Exercícios para mobilidade de joelho

Uma boa mobilidade de joelho refere-se à capacidade da articulação do joelho de se movimentar de maneira eficiente e sem restrições ao longo de sua amplitude de movimento normal.

Uma mobilidade adequada no joelho envolve não apenas a flexão e extensão, mas também a capacidade de realizar movimentos laterais e rotacionais, conforme necessário para as atividades diárias e físicas.

Agendar sua Avaliação

Nesse artigo você vai descobrir quais atividades físicas precisam de uma boa mobilidade, quais são as consequências da falta dela e dicas de exercícios para quem deseja melhorar a mesma.

Quais são os benefícios de um boa mobilidade de joelho?

mobilidade de joelho

A mobilidade adequada do joelho é crucial para o funcionamento eficiente e saudável do corpo.

Agendar sua Avaliação

Amplitude de movimento (ADM)

Uma boa mobilidade no joelho permite uma ampla gama de movimentos, incluindo flexão e extensão completas.

Isso é essencial para realizar atividades diárias, como andar, subir escadas, agachar-se e levantar-se.

Prevenção de lesões

A mobilidade adequada do joelho ajuda a reduzir o risco de lesões musculares, ligamentares e articulares.

Uma articulação com boa mobilidade é mais capaz de absorver o estresse e a pressão durante atividades físicas.

Melhora na postura

A mobilidade do joelho está interligada com a postura corporal.

Se a articulação do joelho tem boa mobilidade, é mais provável que o corpo se posicione corretamente, evitando desequilíbrios posturais que podem levar a dores e desconforto.

Melhora no desempenho esportivo

Atletas podem se beneficiar significativamente de uma boa mobilidade no joelho, já que muitos esportes envolvem movimentos rápidos e variados.

A amplitude de movimento adequada no joelho facilita movimentos eficientes e reduz a probabilidade de lesões.

Redução da tensão muscular

A falta de mobilidade no joelho pode levar a uma tensão excessiva nos músculos ao redor da articulação, contribuindo para desconforto e dor.

Manter uma boa mobilidade ajuda a distribuir o estresse de maneira mais uniforme.

Melhora na circulação sanguínea e drenagem linfática

Movimentos regulares e completos no joelho ajudam na circulação sanguínea e no fluxo linfático, contribuindo para a saúde geral dos tecidos e articulações.

Qualidade de vida

A capacidade de realizar atividades diárias sem restrições devido à mobilidade limitada no joelho contribui para uma melhor qualidade de vida.

Isso é particularmente importante à medida que envelhecemos.

Qual atividade física precisa de uma boa mobilidade de joelho?

Uma boa mobilidade de joelho é fundamental para uma variedade de atividades físicas.

Algumas atividades específicas que exigem uma boa mobilidade de joelho incluem:

Agachamentos e levantamento de peso

A flexão adequada do joelho é essencial para realizar agachamentos e levantamentos de peso, tanto no ambiente de treinamento de resistência quanto em atividades diárias que envolvem levantar objetos pesados.

Corrida e saltos

A mobilidade do joelho é crucial para a amplitude de movimento durante a corrida, saltos e outros movimentos explosivos.

Isso é importante não apenas para atletas, mas também para a prática de esportes e atividades aeróbicas em geral.

Esportes de impacto

Esportes que envolvem mudanças rápidas de direção, como futebol, basquete e tênis, requerem uma boa mobilidade de joelho para evitar lesões e permitir movimentos ágeis.

mobilidade de joelho

Yoga e Pilates

Essas práticas geralmente envolvem posições que exigem flexão e extensão significativas dos joelhos.

Ter uma boa mobilidade é importante para realizar as posturas de maneira eficaz e sem causar estresse excessivo nas articulações.

Dança

Muitos estilos de dança, como ballet, contemporâneo e danças de salão, requerem uma ampla variedade de movimentos nos joelhos, incluindo flexão, extensão e rotação.

Ciclismo

Embora o ciclismo em si não exija movimentos de flexão extrema, ter uma boa mobilidade pode ajudar a prevenir desconfortos e lesões associadas à postura e à biomecânica do ciclismo.

A falta de mobilidade de joelho pode impactar na qualidade de vida?

Sim, a falta de mobilidade de joelho pode impactar significativamente na qualidade de vida.

O joelho é uma articulação crucial no corpo humano, desempenhando um papel fundamental na realização de atividades diárias e na participação em várias formas de exercício.

Restrições nas atividades diárias

A mobilidade limitada do joelho pode dificultar a realização de tarefas simples do dia a dia, como subir escadas, agachar-se para pegar objetos no chão, levantar-se de uma cadeira ou caminhar.

Dor e desconforto

A falta de mobilidade no joelho pode levar a tensões musculares e compensações em outras partes do corpo, resultando em dor e desconforto.

Isso pode afetar negativamente o bem-estar geral e a disposição para a realização de atividades físicas.

Limitações nas atividades recreativas

A participação em atividades recreativas e esportivas pode ser comprometida devido à falta de mobilidade.

Impacto na saúde mental

A incapacidade de realizar certas atividades devido à falta de mobilidade pode ter um impacto psicológico negativo.

A limitação física pode levar a sentimentos de frustração, isolamento social e até mesmo depressão em alguns casos.

Risco de lesões

A mobilidade limitada do joelho pode aumentar o risco de lesões, uma vez que a articulação pode não ser capaz de absorver adequadamente o estresse durante os movimentos.

Isso pode resultar em lesões musculares, ligamentares ou articulares.

Comprometimento da independência

Dificuldades na realização de atividades básicas podem afetar a independência de uma pessoa, especialmente à medida que envelhece.

Exercícios físicos para mobilidade de joelho

Melhorar a mobilidade do joelho envolve uma abordagem gradual e consistente.

Antes de iniciar qualquer programa de exercícios, é sempre recomendável consultar um especialista para garantir que esses exercícios sejam seguros e adequados para a sua situação.

Se você sentir dor ou desconforto, pare imediatamente e procure orientação especializada.

Alongamento de quadríceps

mobilidade de joelho

Em pé, dobre a perna e segure o tornozelo da perna dobrada com a mão correspondente.

Mantenha os joelhos juntos e sinta o alongamento na parte frontal da coxa.

Segure por 15-30 segundos e repita do outro lado.

Alongamento de isquiotibiais

mobilidade de joelho

Sente-se no chão com uma perna estendida e a outra flexionada, com a sola do pé apoiada na parte interna da coxa oposta.

Incline-se suavemente em direção à perna estendida, mantendo as costas retas.

Sinta o alongamento na parte de trás da coxa.

Mantenha por 15-30 segundos e troque de perna.

Agachamentos profundos

mobilidade de joelho

Agache-se lentamente, mantendo os calcanhares no chão, e volte à posição inicial.

Repita por 10-15 repetições.

Mobilidade de panturrilha

mobilidade de joelho

Fique de pé com as mãos apoiadas em uma parede.

Dê um passo para trás com uma perna e mantenha o calcanhar no chão.

Incline o corpo para a frente até sentir um alongamento na panturrilha.

Mantenha por 15-30 segundos e troque de perna.

Movimentos pendulares agachado

mobilidade de joelho

Agache profundamente e faça movimentos pendulares mudando o apoio de uma perna para outra.

Esse é um bom movimento para melhorar a mobilidade de joelho e do tornozelo.

Repita por 10-15 repetições de cada lado.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé).

A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe.

É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo.

Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas.

O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro.

A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: