetite, fraqueza e desânimo. 
Outros sintomas são mais específicos como dor nas juntas, manchas na pele, hipertensão e/ou problemas nos rins.

Artrite Psoriática 

A psoríase atinge de 1% a 3% da população. Dessa quantidade, de 10% a 42% desenvolve um quadro de artrite chamado artrite psoriática, que é o tipo de artrite que envolve pacientes com psoríase. 
De acordo com o Hospital Sírio Libanês, usualmente, a manifestação cutânea da psoríase aparece na segunda ou terceira décadas de vida, enquanto que o quadro articular geralmente ocorre duas décadas após. 
Na grande maioria dos casos (75% pacientes), o quadro cutâneo precede a artrite. Entretanto, é possível que a apresentação se inverta, com a doença articular precedendo o quadro cutâneo (15% dos casos) ou se apresentando simultaneamente (10% dos casos).

Sintomas dos Tipos de Artrite 

tipos de artrite: sintomas de dor
O principal sintoma dos tipos de artrite é a dor nas articulações

Embora existam diferentes tipos de artrite, os sintomas de maneira geral são: 

  • Dor nas articulações; 
  • Rigidez nas articulações, sobretudo pela manhã; 
  • Redução na capacidade de movimento; 
  • Vermelhidão na pele, ao redor das articulações; 
  • Aquecimento na região da articulação. 

Dependendo do tipo de artrite, alguns outros sintomas como febre e manifestações orgânicas podem surgir. 
Portanto, um correto diagnóstico e tratamento adequado são fundamentais para manter a qualidade de vida do paciente com artrite.

Diagnóstico 

O paciente deve procurar um profissional especializado se algum dos sintomas aparecerem por um período prolongado. 
Portanto, é importante você notar se a dor nas articulações está presente, por mais de alguns dias, seguida de inchaço ou dificuldade de movimentação. Além disso, febre ou perda de peso recente também são aspectos importantes a serem relatados. 
O profissional certamente irá perguntar sobre quando os sintomas começaram, se pioram ou melhoram com atividade física, se há histórico de doenças nas articulações na família, dentre outras perguntas. 
Podem ser solicitados exames, tais como exames de sangue, exame de raios-X, ressonância e ultrassom, para identificar as articulações com problemas.

Tratamento Para os Diferentes Tipos de Artrite

tipos de artrite: tratamentos
O tratamento para os diferentes tipos de artrite tem por objetivo aliviar a dor e melhroar a qualdiade de vida do paciente.

Conforme o diagnóstico, o tratamento adequado pode ser instituído. É importante que o paciente siga o tratamento e não pare conta própria. O objetivo é diminuir a dor e melhorar a qualidade de vida do indivíduo.
A fisioterapia é fundamental, pois somente com ela é possível ajudar e recuperar a função das articulações. Além disso, uma mudança no estilo de vida com a prática de exercícios físicos, cuidado com a alimentação para evitar ou eliminar o sobrepeso, é necessária e auxilia no tratamento.

Convivendo com a Artrite 

Exercícios de baixo impacto e para fortalecimento melhoram a resistência e o tônus muscular. Exercícios de reabilitação de fisioterapia também auxiliam muito no dia a dia de quem tem algum tipo de artrite.

Recomendações 

tipos de artrite: recomendações
É preciso seguir algumas recomendações para conviver bem com os diferentes tipos de artrite.
  • Durma o suficiente. A falta de sono provoca aumento na sensação de dor nas articulações; 
  • Evite ficar em uma única posição por muito tempo; 
  • Evite sobrecarregar as articulações, seja com movimentos inadequados, seja com o sobrepeso; 
  • Tenha uma dieta equilibrada, sobretudo com bastante vitamina E; 
  • Perca peso. Quanto menor peso sobre as articulações, melhor o prognóstico da doença.

Artrite tem cura?

A maioria dos tipos de artrite é crônica, mas com o tratamento adequado ela pode ficar em remissão. Portanto, é muito importante seguir as recomendações médicas e fazer as alterações necessárias no estilo de vida.

Fontes:

Hospital Sírio Libanês
Sociedade Brasileira de Reumatologia

Tratamento para artrose

A artrose é uma das doenças degenerativas mais comuns. Isso porque, as cartilagens do corpo se desgastam naturalmente ao longo dos anos, devido à grande intensidade de uso e alterações fisiológicas da idade. Mas você sabe o que a doença provoca? E o tratamento para artrose? Acompanhe o texto e descubra!

O que é a artrose?

Resultado de imagem para artrose

As cartilagens são estruturas que recobrem as extremidades dos ossos do corpo. São elas que impedem o contato direto entre um osso e outro, o que poderia causar atrito, dor e desgaste acentuado. Porém, ao realizar essa função, essas estruturas sofrem impacto constante. Assim, ficam muito sujeitas a desgaste, o que acontece naturalmente com o avançar da idade do indivíduo.

O princípio é o mesmo do que acontece com as peças de um automóvel. Ao longo do tempo de uso, as estruturas do veículo se desgastam e precisam ser trocadas para manter o bom funcionamento do auto. No corpo, porém, as cartilagens não podem ser substituídas ou regeneradas. Nesse caso, é importante prevenir problemas, evitando o atrito exagerado entre as estruturas articulares.

Isso pode ser feito, por exemplo, no cuidado durante a realização de exercícios físicos. Diante de fraqueza musculares, em casos em que o esporte é praticado de forma incorreta, ou então muito intensa, as cartilagens terão que lidar com pressão maior do que aquela para qual estão preparadas.

Regiões que suportam grande peso e alta demanda de movimento são as mais sujeitas à artrose. Isso inclui, então, a coluna vertebral, o quadril e os joelhos. No caso destes últimos, a pressão diária é ainda maior, pois  são os principais responsáveis por garantir a locomoção do indivíduo.

Movimentos repetitivos, história familiar, má postura e tabagismo também são fatores de risco para o desenvolvimento da artrose/osteoartrose. Assim como doenças ósseas ou inflamatórias e também fraturas. De qualquer modo, a população idosa ainda é a mais acometida, sendo que 80% dos indivíduos com mais de 75 anos sofrem com a doença.

Sintomas da artrose

Um dos sintomas da artrose é a dor.
Um dos sintomas da artrose é a dor.

Também chamada de gonartrose, a artrose no joelho tem como principal sintoma a dor nessa articulação. Geralmente, esse incômodo é maior durante a prática de esforços, sejam eles do simples andar ou da prática de atividades físicas. No repouso, a dor diminui – apesar de que, num estágio mais avançado, o indivíduo pode apresentar dor logo no início da manhã e dificuldade a noite para dormir, também por conta da dor.

É igualmente comum que o paciente com artrose perceba certa rigidez do joelho ao se levantar após o período de repouso. A dificuldade desaparece em cerca de 30 minutos. Estalos, rangidos e crepitações são constantes e, muitas vezes, aparecem no mínimo movimento.

Já o inchaço e o calor são comuns na fase inflamatória da doença, e podem facilmente ser percebidos com o toque. A sensação é de aumento da articulação, o que também dificulta o andar e o esticar da perna. O edema é provocado pela inflamação da membrana sinovial, que recobre o joelho.

Tanto um, quanto ambos os joelhos, podem ser afetados pela artrose. Ainda assim, é comum o aparecimento do problema em apenas uma perna. Se ocorrer em ambas, a inflamação pode gerar sintomas diferentes, uma vez que as articulações costumam estar em estágios diferentes de desgaste.

Em quadros mais avançados, o joelho pode apresentar deformidade, tornando-se, por exemplo valgo ou varo. A configuração em valgo é aquela em que os joelhos parecem se tocar, de tão próximos, enquanto na conformação em varo, parecem estar mais afastados, alinhados para fora. Progressivamente, esses problemas dificultam a locomoção correta.

Diagnóstico da gonartrose

O diagnóstico da artrose é feito por exames.
O diagnóstico da artrose é feito por exames.

Para diagnosticar a artrose no joelho, o médico realiza exames clínicos e de laboratório. Estes últimos são utilizados principalmente para a eliminação do diagnóstico de reumatismo, que provoca sintomas semelhantes ao da gonartrose.

O exame clínico, por sua vez, consiste especialmente no toque da região do joelho. Assim, o especialista pode perceber melhor o inchaço, sensação de calor e pontos de dor.

Realizar radiografias é igualmente essencial. Por meio delas, o médico consegue visualizar o interior da articulação, e assim verificar o grau de desgaste da mesma. Se necessário confirmar o diagnóstico, também podem ser utilizados outros exames de imagem, como a tomografia computadorizada ou a ressonância magnética.

Tratamento para artrose

O tratamento para artrose é feito especialmente por meio de remédios e fisioterapia. Com esses métodos, o paciente pode diminuir o avanço da doença e manter uma boa qualidade de vida. Acompanhe abaixo as opções utilizadas para terapia.

Remédios

Assim que inicia o tratamento para artrose, é comum que o paciente passe a utilizar remédios analgésicos e anti-inflamatórios. Eles serão responsáveis por diminuir a dor e outros incômodos e assim garantirão um dia a dia mais normal ao afetado pela doença.

Entre os analgésicos mais utilizados estão o Dipirona e o Paracetamol. É fundamental que seu uso seja feito apenas com indicação médica, de acordo com os horários receitados pelo especialista. A automedicação é perigosa, e pode ter efeitos adversos no organismo.

Falando dos anti-inflamatórios, os mais comuns são o Ibuprofeno ou Naproxeno. Eles estão disponíveis para o uso oral ou por pomada, e o mais adequado pode ser avaliado pelo profissional responsável pelo tratamento.

Infiltração do joelho com ácido hialurônico

Outro método comum de tratamento da doença é feito por meio do uso do ácido hialurônico. A substância funciona para “reposição” do líquido sinovial no joelho.

O líquido sinovial é produzido pela parte interna da membrana sinovial, que reveste o joelho. Ele é o responsável por proteger a cartilagem articular e por lubrificá-la. Quando a artrose está presente, o líquido deixa de ser viscoso, como normalmente o é, e se torna fino e pouco elástico. Logo, ele não mais protege as estruturas, e assim facilita o desgaste da cartilagem.

Quando o ácido hialurônico é injetado no joelho, então, substitui o líquido sinovial em suas funções. Melhor protegida, a cartilagem se desgasta em ritmo mais lento, e diminui a ocorrência de sintomas. Essa terapia é chamada de viscosuplementação, e é feita por período aproximado de 8 meses.

Tratamento cirúrgico

Em situações de grande desgaste das cartilagens, o médico pode recomendar a realização de uma cirurgia. Nesse caso, as técnicas mais utilizadas são a artroplastia e a osteotomia. A primeira é feita por meio uso de uma prótese no joelho e substitui parte ou toda a extremidade final dos ossos desgastados.

No caso da osteotomia, o procedimento cirúrgico corrige o eixo do joelho. Isso equilibra a dissipação do peso do paciente sobre o joelho, o que tende a diminuir o desgaste em áreas específicas.

Fisioterapia

A fisioterapia faz parte do tratamento para amenizar sintomas da artrose.
A fisioterapia faz parte do tratamento para amenizar sintomas da artrose.

Realizar a fisioterapia é mais do que fundamental para o tratamento da artrose. Isso porque, equilibrar e fortalecer a musculatura com o foco em alívio da dor e em reduzir o máximo possível o desgaste progressivo da cartilagem, corrigindo os movimentos do paciente. Logo, a incapacidade progressiva provocada pelo problema é adiada.

Ao mesmo tempo, a fisioterapia garante maior facilidade de realização dos movimentos do dia a dia. Sem o tratamento adequado, o simples andar pode ser fonte de dor e de maior degradação da estrutura articular.

De forma geral, a fisioterapia é indicada sempre que o paciente apresenta sintomas. Para realizá-la, é preciso seguir as orientações de um fisioterapeuta. O profissional será o responsável por montar um quadro de exercícios específico para a sua gravidade de artrose, tornando os efeitos dos exercícios o mais benéficos possível.

Ademais, o indivíduo costuma ter que realizar exercícios também em casa, garantindo a continuidade do tratamento mesmo nos dias em que não visita o consultório fisioterapêutico.

Técnicas “básicas”

O meio mais “básico” de tratamento da artrose no joelho por fisioterapia é utilizar de diferentes temperaturas. O calor pode ser aplicado por meio de compressas de água quente ou por outros, e costuma ter efeito relaxante, principalmente sobre os músculos. Enquanto isso, o frio é indicado para crises inflamatórias, e é capaz de diminuir a dor e controlar o inchaço.

Ultrassom terapêutico e o LASER, são recursos da fisioterapia que  tem ambos os efeitos, ou seja, eles são analgésicos e anti-inflamatórios.

Correntes elétricas

O fortalecimento muscular é fundamental no tratamento da gonartrose. Isso porque os músculos também são responsáveis pela proteção das articulações contra impactos do dia a dia. Uma forma de garantir esse fortalecimento é utilizar de correntes elétricas excitomotoras (estimulam os músculos a contrair). Elas são interessantes principalmente para ao reforço do quadricípite, músculo localizado na parte da frente da coxa e extremamente acometido nos casos de artrose do joelho.

Exercícios indicados

Os exercícios realizados na fisioterapia para tratar gonartrose têm como objetivo melhorar a postura do indivíduo, diminuir o desgaste do joelho, melhorar a marcha e seu equilíbrio. São diversos os disponíveis, mas citaremos apenas dois, que são cheios de benefícios.

Exercícios de fortalecimento

Quando se trata de gonartrose, inúmeros músculos tem indicação de fortalecimento. Mas dentre os grupamentos musculares que, uma vez fortalecidos, mais beneficiam esse paciente estão os músculos glúteos, o quadríceps e a panturrilha. Já se sabe que, mesmo se tratando de uma alteração no joelho, o fortalecimentos da musculatura glútea promove grandes benefícios, uma vez que esses músculos “controlam’ grande parte das formas de dissipação de cargas através dos membros inferiores como um todo.

Pilates

O Pilates é um método que envolve alongamentos e exercícios físicos. Ele utiliza o peso do próprio corpo do indivíduo e resistências de molas para execução. Atividades específicas da técnica possuem grande poder de correção do equilíbrio e fortalecimento das pernas, braços e abdome. A escolha da prática, contudo, deve ser feita por um profissional, pois os exercícios adequados variam de acordo com a gravidade da osteoartrite instalada.

Prevenção

Como citado ao longo deste texto, é fundamental evitar a pressão exagerada sobre os joelhos. Assim, as cartilagens serão mais bem conservadas, evitando seu desgaste rápido. Logo, a prevenção da doença inclui, por exemplo, a manutenção de um peso ideal ao longo da vida, pois a carga exagerada suportada pelo joelho é bastante prejudicial à estrutura.

Lembre-se ainda de realizar os exercícios físicos regularmente e na medida certa. Em vez de mais saúde, o exagero pode provocar uma série de problemas, não só no joelho, mas em todas as estruturas do corpo. Por isso, sempre que possível, conte com a orientação de um profissional da Educação Física. Além de conhecer o melhor modo para a prática física, ele poderá indicar o esporte mais adequado ao seu tipo de corpo.

Saiba tudo sobre Osteoartrose

A osteoartrose ou simplesmente artrose ou osteoartrite, é uma das doença crônicas que mais comumente acometem o sistema musculoesquelético. É uma condição que basicamente afeta as articulações, danificando principalmente a cartilagem que recobre as superfície dos ossos.
Além disso, também pode comprometer outros componentes articulares como ligamentos, a membrana e o líquido sinovial. De forma geral e com o agravar da doença o paciente pode apresentar dores, inchaço, limitação de movimento e até deformidade na articulação acometida. Segundo a organização mundial da saúde, essa é considerada a quarta doença que mais diminui a qualidade de vida dos doentes.
Qualquer articulação do corpo está sujeita a sofrer desgaste, mas a  osteoartrose é mais comumente encontrada em articulações de suporte de peso como joelhos, quadris e coluna, mas também é comum nos ombros e em algumas articulações das mãos.
Ela pode acometer uma única ou diversas partes da articulação e, sem o histórico de outras complicações, tende a acometer os indivíduos a partir da quarta década de vida, mas estes não necessariamente apresentam os sintomas clínicos da doença.
O processo degenerativo normalmente é lento e progressivo e, na ausência de tratamento, tende a piorar consideravelmente com o tempo. Até então não existe cura para a artrose, mas os tratamentos podem postergar a progressão da doença, bem como aliviar a dor e melhorar a função da articulação e qualidade de vida do doente.

Quais os sinais e sintomas?

osteoartrose sintomas
A dor na articulação é o principal sintoma da osteoartrose.

Dor na articulação acometida é, sem dúvida, o sintoma mais comum e característico dessa doença. Dependendo da articulação e do tempo de comprometimento, a intensidade da dor pode variar de bem leve à muito intensa.
Inicialmente a dor pode vir relacionada ao exercício físico ou atividades de maior esforço, mas com a progressão da doença ela pode surgir durante atividades simples de vida diária ou ocorrer também em repouso. Além disso, é comum o paciente com osteoartrose relatar que nos primeiros momentos do dia a dor é mais intensa e após a movimentação, sente melhora.
Embora essa seja uma doença que danifica a cartilagem, vale lembrar que a cartilagem lesada não dói. Esse é um tecido que não tem inervação, portanto não tem capacidade de gerar dor. Porém, a lesão da cartilagem articular deixa o osso subcondral (parte do osso que é recoberto pela cartilagem) exposto às cargas que passam pela articulação.
Esse tecido (osso subcondral) é extremamente inervado, portanto, quando é exposto à sobrecarga pode ser uma fonte importante de dor. Além do osso subcondral, a dor na articulação acometida pela artrose pode vir de outras estruturas como tendões e da própria cápsula articular (membrana que recobre as articulações).
Em fases agudas, ou após uma situação de bastante sobrecarga, é comum que além da dor, o paciente perceba a articulação quente, inchada e vermelha, o que pode representar uma situação de processo  inflamatório agudo.
Outro sintoma bastante comum é a sensação de rigidez na articulação, dando a impressão de que a mesma encontra-se “presa”. Nos primeiros estágios da doença essa sensação também tende a melhorar ao longo do dia, mas a medida que o quadro se agrava, a rigidez passa a ser percebida com maior intensidade. Esse sintoma também pode estar atrelado ao inchaço, que comumente está presente na articulação acometida pela artrose.
Rangido, crepitações ou estalos também são comumente percebidos pelos doentes com artrose, mas isso pode ou não estar associado as atrito entre as superfícies articulares que, após o dano na cartilagem, encontram-se irregulares e mais próximas.
Deformidades nas articulações acometidas e perda de função que muitas vezes impede o paciente de realizar suas atividades diárias habituais também é observado, mas normalmente em casos mais avançados do processo degenerativo causado pela osteoartrose.
Vale lembrar que a intensidade desses sinais e sintomas varia de pessoa para pessoa e que muitas vezes eles não condizem com o grau de comprometimento articular. Enquanto algumas pessoas podem ficar completamente debilitadas, outras podem não sentir quase nada, apesar da degeneração estar presente.

Quais os tipos de osteoartrose?

tipos de osteoartrose
Existem dois tipos de osteoartrose: primária e secundária.

Muito mais por um ponto de vista médico, a osteoartrose é dividida em dois grandes grupos: artrose primária e artrose secundária.

Osteoartrose Primária está normalmente relacionada ao processo de envelhecimento dos tecidos da articulação e se manifesta normalmente a partir dos 40 anos.

A cartilagem articular vai perdendo progressivamente a sua elasticidade e capacidade de absorção de cargas e se desgasta. Esse desgaste tende a ser mais comum nos pontos de maior pressão. Também fazem parte desse grupo os indivíduos que já possuem uma herança genética, que faz com que a doença se desenvolva independentemente de fatores externos.

Na Osteoartrose Secundária ocorre um envelhecimento prematuro da cartilagem, que pode ser decorrente de doenças anteriores (doença articular na infância, artrite séptica, poliartrite reumatóide, gota, etc), traumatismo nas superfícies articulares (entorses, fraturas, luxações) ou condições sistêmicas como obesidade, diabetes ou problemas hormonais.  Essas formas secundárias tendem a ser mais graves que as formas primárias.

Estágios da osteoartrose

A  osteoartrose é caracterizada pela perda progressiva da cartilagem articular e está associada também ao afilamento do osso subcondral (osso que fica imediatamente abaixo da cartilagem), formação de osteófitos (bicos de papagaio) nas margens dos ossos e redução do espaço articular (espaço existente entre os ossos que se articulam). Quatro estágios podem ser descritos:

  1. Estágio I: Esse estágio é marcado por poucas alterações na cartilagem, que nesse momento ainda pode ser considerada normal.
  2. Estágio II: A cartilagem apresenta sinais de comprometimento como algumas irregularidades e fissuras não tão profundas
  3. Estágio III: Esse estágio é marcado por lesões condrais mais severas, além de lesões capsulares e sinoviais (estruturas que
    recobrem a articulação como um todo). Isso gera redução do espaço articular, formação de osteófitos (proeminências ósseas – bico de papagaio) nas margens dos ossos e agressão ao osso subcondral (esclerose óssea).
  4. Estágio IV: As lesões condrais são graves e profundas e o osso subcondral está bastante danificado. Esse estágio é marcado pela presença de deformidades visíveis na articulação acometida.

Principais fatores de risco

osteoartrose faotres de risco
Há vários fatores de risco para a osteoartrose, como a velhice.

Essa é uma doença cuja causa é considerada multifatorial, ou seja, diversos fatores, tanto sistêmicos como biomecânicos, podem ser responsáveis pelo seu desencadeamento. Mas já se sabe que alguns fatores estão mais diretamente relacionados a essa doença e aumentam as chances do seu desenvolvimento. Esses fatores são comumente divididos em sistêmicos e biomecânicos.
Entre os fatores de risco sistêmicos encontram-se:

  • Idade: A chance de desenvolver artrose aumenta com o aumento da idade. Mais de 50% dos indivíduos com mais de 60 anos tem e após os 85 anos de idade, praticamente todas as pessoas tem sinais da doença.
  • Sexo: o acometimento isolado de mãos e joelhos é mais comum em mulheres, enquanto que a osteoartrose de quadril é mais observada em homens.
  • Fatores hormonais e metabólicos : Mulheres na pós-menopausa têm um risco maior de desenvolver osteoartrose. Excesso de açúcar e de colesterol parecem estar relacionados ao aumento da frequência e da gravidade da doença.

Entre os fatores de risco biomecânicos encontram-se:

  • Lesões e deformidades adquiridas: Alterações anatômicas congênitas ou desenvolvidas ao longo da infância podem causar osteoartrose prematura, sobretudo por expor a articulação à sobrecarga precocemente. Além disso, lesões de estruturas articulares como meniscos e ligamentos expõe a articulação a micro instabilidade  e são condições que também podem acelerar o aparecimento da artrose.
  • Fatores ocupacionais e prática esportiva: Atividades de alta intensidade, com impacto articular direto e constante tendem a estar relacionadas com o surgimento da artrose.
  • Fraqueza muscular: A fraqueza dos músculos é um fator importante relacionado ao surgimento e agravamento da artrose. Isso porque os músculos são estruturas responsáveis por absorver boa parte das cargas que passam pelas articulações e uma vez fracos, essa condição deixa as articulações “desprotegidas” e suscetíveis à sobrecarga, o que pode culminar em desgaste e degeneração das estruturas articulares.

Qual o tratamento para osteoartrose ?

osteoartrose tratamentos
Existem alguns tratamentos para aliviar os sintomas da osteoartrose.

Ainda não foi descoberta a cura para a osteoartrose. Sendo assim, o enfoque terapêutico dado a essa doença está voltado principalmente para o controle dos sinais e sintomas e para estratégias que visam desacelerar a progressão da doença e manter a funcionalidade do paciente.
Entre as modalidades terapêuticas disponíveis estão medidas gerais, como a reeducação do paciente e orientações para perda de peso e controle das taxas hormonais, terapia por meio de medicamentos, reabilitação física e cirurgias (quando necessário).

Medicamentos para artrose

O maior foco dos medicamentos indicados para artrose é o controle da dor e do processo inflamatório característico da doença. Nesse sentido, são prescritos normalmente analgésicos e anti-inflamatórios  que podem ser administrados por via oral ou através de injeções dentro da própria articulação.
Além disso, é comum a prescrição dos chamados viscossuplementadores,  substâncias como o ácido hialurônico, que são injetadas na articulação na tentativa de repor o fluido sinovial que perdeu sua viscoelasticidade habitual. Está comumente associado ao controle da dor também.
Vale lembrar que somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento.

Fisioterapia para artrose

A fisioterapia é um dos principais meios de tratamento para pacientes com artrose. A reabilitação tem o objetivo principal de proteger as articulações da evolução acelerada da artrose e devolver o máximo possível da função e qualidade de vida do paciente.
Nesse sentido o tratamento tem como foco o controle da dor e do edema (inchaço) através de recursos de Eletrotermofototerapia, correção biomecânia com exercícios de fortalecimento muscular, flexibilidade, equilíbrio e treino do controle do movimento.
Para um melhor entendimento, podemos dividir o processo em 3 fases:

Fase 1: Eletrotermofototerapia

Nessa fase o fisioterapeuta irá utilizar técnicas como laser de baixa intensidade e terapia combinada (Ultrassom terapêutico mais uma corrente analgésica) para aliviar a dor do paciente, diminuir a inflamação e o edema.

Fase 2: Terapia manual e fortalecimento

Técnicas de terapia manual como pressão isquêmica e mobilização articular ajudam a diminuir a contratura dos músculos em torno da articulação, reduz o edema e facilita a movimentação articular.
O quanto antes é iniciado o fortalecimento na tentativa de devolver aos músculos dos membros inferiores e sobretudo os do joelho a capacidade de absorção de cargas. Isso alivia os tecidos inflamados da articulação e evita a progressão da doença.

Fase 3: Equilíbrio e correção biomecânica

No final do tratamento, os exercícios são intensificados para promover fortalecimento ainda mais eficaz, reequilíbrio da musculatura e correção de possíveis movimentos alterados que possam gerar sobrecarga na articulação.
Quando o grau da artrose está avançado e o paciente apresenta deformidades angulares mais graves, o tratamento cirúrgico pode ser indicado e isso pode ser feito através de osteotomias corretivas e também da substituição das superfícies articulares por próteses (artroplastias totais).

Dor no joelho e quadril com Dr. Rodrigo (Instituto Trata – Joelho e Quadril) em Belo Horizonte (BH)

Instituto TRATA no programa Bem Estar – Primeiro programa

Nosso conceito exclusivo para tratamento NÃO CIRÚRGICO de joelho e quadril foi destaque no Programa BEM ESTAR da Rede Globo. Método baseado em MAIS DE 60 publicações científicas.

Programa Hoje em Dia da Record

Quando se está acima do peso o JOELHO é a articulação mais PREJUDICADA. O excesso de peso atinge mais de metade dos brasileiro e é uma causa de problemas em coluna, quadril, joelho e tornozelo. Veja reportagem do Dr Thiago Fukuda no Programa Hoje em Dia da Record e saiba quais são os exercícios que fortalecem as articulações.

Jornal Fala Brasil da Record sobre o tênis ideal para seus pés

Qual o seu tipo de pisada? Como descobrir qual o tênis ideal para seus pés? – Dr Thiago Fukuda, diretor do Instituto TRATA, falou sobre esse assunto no Jornal Fala Brasil da TV Record. Confira no vídeo.

Instituto TRATA no programa Bem Estar – Segundo programa

O que fazer quando o joelho dói até em movimentos simples? Confira no video do Programa Bem Estar da Globo, onde o Instituto TRATA foi destaque novamente. O Dr. Igor e Helder Montenegro falam sobre como prevenir doenças como a artrose nos joelhos.

termo de compromisso

Termos de Uso e Serviço e Políticas de Privacidade

IMPORTANTE! ESSES TERMOS DE SERVIÇO REGULAM O USO DESTE SITE DISPONIBILIZADO PELO INSTITUTO TRATA. AO ACESSAR A ESSE SITE, VOCÊ ATESTA SEU CONHECIMENTO E CONCORDÂNCIA COM ESSES TERMOS DE USO. ESSES TERMOS DE USO PODEM SER ALTERADOS A QUALQUER TEMPO E SEM AVISO. A UTILIZAÇÃO DESTE SITE APÓS TAIS ALTERAÇÕES ENTREM EM VIGOR CONSTITUI SEU CONHECIMENTO E ACEITAÇÃO DAS MUDANÇAS. POR FAVOR, CONSULTE OS TERMOS DE USO ANTES DE CADA USO PARA AVERIGUAR MODIFICAÇÕES.

Acesso ao site

Para acessar a esse site ou alguns dos recursos que ele oferece, pode ser requerido que você forneça alguns detalhes para inscrição ou outras informações. É uma condição de uso deste site que toda a informação que você forneça seja correta, atualizada e completa. Se a Empresa acreditar que a informação que a informação fornecida não é correta, atualizada ou completa, temos o direito de recusar o seu acesso a esse site ou qualquer um de seus serviços e também de cancelar ou suspender seu acesso a qualquer tempo sem notificação prévia.

Restrições de uso

Você pode utilizar esse site para propósitos expressamente permitidos por esse site. Você não pode utilizá-lo em qualquer outro objetivo, incluindo propósitos comerciais, sem o consentimento prévio expresso e escrito da nossa Empresa. Por exemplo, você não pode (e tampouco pode autorizar a terceiros) a (i) associar a marca da nossa Empresa a nenhuma outra, ou (ii) fazer um frame deste site em outro ou (iii) fazer um hiperlink para este site sem a autorização expressa prévia e escrita de um representante da nossa Empresa. Para efeitos deste termo de uso desses Termos de Uso, “associar a marca da nossa Empresa” significa expor nome, logo, marca comercial ou outros meios de atribuição ou identificação em fonte de maneira que dê ao usuário a impressão de que tal fonte tem o direito de expor, publicar ou distribuir este site ou o conteúdo disponibilizado por ele. Você concorda em cooperar com a Empresa para cessar qualquer associação, frame ou hiperlink não autorizados.

Propriedade da Informação

O material e conteúdo (referido nesse documento como “conteúdo”) acessíveis neste site e qualquer outro web site de propriedade, licenciado ou controlado pela nossa Empresa pertence à Empresa ou da fonte que forneceu o conteúdo à nossa Empresa, e nossa Empresa ou a fonte em questão detém todo o direito, título e proveito no Conteúdo. Da mesma forma, o conteúdo não pode ser copiado, distribuído, republicado, carregado, postado ou transmitido por qualquer meio sem o consentimento prévio escrito de nossa Empresa, ou ao menos que esteja autorizado de forma escrita no nosso site, exceto quando você imprime uma cópia para seu uso pessoal somente. Ao fazer isso, você não pode remover, alterar ou causar remoção ou alteração em qualquer copyright, marca comercial, nome comercial, marca de serviço ou qualquer outro aviso de propriedade no Conteúdo. Modificação ou uso do Conteúdo em qualquer outra forma que não as expressamente descritas nesse Termo de Uso viola os direitos de propriedade intelectual de nossa Empresa. Nem autoria nem a propriedade intelectual são transferidas para você ao acessar esse site.

Hiperlinks

Este site pode conter links para outros websites que não são mantidos ou mesmo relacionados à nossa Empresa. Hiperlinks para tais sites são providos como um serviço para usuários e não são afiliados a este site ou à nossa Empresa. Nossa Empresa não revisa todos ou mesmo nenhum desses sites e não é responsável pelo conteúdo deles. O usuário assume o risco ao acessar esses hiperlinks e nossa Empresa não faz nenhuma representação ou dá garantias sobre a plenitude ou precisão dos hiperlinks e os sites ao quais eles direcionam. Finalmente, a conclusão de qualquer hiperlink para um site de terceiro não necessariamente implica endosso da nossa Empresa para esse site.

Envios

Por este termo você garante à nossa Empresa o direito e licença royalty-free, perpétuo, irrevocável, global não exclusivo de usar, reproduzir, modificar, adaptar, publicar, traduzir, criar trabalhos derivados, distribuir, representar e expor todo o conteúdo, observações, sugestões, idéias, desenhos ou outras informações comunicadas à nossa Empresa por esse site (juntos, denominados agora como “Envios”), e incorporar qualquer Envio em outros trabalhos em qualquer formato, mídia ou tecnologia conhecida hoje ou ainda a ser desenvolvida. Nossa Empresa não será obrigada a tratar nenhum Envio como confidencial e pode usar qualquer Envio em seu negócio (incluindo e não se limitando a produtos ou propaganda) sem ser imputada nenhuma responsabilidade por royalties ou qualquer outra consideração de qualquer tipo e como resultado não fica responsável por qualquer similaridade que possa aparecer em operações futuras da Empresa.

Nossa Empresa tratará qualquer informação pessoal que você submeter por esse site de acordo com as Políticas de Privacidade do site.

Aviso Legal

Você entende que nossa Empresa não pode e não garante que arquivos disponíveis para download da Internet estejam livres de vírus, worms, cavalos de Tróia ou outro código que possa manifestar propriedades contaminadoras ou destrutivas. Você é responsável por implementar procedimentos e checkpoints suficientes para satisfazer seus requisitos de segurança e por manter meios externos a este site para reconstrução de qualquer dado perdido. Nossa Empresa não assume nenhuma responsabilidade ou risco pelo uso da internet.

O Conteúdo não é necessariamente completo e atualizado e não deve ser usado para substituir quaisquer relatórios, declarações ou avisos dados pela Empresa. Investidores, colaboradores e outros devem usar o Conteúdo da mesma maneira que qualquer outro ambiente educacional e não deve confiar somente no Conteúdo em detrimento de seu próprio julgamento profissional. A informação obtida ao usar este site não é completa e não cobre todas as questões, tópicos ou fatos que possam ser relevantes para seus objetivos.

O USO DESTE SITE É DE SUA TOTAL RESPONSABILIDADE. O CONTEÚDO É OFERECIDO COMO ESTÁ E SEM GARANTIAS DE QUALQUER TIPO, EXPRESSAS OU IMPLÍCITAS. NOSSA EMPRESA NÃO GARANTE QUE AS FUNÇÕES OU CONTEÚDO PRESENTE NESTE SITE SERÁ CONTÍNUO, LIVRE DE ERROS, QUE FALHAS SERÃO CORRIGIDAS OU QUE ESTE SITE E SERVIDOR QUE O TORNA DISPONÍVEL ESTÃO LIVRES DE VÍRUS OU OUTROS COMPONENTES DESTRUTIVOS. NOSSA EMPRESA NÃO GARANTE OU FAZ QUALQUER REPRESENTAÇÃO RELACIONADA AO USO OU RESULTADOS DO USO DO CONTEÚDO EM TERMOS DE PRECISÃO, CONFIABILIDADE OU OUTROS. O CONTEÚDO PODE INCLUIR IMPRECISÕES TÉCNICAS OU ERROS TIPOGRÁFICOS E A EMPRESA PODE FAZER MUDANÇAS OU MELHORIAS A QUALQUER MOMENTO. VOCÊ, E NÃO A NOSSA EMPRESA, ASSUME O CUSTO DE QUALQUER SERVIÇO, REPARO OU CORREÇÃO NECESSÁRIOS NO CASO DE QUALQUER PERDA OU DANO CONSEQUENTE DO USO DESTE SITE OU SEU CONTEÚDO. NOSSA EMPRESA NÃO OFERECE GARANTIA QUE O USO DESTE CONTEÚDO NÃO INFRIGIRÁ O DIREITO DE OUTRO E NÃO ASSUME QUALQUER RESPONSABILIDADE POR ERROS OU OMISSÕES EM TAL CONTEÚDO.

Toda informação neste site seja de natureza histórica ou prospectivas é válida somente para a data que foi publicada no site e a Empresa não se compromete com nenhuma obrigação de atualizar tal informação depois que é publicada ou remover tal informação deste site caso ela não seja (mais) precisa ou completa.

Limitação de responsabildiade

A EMPRESA, SUAS FILIAIS, AFILIADOS, LICENCIANTES, PROVEDORES DE SERVIÇO, PROVEDORES DE CONTEÚDO, EMPREGADOS, AGENTES, ADMINISTRADORES E DIRETORES NÃO SERÃO RESPONSÁVEIS POR QUALQUER DANO EVENTUAL, DIRETO, INDIRETO, PUNITIVO, REAL, CONSEQUENTE, ESPECIAL, EXEMPLAR OU DE QUALQUER OUTRO TIPO, INCLUINDO PERDA DE RECEITA OU RENDA, DOR E SOFRIMENTO, ESTRESSE EMOCIONAL OU SIMILARES MESMO QUE A EMPRESA TENHA ACONSELHADO SOBRE A POSSIBILIDADE DE TAIS DANOS. DE NENHUMA FORMA A RESPONSABILDIADE COLETIVA DA EMPRESA E SUAS FILIAIS, AFILIADOS, LICENCIANTES, PROVEDORES DE SERVIÇO, PROVEDORES DE CONTEÚDO, EMPREGADOS, AGENTES, ADMINISTRADORES E DIRETORES EM RELAÇÃO A TERCEIROS (INDEPENDENTE DO TIPO DE AÇÃO, SEJA POR CONTRATO OU QUALQUER OUTRO) EXCEDERÁ A QUANTIA DE R$100 OU O VALOR PAGO À EMPRESA POR TAL CONTEÚDO, PRODUTO OU SERVIÇO DO QUAL A QUESTÃO TENHA SIDO LEVANTADA.

Indenização

Você vai indenizar e isentar a Empresa, suas filiais, afiliados, licenciantes, provedores de serviço, provedores de conteúdo, empregados, agentes, administradores e diretores (referidas agora como Partes Isentas) de qualquer violação desse Termo de Uso por você, incluindo o uso do Conteúdo diferente do expresso aqui. Você concorda que as Partes Isentas não têm responsabilidade ou conexão com qualquer violação ou uso não autorizado e você concorda em remediar toda e qualquer perda, dano, julgamento, prêmios, custo, despesas e honorários advogatícios das Partes Isentas ligadas a violação. Você também indenizará e isentará as Partes Isentas de qualquer reivindicação de terceiros resultante do uso da informação contida neste site.

Marcas Registradas

Marcas e logos presentes neste site são propriedade da Empresa ou da parte que as disponibilizaram para a Empresa. A Empresa e as partes que disponibilizaram marca e logo detém todos os direitos sobre as mesmas.

Informação provida pelo usuário

Você não pode publicar enviar, apresentar ou fazer conexão a esse site qualquer material que:

você não tenha o direito de postar, incluindo material de propriedade de terceiros

defenda atividade ilegal ou discutir a intenção de fazer algo ilegal;

seja vulgar, obsceno, pornográfico ou indecente

não diga respeito diretamente a este site;

possa ameaçar ou insultar outros, difamar, caluniar, invadir privacidade, perseguir, ser obsceno, pornográfico, racista, assediar ou ofender;

busca explorar ou prejudicar crianças expondo-as a conteúdo inapropriado, perguntar sobre informações pessoais ou qualquer outro do tipo;

infrinja qualquer propriedade intelectual ou outro direito de pessoa ou entidade, incluindo violações de direitos autorais,marca registrada ou direitos de publicidade;

violam qualquer lei ou podem ser considerados para violar a lei;

personifique ou deturpar sua conexão com qualquer entidade ou pessoa; ou ainda manipula títulos ou identificadores para encobrir a origem do conteúdo

promova qualquer empreendimento comercial (ex: oferecer produtos ou serviços em promoção) ou que engaje de qualquer forma em uma atividade comercial (ex: realizar sorteios ou concursos, expor banners patrocinadores e/ou solicitar bens e serviços) exceto que especificamente autorizado neste site;

solicitar fundos, divulgações ou patrocinadores;

inclua programas com vírus, worms e/ou Cavalos de Tróia ou qualquer outro código, arquivo ou programa de computador destinado a interromper, destruir ou limitar a funcionalidade de qualquer software ou hardware de computador ou telecomunicações;

interrompa o fluxo normal da conversa, faça com que a tela “role” mais rápido que os os outros usuários conseguem acompanhar ou mesmo agir de modo a afetar a habilidade de outras pessoas de se engajar em atividades em tempo real neste site;

inclua arquivos em formato MP3

desobedeça qualquer política ou regra estabelecida de tempos em tempos para o uso desse site ou qualquer rede conectada a ele; ou

contenha hiperlinks para sites que contenham conteúdo que se enquadrem nas descrições acima.

Mesmo sem a obrigação de faze-lo, nossa Empresa reserva o direito de monitorar o uso deste site para determinar o cumprimento desse Termo de Uso assim como o de remover ou vetar qualquer informação por qualquer razão. De qualquer forma você é completamente responsável pelo conteúdo de seus envios. Você sabe e concorda que nem a Empresa ou qualquer terceiro provendo conteúdo para a Empresa assumirá qualquer responsabilidade por nenhuma ação ou inação da Empresa ou referido terceiro a respeito de qualquer envio.

Segurança

Toda senha usada para este site é somente para uso individual. Você é responsável pela segurança de sua senha (se for o caso). A Empresa tem o direito de monitorar a segurança de sua senha e ao seu critério pode pedir que você a mude. Se você usar qualquer senha que a Empresa considere insegura, a Empresa tem o direito de requisitar que a senha seja modificada e/ou cancelar a sua conta.

É proibido usar qualquer serviço ou ferramenta conectada a este site para comprometer a segurança ou mexer com os recursos do sistema e/ou contas. O uso ou distribuição de ferramentas destinadas para comprometer a segurança (ex: programas para descobrir senha, ferramentas de crack ou de sondagem da rede) são estritamente proibidos. Se você estiver envolvido em qualquer violação da segurança do sistema, a Empresa se reserva o direito de fornecer suas informações para os administradores de sistema de outros sites para ajudá-los a resolver incidentes de segurança. A Empresa se reserva o direito de investigar potenciais violações a esse Termo de Uso.

A Empresa se reserva o direito de cooperar totalmente com as autoridades competentes ou pedidos da justiça para que a Empresa revele a identidade de qualquer pessoa que publique e-mail, mensagem ou disponibilize qualquer material que possa violar esse Termo de Uso.

AO ACEITAR ESSE ACORDO VOCÊ ISENTA A EMPRESA DE QUALQUER CONSEUQUENCIA RESULTANTE DE QUALQUER AÇAO DA EMPRESA DURANTE OU COMO RESULTADO DE SUAS INVESTIGAÇÕES E/OU DE AÇÕES TOMADAS RESULTANTES DE INVESTIGAÇOES TANTO DA EMPRESA QUANTO DAS AUTORIDADES DE JUSTIÇA COMPETENTES.

INSTITUTO TRATA – Rua Dr. Gilberto Studart, 55 – Cocó – Fortaleza/CE

 

Política de Privacidade:

Esta política descreve as formas como coletamos, armazenamos, usamos e protegemos suas informações pessoais. Você aceita essa política e concorda com tal coleta, armazenamento e uso quando se inscrever ou usar nossos produtos, serviços ou qualquer outro recurso, tecnologia ou funcionalidade que nós oferecemos ao acessar nosso site ou por qualquer outro meio (coletivamente “os Serviços do INSTITUTO TRATA”). Podemos alterar a esta política a qualquer momento, divulgando uma versão revisada em nosso site. A versão revisada entrará em vigor assim que disponibilizada no site. Além disso, se a versão revisada incluir uma alteração substancial, avisaremos você com 30 dias de antecedência, divulgando o aviso sobre a alteração na página “Atualizações da política” do nosso site. Depois desse aviso de 30 dias, será considerado que você concorda com todas as emendas feitas a essa política.

Importante:

Política de Descadastramento (“Opt-out”)

O usuário dos nossos serviços pode a qualquer momento deixar de receber comunicações do nosso site. Para tanto basta enviar um email para contato@institutotrata.com.br indicando o seu desejo de não mais receber comunicações, ou simplesmente clicar no link ‘remover’ ou ‘unsubscribre contido no final de cada email.

Como coletamos informações a seu respeito

Quando você visita os sites do INSTITUTO TRATA ou usa os serviços do INSTITUTO TRATA, coletamos o seu endereço IP e as informações padrão de acesso à web como o tipo do seu navegador e as páginas que acessou em nosso site. Se você se inscrever, coletaremos os seguintes tipos de informações:

Informações de contato – o seu nome, endereço, telefone, e-mail, nome de usuário do Skype e outras informações semelhantes.

Informações financeiras – os números da conta bancária e do cartão de crédito que você forneceu quando adquiriu os Serviços do INSTITUTO TRATA.

Antes de permitir o uso dos Serviços do INSTITUTO TRATA, poderemos exigir que você forneça informações adicionais que poderemos usar para verificar sua identidade ou endereço ou gerenciar risco, como sua data de nascimento, número de registro nacional, nacionalidade e outras informações de identificação. Também podemos obter informações suas através de terceiros, como centros de crédito e serviços de verificação de identidade. Quando estiver usando os Serviços do INSTITUTO TRATA, coletaremos informações sobre suas transações e outras atividades suas em nosso site ou quando usar os Serviços do INSTITUTO TRATA e podemos coletar informações sobre seu computador ou outro dispositivo de acesso com finalidade de prevenção contra fraude. Por fim, podemos coletar informações adicionais de e sobre você por outros meios, como de contatos com nossa equipe de suporte ao cliente, de resultados de suas respostas a uma pesquisa, de interações com membros da rede corporativa doINSTITUTO TRATA e de outras empresas.

Como usamos cookies

Quando você acessa nosso site, nós, incluindo as empresas que contratamos para acompanhar como nosso site é usado, podemos colocar pequenos arquivos de dados chamados “cookies” no seu computador. Enviamos um “cookie da sessão” para o seu computador quando você entra em sua conta ou usa os Serviços do INSTITUTO TRATA. Esse tipo de cookie nos ajuda a reconhecê-lo se visitar várias páginas em nosso site durante a mesma sessão, para que não precisemos solicitar a sua senha em todas as páginas. Depois que você sair ou fechar o seu navegador, esse cookie irá expirar e deixará de ter efeito. Também usamos cookies mais permanentes para outras finalidades, como para exibir o seu endereço de e-mail em nosso formulário de acesso, para que você não precise digitar novamente o endereço de e-mail sempre que entrar em sua conta. Codificamos nossos cookies para que apenas nós possamos interpretar as informações armazenadas neles. Você está livre para recusar nossos cookies caso o seu navegador permita, mas isso pode interferir no uso do nosso site. Nós e nossos prestadores de serviço também usamos cookies para personalizar nossos serviços, conteúdo e publicidade, avaliar a eficiência das promoções e promover confiança e segurança. Você pode encontrar cookies de terceiros ao usar os Serviços do INSTITUTO TRATA em determinados sites que não estão sob nosso controle (por exemplo, se você visualizar uma página da Web criada por terceiros ou usar um aplicativo desenvolvido por terceiros, um cookie poderá ser colocado por essa página ou aplicativo).

Remarketing do Google

Nós utilizamos o recurso de Remarketing do Google Adwords para veicular anúncios em sites de parceiros do Google. Este recurso permite identificar que você visitou o nosso site e assim o Google pode exibir o nosso anúncio para você em diferentes websites. Diversos fornecedores de terceiros, inclusive o Google, compram espaços de publicidade em sites da Internet. Nós eventualmente contratamos o Google para exibir nossos anúncios nesses espaços. Para identificar a sua visita no nosso site, tanto outros fornecedores de terceiros, quanto o Google, utilizam-se de cookies, de forma similar ao exposto na seção “Como usamos cookies”. Você pode desativar o uso de cookies pelo Google acessando o Gerenciador de preferências de anúncio.

Como protegemos e armazenamos informações pessoais

Ao longo desta política, usamos o termo “informações pessoais” para descrever informações que possam ser associadas a uma determinada pessoa e possam ser usadas para identificar essa pessoa. Nós não consideraremos como informações pessoais as informações que devem permanecer anônimas, para que elas não identifiquem um determinado usuário. Armazenamos e processamos suas informações pessoais em nossos computadores nos e as protegemos sob medidas de proteção físicas, eletrônicas e processuais. Usamos proteções de computador, como firewalls e criptografia de dados, aplicamos controles de acesso físico a nossos prédios e arquivos e autorizamos o acesso a informações pessoais apenas para os funcionários que precisem delas para cumprir suas responsabilidades profissionais.

Como usamos as informações pessoais que coletamos Nossa finalidade principal ao coletar informações pessoais é fornecer a você uma experiência segura, tranquila, eficiente e personalizada. Para isso, usamos suas informações pessoais para:

fornecer os serviços e o suporte ao cliente solicitados;

processar transações e enviar avisos sobre as suas transações

solucionar disputas, cobrar taxas e solucionar problemas;

impedir atividades potencialmente proibidas ou ilegais e garantir a aplicação do nosso Contrato do usuário;

personalizar, avaliar e melhorar nossos serviços, além do conteúdo e do layout do nosso site;

enviar materiais de marketing direcionados, avisos de atualização no serviço e ofertas promocionais com base nas suas preferências de comunicação;

comparar informações, para uma maior precisão, e verificá-las com terceiros.

Marketing

Não vendemos nem alugamos suas informações pessoais para terceiros para fins de marketing sem seu consentimento explícito. Podemos combinar suas informações com as informações que coletamos de outras empresas e usá-las para melhorar e personalizar nossos serviços, conteúdo e publicidade. Se não desejar receber nossas mensagens de marketing nem participar de nossos programas de personalização de anúncios, basta indicar sua preferência mandando-nos um e-mail ou simplesmente clicar no link de descadastramento fornecido em todos os nossos emails.

Como compartilhamos informações pessoais com outras partes

Podemos compartilhar suas informações pessoais com:

Membros da rede corporativa INSTITUTO TRATA para fornecer conteúdo, produtos e serviços conjuntos (como registro, transações e suporte ao cliente) para ajudar a detectar e impedir atos potencialmente ilegais e violações de nossas políticas, além de cooperar nas decisões quanto a seus produtos, serviços e comunicações. Os membros da nossa rede corporativa usarão essas informações para lhe enviar comunicações de marketing apenas se você tiver solicitado seus serviços.

Fornecedores do serviços sob contrato que colaboram em partes de nossas operações comerciais; (prevenção contra fraude, atividades de cobrança, marketing, serviços de tecnologia). Nossos contratos determinam que esses fornecedores de serviço só usem suas informações em relação aos serviços que realizam para nós, e não em benefício próprio.

Empresas com as quais pretendemos nos fundir ou adquirir. (Se ocorrer uma fusão, exigiremos que a nova entidade constituída siga essa política de privacidade com relação às suas informações pessoais. Se suas informações pessoais puderem ser usadas contra essa política, você receberá um aviso prévio).

Autoridades policiais, oficiais do governo ou outros terceiros quando: formos obrigados a isso por intimação, decisão judicial ou procedimento legal semelhante, precisamos fazer isso para estar em conformidade com a lei ou com as regras de associação de cartão de crédito estivermos cooperando com uma investigação policial em andamento, acreditamos, de boa fé, que a divulgação das informações pessoais é necessária para impedir danos físicos ou perdas financeiras, para reportar atividade ilegal suspeita ou investigar violações do nosso Contrato do usuário.

Outros terceiros com seu consentimento ou orientação para tanto.

Note que esses terceiros podem estar em outros países nos quais a legislação sobre o processamento de informações pessoais seja menos rígida do que a do seu país. Nos casos em que nossa empresa e um parceiro promovem juntos nossos Serviços, nós podemos divulgar ao parceiro algumas informações pessoais tais como nome, endereço e nome de usuário das pessoas que se inscreveram nos nossos Serviços com resultado da promoção conjunta com o único propósito de permitir a nós e ao parceiro avaliar os resultados da promoção. Nesse caso, informações pessoais não podem ser usadas pelo parceiro para nenhum outro propósito o INSTITUTO TRATA não venderá ou alugará nenhuma das suas informações pessoais para terceiros no curso normal dos negócios e só compartilha suas informações pessoais com terceiros,conforme descrito nesta política. Se você se inscrever noINSTITUTO TRATA diretamente em um site de terceiros ou por meio de um aplicativo de terceiros, qualquer informação inserida naquele site ou aplicativo (e não diretamente em um site do INSTITUTO TRATA) será compartilhada com o proprietário desse site ou aplicativo – e suas informações podem estar sujeitas as políticas de privacidade deles.

INSTITUTO TRATA – Rua Dr. Gilberto Studart, 55 – Cocó – Fortaleza/CE

Open chat
Powered by