Queimação Nos Pés ou Síndrome dos pés ardentes – O que fazer?

Você tem sentido uma sensação de queimação nos pés e quer saber se deve se preocupar e o que pode fazer para amenizar esse incômodo?

Neste artigo, vamos falar um pouco mais sobre esse sintoma e as condições que podem estar por trás do que parece ser uma inocente sensação de queimação nos pés.

Agendar sua Avaliação

O que pode ser queimação nos pés?

É importante salientar que se você está com a sensação de queimação nos pés há um período de tempo muito grande, é importante procurar um clínico geral para que ele possa avaliar o seu caso e lhe proporcionar um diagnóstico adequado e mais preciso.

Vamos citar aqui algumas possíveis causas desse sintoma desagradável.

Má circulação

Uma das possíveis causas pode ser a má circulação na parte inferior do corpo.

Agendar sua Avaliação

foto de queimação nos pés o que fazer

Neuropatia diabética

Outra possível causa pode ser a diabetes, principalmente se você não faz um tratamento adequado.

A diabetes afeta diretamente os nervos, principalmente nas mãos e nos pés, gerando alguns sintomas como queimação, dor e formigamento.

O ideal é que você busque ajuda especializada para começar a seguir o melhor tratamento para você.

Em geral, ele pode incluir o controle dos níveis de açúcar no sangue, medicamentos e prática de exercícios físicos.

Anomalias nos pés

Situações anormais como excesso de exercícios físicos ou uso incorreto de calçados também podem gerar essa sensação.

Alterações nos pés, como pé plano ou alterações na pisada, também podem ser a possível causa.

foto de queimação nos pés o que fazer

Infecções

Outra causa que pode estar por trás da queimação pode ser a ação de bactérias, fungos ou vírus.

As infecções nos pés podem causar dor, inchaço, vermelhidão e calor na região.

O tratamento de uma infecção no pé depende do tipo de infecção e da gravidade.

Fascite Plantar

A fáscia plantar é um tecido que se estende desde o osso do calcanhar até os dedos dos pés.

Ela é revestida de gordura, que tem a finalidade de absorver choques e suportar a arcada plantar.

Se por algum motivo essa estrutura for acometida por inflamação, a pessoa começa a sentir dor na sola do pé, sensação de queimação e desconforto, especialmente logo quando ela acorda e tenta colocar o pé no chão ou depois de realizar algum exercício com impacto para o pé.

foto de queimação nos pés o que fazer

Quando um fisioterapeuta pode ajudar em casos de dormência nos pés?

Um fisioterapeuta pode desempenhar um papel importante no tratamento da queimação nos pés, especialmente quando a causa está relacionada a problemas musculoesqueléticos, posturais ou de movimento.

Fascite Plantar

A fascite plantar é uma condição comum que pode causar queimação intensa na sola do pé, especialmente ao acordar ou após períodos de inatividade.

Um fisioterapeuta pode prescrever exercícios de mobilidade e fortalecimento específicos para os músculos da planta do pé e da panturrilha, além de técnicas de liberação miofascial para ajudar a aliviar a dor e a inflamação.

Lesões musculoesqueléticas

Lesões nos pés, como entorses, distensões ou sobrecarga muscular, podem levar à queimação.

O fisioterapeuta pode prescrever exercícios de reabilitação para fortalecer os músculos enfraquecidos, melhorar a flexibilidade e promover a cicatrização dos tecidos lesionados.

Pé Plano ou alterações na pisada

Pé plano ou uma pisada inadequada podem causar queimação nos pés devido à distribuição irregular do peso e pressão.

Sobrecarga de atividade física

Exercícios intensos ou repetitivos podem levar à queimação nos pés devido à sobrecarga.

O fisioterapeuta pode ajudar a desenvolver um programa de exercícios adequado para fortalecer os músculos dos pés e tornozelos, além de fornecer orientações sobre descanso e recuperação.

Alterações posturais

Posturas inadequadas ao caminhar ou ficar em pé por longos períodos podem causar desconforto e queimação nos pés.

O fisioterapeuta pode ensinar técnicas para fortalecimento dos músculos estabilizadores para melhorar a distribuição do peso e aliviar a pressão nos pés.

Neuropatia periférica

Em casos de neuropatia periférica, onde os nervos periféricos estão comprometidos, o fisioterapeuta pode ajudar a melhorar a sensibilidade dos pés por meio de técnicas de estimulação nervosa, exercícios de propriocepção e educação sobre cuidados com os pés.

Recuperação pós cirúrgica

Após cirurgias nos pés, como correção de deformidades ou reparo de lesões, o fisioterapeuta desempenha um papel crucial na reabilitação.

Eles podem prescrever exercícios específicos para ajudar na recuperação da função e aliviar a queimação pós-operatória.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A base da proposta do Instituto TRATA está centrada na ideia de inovação no tratamento das extremidades inferiores, abrangendo quadril, joelho e pé. A asseguração de resultados eficazes espelha os métodos seguidos pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente passa por uma avaliação clínica detalhada realizada por um especialista da equipe. Esse inicial procedimento possibilita uma orientação direcionada ao tratamento, considerando o quadro individual de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

Posteriormente, o paciente passa por uma avaliação cinemática dos movimentos corporais. O objetivo é examinar a organização dos ossos e músculos em resposta à gravidade e às forças que atuam no corpo humano. Para essa finalidade, empregamos um software especializado de análise de movimento chamado TrataScan. Sua tecnologia avançada permite identificar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que podem resultar em quadros inflamatórios ou dolorosos, por exemplo.

Durante essa fase, é possível avaliar assimetrias, padrões motores, lesões associadas, presença de compensações e determinar quais estruturas necessitam de intervenção.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

A etapa final envolve a implementação do protocolo de tratamento para lesões nas extremidades inferiores, desenvolvido pela rede e embasado em evidências científicas.

A atenção é direcionada para o alinhamento biomecânico das extremidades inferiores, visando aprimorar a condição do paciente (evitando recidivas) e, consequentemente, proporcionar uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Não há um atendimento padronizado. Analisamos as necessidades individuais de cada paciente e desenvolvemos a abordagem de tratamento mais adequada para cada caso.

A incorporação da tecnologia é uma parte integral do nosso programa de tratamento, com o propósito de proporcionar aos pacientes as mais avançadas técnicas no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: