Rompimento de ligamento: joelho, tornozelo e dedo do pé

O que são os ligamentos?

Os ligamentos são tecidos conjuntivos fibrosos que conectam os ossos entre si em uma articulação.

Eles são compostos principalmente de colágeno e ajudam a manter a estabilidade da articulação ao limitar o movimento excessivo e prevenir lesões.

Agendar sua Avaliação

Existem três tipos principais de ligamentos nas articulações:

  • Ligamentos colaterais

Esses ligamentos estão localizados nas laterais das articulações, ajudando a estabilizá-las.

  • Ligamentos cruzados

Esses ligamentos cruzam um pelo outro dentro da articulação e ajudam a controlar o movimento excessivo.

Agendar sua Avaliação
  • Ligamentos capsulares

Esses ligamentos formam a cápsula que envolve a articulação e ajudam a mantê-la unida.

Os ligamentos são essenciais para a saúde e função adequadas das articulações. No entanto, eles podem ser afetados por lesões, como estiramentos ou rupturas, que podem prejudicar a estabilidade da articulação.

fisioterapeuta mostrando os ligamentos do joelho

Quais são as causas?

O rompimento dos ligamentos pode ser causado por uma variedade de fatores, incluindo:

  • Trauma físico

Os ligamentos podem se romper devido a um trauma físico, como um impacto direto na articulação ou uma torção excessiva.

  • Sobrecarga

A sobrecarga repetitiva dos ligamentos pode levar a um desgaste excessivo e eventual ruptura.

  • Envelhecimento

Com o envelhecimento, os ligamentos tendem a se tornar mais frágeis e menos flexíveis, o que pode torná-los mais suscetíveis a rupturas.

  • Desalinhamento articular

O desalinhamento da articulação pode colocar pressão excessiva nos ligamentos, aumentando o risco de ruptura.

  • Atividades esportivas intensas

As atividades esportivas que envolvem mudanças rápidas de direção e saltos podem colocar muito estresse nos ligamentos e aumentar o risco de ruptura.

  • Condições médicas pré-existentes

Algumas condições, como artrite reumatoide e hiperlaxidez articular, podem enfraquecer os ligamentos e torná-los mais propensos a rupturas.

Quais são os sintomas do rompimento de ligamento?

Os sintomas do rompimento de um ligamento dependem da articulação afetada e da gravidade da lesão.

Rompimento de ligamento do joelho (ligamento cruzado anterior, ligamento cruzado posterior e ligamento cruzado anterior LCA)

O rompimento de ligamentos do joelho é uma lesão comum que pode ser causada por roturas do ligamento cruzado anterior (LCA) ou do ligamento colateral medial (LCM).

Os sintomas do rompimento de ligamento do joelho podem incluir:

  • Dor intensa

A dor pode ser aguda e pode piorar ao mover o joelho afetado.

  • Inchaço

O inchaço na área afetada é comum após a lesão nos ligamentos do joelho.

  • Instabilidade

A articulação do joelho pode parecer instável ou fraca, o que pode levar a sensação de deslocamento ou entorse.

  • Dificuldade em caminhar

Devido à dor e instabilidade, os pacientes podem ter dificuldade para andar ou apoiar o peso sobre o joelho afetado.

  • Estalidos ou crepitações

Estalidos ou crepitações podem ocorrer no joelho afetado durante o movimento.

homem com dor no joelho

Os sintomas geralmente são agudos e ocorrem imediatamente após a lesão. Em casos mais graves, pode haver perda da amplitude de movimento do joelho e dor intensa ao tentar dobrar ou endireitar o joelho.

Rompimento de ligamento do tornozelo

O rompimento de ligamentos do tornozelo é uma lesão que pode ser causada por roturas dos ligamentos laterais (ligamento talofibular anterior e/ou ligamento calcaneofibular) ou pelo ligamento deltoide medial.

Confira alguns sintomas comuns:

  • Dor intensa

A dor pode ser aguda ou surda e pode piorar ao mover o tornozelo afetado.

  • Inchaço

O inchaço na área afetada é comum após a lesão nos ligamentos do tornozelo.

  • Hematomas

Os hematomas podem aparecer na área afetada devido ao sangramento interno.

  • Instabilidade

O tornozelo afetado pode parecer instável ou fraco, o que pode levar a sensação de deslocamento ou entorse.

  • Dificuldade em caminhar

Devido à dor e instabilidade, os pacientes podem ter dificuldade para andar ou apoiar o peso sobre o tornozelo afetado.

  • Estalidos ou crepitações

Estalidos ou crepitações podem ocorrer no tornozelo afetado durante o movimento.

Rompimento de ligamento do dedo do pé

O rompimento de ligamentos do dedo do pé é uma lesão que pode ocorrer devido a impactos diretos, torções ou entorses.

Descubra alguns sintomas:

  • Dor intensa

A dor pode ser aguda e pode piorar ao mover o dedo afetado.

  • Inchaço

O inchaço na área afetada é comum após a lesão nos ligamentos do dedo do pé.

  • Hematomas

Os hematomas podem aparecer na área afetada devido ao sangramento interno.

  • Instabilidade

O dedo afetado pode parecer instável ou fraco, o que pode levar a sensação de deslocamento ou entorse.

  • Dificuldade em caminhar

Devido à dor e instabilidade, os pacientes podem ter dificuldade para andar ou apoiar o peso sobre o pé afetado.

  • Estalidos ou crepitações

Estalidos ou crepitações podem ocorrer no dedo afetado durante o movimento.

Diagnóstico

O diagnóstico do rompimento de ligamento é feito através de uma combinação de avaliação física, exames de imagem e testes clínicos.

fisioterapeuta fazendo diagnóstico de dor no pé

O especialista realizará uma avaliação física detalhada da articulação afetada para avaliar a amplitude de movimento, dor, inchaço, instabilidade, hematomas e outros sintomas. Em seguida, pode ser realizado um ou mais dos seguintes exames para confirmar o diagnóstico:

  • Radiografias: As radiografias podem ser usadas para avaliar se há fraturas ósseas associadas à lesão do ligamento.
  • Ressonância magnética: A ressonância magnética é um exame de imagem que pode fornecer imagens detalhadas dos tecidos moles, incluindo os ligamentos, para avaliar a gravidade da lesão.
  • Ultrassonografia: A ultrassonografia pode ser usada para avaliar a integridade dos ligamentos e outras estruturas dos tecidos moles.
  • Testes clínicos: Os testes clínicos podem ajudar a avaliar a estabilidade da articulação afetada e a determinar qual ligamento foi afetado pela lesão.

Com base nos resultados desses exames, o especialista poderá determinar o melhor tratamento para a lesão do ligamento, que pode incluir repouso, fisioterapia, uso de órteses, medicamentos para dor e inflamação, injeções de corticosteroides e, em casos graves, cirurgia reparadora ou reconstrutiva.

O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são importantes para prevenir danos adicionais e acelerar a recuperação após uma lesão do ligamento.

Como é feito o tratamento?

O tratamento para um ligamento rompido depende do grau da lesão e da articulação afetada, mas pode incluir:

  • Repouso: O repouso da articulação afetada é importante logo após a lesão, para evitar danos adicionais e permitir que a área comece a cicatrizar.
  • Fisioterapia: A fisioterapia pode ajudar a fortalecer os músculos ao redor da articulação afetada, melhorar a amplitude de movimento e reduzir a dor.
  • Uso de órteses: O uso de órteses, como tala ou imobilizador, pode ajudar a proteger a articulação afetada e prevenir lesões adicionais.
  • Medicamentos para dor e inflamação: Os medicamentos para dor e inflamação podem ajudar a aliviar a dor e a inflamação associadas à lesão.
  • Injeções de corticosteroides: As injeções de corticosteroides podem ser usadas para reduzir a inflamação e a dor na articulação afetada.
  • Cirurgia reparadora ou reconstrutiva: Em casos graves, a cirurgia reparadora ou reconstrutiva pode ser necessária para reparar ou reconstruir o ligamento afetado.

Tempo de recuperação

O tempo de recuperação após o rompimento de um ligamento varia de acordo com a gravidade da lesão, a articulação afetada e o tipo de tratamento utilizado. Em geral, o tempo de recuperação pode levar de algumas semanas até vários meses para que a articulação afetada volte ao normal.

Para uma lesão leve, como uma distensão ou estiramento leve do ligamento, o tempo de recuperação pode variar de 1-2 semanas com o uso de fisioterapia e órteses.

Para lesões moderadas, como um rompimento parcial do ligamento, o tempo de recuperação pode levar de 4-8 semanas, dependendo da articulação afetada, do tipo de tratamento utilizado e da resposta individual do paciente ao tratamento.

Para lesões graves, como um rompimento completo do ligamento, o tempo de recuperação pode levar de 6-12 meses ou mais para cicatrizar completamente e retornar à atividade normal. Nesses casos, a cirurgia reparadora ou reconstrutiva pode ser necessária e o tempo de recuperação pode ser prolongado.

É importante seguir as orientações médicas e de fisioterapia para garantir uma recuperação completa e evitar futuras lesões.

O acompanhamento especializado é essencial para avaliar a progressão da lesão e determinar quando o paciente pode retornar às atividades normais.

Uma cirurgia de ligamento do joelho

Quando é indicada?

A cirurgia para o rompimento de ligamento pode ser indicada em casos graves de lesão do ligamento, quando há uma ruptura completa do ligamento ou quando o paciente é atleta profissional ou pratica esportes de alta intensidade que exigem a articulação afetada.

Além disso, a cirurgia pode ser indicada quando outros tratamentos não foram capazes de aliviar os sintomas da lesão e de recuperar a estabilidade da articulação afetada. O objetivo da cirurgia é reparar ou reconstruir o ligamento danificado e restaurar a estabilidade da articulação afetada.

A cirurgia pode envolver a reconstrução do ligamento com um enxerto de tecido do próprio paciente ou de um doador, ou a sutura do ligamento rompido. O tipo de cirurgia depende da gravidade da lesão e da articulação afetada.

Qual é o tempo de recuperação?

O tempo de recuperação após a cirurgia varia de acordo com a gravidade da lesão e do tipo de cirurgia realizada. Em geral, o tempo de recuperação pode levar de 6 meses a 1 ano ou mais, incluindo fisioterapia e acompanhamento médico regular.

É importante seguir as orientações médicas e de fisioterapia para garantir uma recuperação completa e evitar futuras lesões.

A importância da Fisioterapia

A fisioterapia é uma parte importante do tratamento no caso de rompimento de ligamentos, independentemente da gravidade da lesão. Ela pode ajudar a acelerar a recuperação, reduzir a dor e a inflamação, melhorar a amplitude de movimento e restaurar a força e estabilidade da articulação afetada.

A fisioterapia geralmente começa logo após a lesão, com o objetivo de reduzir a dor e o inchaço na articulação afetada e prevenir a perda de mobilidade. Os exercícios de alongamento, fortalecimento e mobilidade podem ser realizados para ajudar a manter a flexibilidade e a força muscular.

Conforme a lesão cicatriza e a dor diminui, o tratamento de fisioterapia pode se concentrar em restaurar a estabilidade e a função normal da articulação afetada. Isso pode incluir exercícios de fortalecimento específicos para os músculos que suportam a articulação afetada, além de exercícios que visam melhorar a coordenação e o equilíbrio.

Prevenção do rompimento do ligamento

A fisioterapia também pode ajudar a prevenir futuras lesões, ensinando técnicas de treinamento de equilíbrio e movimentos corretos para a articulação afetada.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A proposta do Instituto TRATA está fundamentada no conceito de inovação, no que se refere ao tratamento de membros inferiores (quadril, joelho e pé).

A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe.

É esse primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, utilizamos um software exclusivo de análise de movimento chamado TrataScan, cuja tecnologia avançada permite detectar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo.

Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, existência de compensações e quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos que podem ser avaliados durante essa etapa.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

O último passo consiste na aplicação do protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em evidências científicas.

O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente (sem recidivas) e, por conseguinte, de uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Nenhum atendimento é padrão. Avaliamos as necessidades específicas de cada paciente e montamos a abordagem de tratamento mais assertiva para cada quadro.

A tecnologia faz parte do nosso programa de tratamento com o objetivo de oferecer aos pacientes o que há de mais avançado no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: