Quando o pé inchado é preocupante?

Um pé inchado pode ser causado por uma variedade de condições, algumas das quais podem ser simples e temporárias, enquanto outras podem ser mais sérias e exigir atenção especializada.

Por isso é importante conhecer quais são essas condições e quando é necessário buscar ajuda especializada.

Agendar sua Avaliação

foto de pé inchado

Pé inchado, o que pode ser?

Lesão ou trauma

Uma lesão recente, como uma torção de tornozelo, fratura ou contusão, pode levar a inchaço no pé.

O inchaço é geralmente acompanhado de dor, vermelhidão e dificuldade de movimento.

Agendar sua Avaliação

Edema

O edema é um acúmulo de líquido nos tecidos, causando inchaço.

Pode ser resultado de longos períodos em pé ou sentado, gravidez, excesso de peso, ou condições médicas como insuficiência cardíaca, insuficiência renal ou doença venosa.

Infecção

Infecções, como celulite (infecção da pele e tecidos subcutâneos) ou osteomielite (infecção óssea), podem causar inchaço, vermelhidão, calor e dor no pé.

Problemas circulatórios (insuficiência cardíaca)

Condições como trombose venosa profunda (TVP), insuficiência venosa crônica ou problemas arteriais podem levar ao inchaço nos pés.

foto de pé inchado

Artrite

Formas de artrite, como artrite reumatoide ou gota, podem causar inflamação nas articulações do pé, levando a inchaço e dor.

Medicamentos

Certos remédios, como alguns medicamentos para pressão alta, podem levar ao inchaço nos pés como uma reação adversa.

Doenças renais

Problemas nos rins, como insuficiência renal, podem resultar em inchaço nos pés e tornozelos devido ao acúmulo de líquidos no corpo.

Doença hepática

Condições hepáticas, como cirrose, podem causar inchaço nos pés devido à acumulação de líquidos.

O que é bom para desinchar o pé?

Existem várias medidas que podem ajudar a reduzir o inchaço nos pés, especialmente se não houver uma condição médica subjacente séria.

Elevação dos pés

Elevar os pés acima do nível do coração por 15-20 minutos, várias vezes ao dia, pode ajudar a reduzir o inchaço.

Compressas frias com gelo

Aplicar compressas frias ou uma bolsa de gelo envolta em um pano fino sobre a área inchada por 20 minutos, de 3 a 6 vezes ao dia.

Movimentação

Realizar movimentos suaves dos pés e tornozelos, como movimentos circulares e de flexão e extensão dos dedos.

Massagem suave

Uma massagem suave nos pés pode ajudar a estimular o fluxo linfático e reduzir o inchaço.

Evitar ficar em pé ou sentado por longos períodos

Mudar de posição regularmente, seja ficando em pé ou sentado, pode ajudar a evitar o acúmulo de fluidos nos pés.

Quando procurar ajuda médica

Se o inchaço persistir por mais de alguns dias, piorar progressivamente, estiver acompanhado de dor intensa, vermelhidão, calor, ou se houver dificuldade para respirar ou outros sintomas graves, é importante procurar um especialista.

Quando o inchaço nos pés é preocupante?

O inchaço nos pés pode ser causado por uma variedade de razões, algumas das quais são normais e não são motivo de preocupação, enquanto outras podem indicar um problema subjacente mais sério.

foto de pé inchado

Situações em que o inchaço nos pés pode ser preocupante

Lesões

Se você teve uma lesão recente no pé ou tornozelo e o inchaço é significativo e acompanhado de dor intensa, pode indicar uma possível fratura ou entorse.

Infecções

Inchaço acompanhado de vermelhidão, calor local, sensibilidade e possível presença de pus pode indicar uma infecção, como celulite ou erisipela.

Trombose Venosa Profunda (TVP)

Um coágulo de sangue em uma veia profunda, principalmente na perna, pode causar inchaço, vermelhidão, calor e dor.

A TVP é uma condição séria que requer tratamento imediato.

Insuficiência Cardíaca

A insuficiência cardíaca pode causar retenção de líquidos, levando ao inchaço nos pés, tornozelos e pernas.

Problemas Renais

Doenças renais podem resultar em inchaço devido à retenção de líquidos no corpo.

Doença Hepática

Doenças hepáticas, como cirrose, podem causar inchaço nos pés e tornozelos devido à acumulação de líquido no abdômen e nas pernas.

Doenças Vasculares

Condições como insuficiência venosa crônica, vasculite ou outras doenças vasculares podem causar inchaço nos membros inferiores.

Gravidez

Durante a gravidez, é comum ocorrer inchaço nos pés e tornozelos devido às alterações hormonais e ao aumento do volume de sangue.

Quando procurar um especialista:

  • Se o inchaço nos pés for súbito e severo.
  • Se o inchaço estiver acompanhado de dor intensa, vermelhidão ou calor.
  • Se você tiver histórico de problemas cardíacos, renais ou hepáticos.
  • Se o inchaço persistir por mais de alguns dias sem motivo aparente.
  • Se houver dificuldade para respirar ou outros sintomas graves junto com o inchaço.

Como funciona o tratamento das condições que causam inchaço nos pés pelo fisioterapeuta?

foto de pé inchado

Certas condições médicas que causam inchaço nos pés podem ser tratadas por um fisioterapeuta.

Isso inclui lesões musculares e articulares, fraturas ósseas, cirurgias ortopédicas, linfedema, insuficiência venosa crônica, edema pós-cirúrgico ou traumático, fascite plantar e tendinite.

O tratamento fisioterapêutico pode envolver exercícios de fortalecimento e mobilidade, terapia manual, drenagem linfática manual, modalidades de fisioterapia e técnicas de liberação miofascial e mais.

foto de pé inchado

É importante procurar um fisioterapeuta se o inchaço nos pés estiver associado a uma lesão, cirurgia ortopédica, condição crônica ou se não melhorar com repouso.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A base da proposta do Instituto TRATA está centrada na ideia de inovação no tratamento das extremidades inferiores, abrangendo quadril, joelho e pé. A asseguração de resultados eficazes espelha os métodos seguidos pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente passa por uma avaliação clínica detalhada realizada por um especialista da equipe. Esse inicial procedimento possibilita uma orientação direcionada ao tratamento, considerando o quadro individual de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

Posteriormente, o paciente passa por uma avaliação cinemática dos movimentos corporais. O objetivo é examinar a organização dos ossos e músculos em resposta à gravidade e às forças que atuam no corpo humano. Para essa finalidade, empregamos um software especializado de análise de movimento chamado TrataScan. Sua tecnologia avançada permite identificar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que podem resultar em quadros inflamatórios ou dolorosos, por exemplo.

Durante essa fase, é possível avaliar assimetrias, padrões motores, lesões associadas, presença de compensações e determinar quais estruturas necessitam de intervenção.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

A etapa final envolve a implementação do protocolo de tratamento para lesões nas extremidades inferiores, desenvolvido pela rede e embasado em evidências científicas.

A atenção é direcionada para o alinhamento biomecânico das extremidades inferiores, visando aprimorar a condição do paciente (evitando recidivas) e, consequentemente, proporcionar uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Não há um atendimento padronizado. Analisamos as necessidades individuais de cada paciente e desenvolvemos a abordagem de tratamento mais adequada para cada caso.

A incorporação da tecnologia é uma parte integral do nosso programa de tratamento, com o propósito de proporcionar aos pacientes as mais avançadas técnicas no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: