Pé Torto para Dentro é Algo Grave?

Quais são as causas do pé torto para dentro?

Em bebês, é relativamente comum que os pés pareçam virados para dentro. Isso ocorre porque os ossos e músculos ainda estão se desenvolvendo. Na maioria dos casos, essa condição se corrige naturalmente à medida que a criança cresce.

Se você quiser entender os principais fatores que podem causar o pé torto para dentro confira abaixo.

Agendar sua Avaliação

Fatores Genéticos

Algumas crianças podem herdar uma tendência para ter os pés voltados para dentro de seus pais ou familiares. Isso não é necessariamente um problema, e a condição pode não causar desconforto ou problemas funcionais.

Problemas Neuromusculares

Agendar sua Avaliação

Condições neuromusculares, como paralisia cerebral, podem afetar o tônus muscular e causar a rotação interna dos pés.

Pé Torto Congênito

O pé torto congênito é uma condição em que o pé de uma criança é virado para dentro no nascimento. Essa condição pode variar em gravidade e pode requerer tratamento especializado.

Problemas Estruturais

Algumas crianças podem nascer com problemas estruturais no pé ou na perna que causam a rotação interna, como um osso ou tendão anormal.

Pé torto para dentro é algo sério?

Os pés tortos para dentro podem variar em gravidade e nas causas subjacentes.

Em muitos casos, é uma condição benigna, especialmente quando observada em crianças pequenas que estão começando a andar. No entanto, em alguns casos, o pé torto para dentro também pode ser um sinal de uma condição mais séria.

A gravidade e a seriedade dessa condição dependem de vários fatores, incluindo:

Causa Subjacente

O pé torto para dentro pode ser causado por uma variedade de fatores, desde desequilíbrios musculares menores até condições ortopédicas mais graves, como o pé torto congênito.

A gravidade da condição muitas vezes depende da causa subjacente.

Idade da Pessoa

Em bebês e crianças pequenas, o pé torto para dentro é relativamente comum e geralmente é temporário à medida que os músculos e ligamentos se desenvolvem.

Em adultos, pode ser um sinal de uma condição mais duradoura.

criança andando com pé torto para dentro

Sintomas

A presença de sintomas como dor, dificuldade para caminhar ou rigidez nas articulações pode indicar um problema mais sério.

Persistência

Se a condição persistir ou piorar ao longo do tempo, pode ser um sinal de que a causa subjacente é mais séria.

Tratamento

O tratamento necessário depende da gravidade da condição. Em alguns casos, o pé torto para dentro pode ser tratado com fisioterapia, exercícios específicos, órteses (palmilhas ortopédicas), ou outros métodos conservadores. Em casos mais graves, pode ser necessária cirurgia.

Como funciona o diagnóstico e o exame físico?

O diagnóstico e o exame físico de uma pessoa com pé torno para dentro é feito por um especialista e pode envolver:

Anamnese

O especialista começará fazendo perguntas sobre a história do paciente, como:

  • Quando os sintomas começaram?
  • Há alguma dor associada?
  • Você já teve lesões anteriores nos pés ou tornozelos?
  • Você pratica atividades físicas que possam estar contribuindo para o problema?

Exame Visual

Ele observará a postura e a marcha do paciente para identificar qualquer padrão anormal de movimento.

pé torto para dentro

Avaliação da Pisada

Uma das maneiras mais comuns de diagnosticar o pé pronado é através da análise da pegada do paciente. Isso pode ser feito com uma impressão molhada dos pés ou usando equipamentos especiais, como uma plataforma de análise da marcha. Ele observará a distribuição do peso e a impressão deixada pelos pés.

Testes Musculares e de Mobilidade

O especialista pode realizar testes de força e flexibilidade dos músculos da perna, tornozelo e pé. Isso pode incluir testes como o teste de resistência à inversão e eversão do pé, além de avaliar a amplitude de movimento do tornozelo.

Avaliação da Dor

O paciente será questionado sobre qualquer dor associada à condição. Isso pode ajudar a determinar se há inflamação, lesões ou outros problemas adicionais.

Exames de Imagem

Em alguns casos, o especialista pode solicitar exames de imagem, como radiografias, ressonância magnética ou ultrassonografia, para avaliar estruturas ósseas, ligamentos ou tendões com mais detalhes.

Avaliação da Postura Corporal

A pronação excessiva dos pés pode estar relacionada a problemas de postura mais amplos. Portanto, o profissional também pode avaliar a postura corporal geral do paciente.

pé torto na grama

Como é o tratamento?

O tratamento para o pé torto congênito dentro depende da gravidade da condição, da idade do paciente e de outros fatores. Geralmente, o tratamento envolve uma combinação de métodos conservadores e, em alguns casos, cirurgia.

Órteses e Sapatos Especiais

Em casos leves, especialmente em crianças, o especialista pode prescrever órteses, que são dispositivos ortopédicos, ou sapatos especiais, projetados para corrigir a posição do pé.

Fisioterapia

A fisioterapia pode ser recomendada para fortalecer os músculos das pernas e pés, melhorar o equilíbrio e a coordenação, e ajudar a corrigir a postura.

Manipulação Manual

Em algumas situações, especialmente em pé torto congênito de bebês, o especialista pode realizar manipulações suaves para tentar corrigir a posição do pé. Isso é feito sob anestesia geral e requer acompanhamento cuidadoso.

Cirurgia

Em casos graves ou quando as abordagens conservadoras não são eficazes, a cirurgia pode ser necessária.

Acompanhamento Pós Cirúrgico

Após a cirurgia, o paciente geralmente usará um gesso ou uma órtese para imobilizar o pé durante um período de recuperação. A fisioterapia é necessária para reabilitação após a cirurgia.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé).

A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe.

É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo.

Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas.

O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro.

A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Conclusão

Em resumo, o pé torto para dentro em crianças não é automaticamente considerado sério, pois pode ser uma parte normal do desenvolvimento em bebês e crianças pequenas.

No entanto, quando a condição persiste, é importante procurar orientação especializada para avaliar a causa subjacente e determinar o tratamento adequado, se necessário.

A avaliação por um especialista é essencial para determinar a gravidade da condição e estabelecer um plano de tratamento apropriado.

O tratamento adequado e o acompanhamento podem ajudar a garantir um desenvolvimento saudável das extremidades inferiores da criança.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: