Síndrome da Bunda Morta: o que é, sintomas, causas e tratamento

Você sabia que a dor que você sente no quadril ou joelho podem estar relacionadas ao enfraquecimento de uma região do seu glúteo? Hoje você vai descobrir quais são as causas, sintomas e como funciona o tratamento de uma condição chamada de “Síndrome da bunda morta” ou “Síndrome da amnésia glútea”.

O que é?

A “Síndrome da bunda morta”, também conhecida como “Síndrome da amnésia glútea”, é um termo coloquial que descreve uma condição em que os músculos glúteos, especialmente o glúteo médio, tornam-se fracos ou inativos devido a um estilo de vida sedentário ou a padrões de movimento inadequados.

Agendar sua Avaliação

Isso pode levar a uma série de problemas, incluindo dor no quadril, dor no joelho e instabilidade no quadril e na pelve.

foto de síndrome da bunda morta

Quais são os sintomas?

Os sintomas da Síndrome da Bunda Morta podem variar de pessoa para pessoa, mas geralmente incluem uma combinação dos seguintes:

Agendar sua Avaliação

Dor no quadril

A fraqueza dos músculos glúteos pode causar desalinhamento e instabilidade no quadril, levando a dor e desconforto nessa região.

Dor no joelho

A falta de estabilidade e suporte dos músculos glúteos pode levar a padrões de movimento inadequados, aumentando o estresse sobre as articulações do joelho e causando dor.

Fraqueza ou instabilidade no quadril

Pessoas com a síndrome podem sentir fraqueza ou instabilidade ao realizar atividades como subir escadas, levantar-se de uma cadeira ou caminhar em terrenos irregulares.

Dificuldade em realizar exercícios

Os sintomas podem incluir dificuldade em realizar exercícios que envolvem os músculos glúteos, como agachamentos, lunges ou elevações de quadril.

Dormência ou formigamento

Em alguns casos, pode ocorrer dormência ou formigamento na região glútea devido à inatividade muscular prolongada.

foto de síndrome da bunda morta

Pode ser algo grave?

Embora a Síndrome da Bunda Morta não seja considerada uma condição grave, pode levar a problemas crônicos se não for tratada adequadamente.

A fraqueza ou inatividade dos músculos glúteos pode causar desequilíbrios musculares e padrões de movimento inadequados, aumentando o risco de lesões musculoesqueléticas.

Essas condições podem afetar significativamente a qualidade de vida e a capacidade de realizar atividades diárias e exercícios físicos.

Além disso, a Síndrome da Bunda Morta pode contribuir para o desenvolvimento de outras condições musculares, como a síndrome da dor patelofemoral (dor na região da patela do joelho) e a síndrome do trato iliotibial (dor na parte externa do joelho).

Se não tratadas, essas condições podem se tornar crônicas e causar limitações funcionais significativas.

foto de síndrome da bunda morta

Quais são as causas?

As causas da Síndrome da Bunda Morta podem incluir uma combinação de fatores relacionados ao estilo de vida, padrões de movimento e predisposição genética.

Algumas das causas comuns incluem:

Estilo de vida sedentário

Passar longos períodos sentado, seja no trabalho, dirigindo ou em atividades de lazer, pode levar à inatividade dos músculos glúteos e contribuir para a fraqueza muscular.

Padrões de movimento inadequados

Movimentos repetitivos ou padrões de movimento inadequados que não envolvem a ativação adequada dos músculos glúteos podem levar à inatividade e fraqueza muscular ao longo do tempo.

Lesões anteriores

Lesões anteriores nos músculos glúteos ou em áreas adjacentes, como a região lombar ou o quadril, podem resultar em compensações musculares e contribuir para a fraqueza dos músculos glúteos.

Fatores genéticos

Algumas pessoas podem ter uma predisposição genética para padrões de movimento inadequados ou fraqueza muscular, o que pode contribuir para a Síndrome da Bunda Morta.

Idade

Com o envelhecimento, os músculos tendem a perder massa e força, o que pode aumentar o risco de fraqueza muscular na região glútea.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico e o tratamento da Síndrome da Bunda Morta deve ser personalizado de acordo com as necessidades específicas de cada paciente, levando em consideração uma variedade de fatores, incluindo a gravidade dos sintomas, histórico, estilo de vida e objetivos de tratamento.

foto de síndrome da bunda morta

Diagnóstico

Avaliação abrangente

O diagnóstico começa com uma avaliação abrangente conduzida por um especialista.

Esta avaliação envolve uma revisão detalhada da história médica do paciente, análise dos sintomas relatados e um exame físico completo.

Avaliação funcional

É realizada uma avaliação funcional para determinar o alcance dos movimentos, força muscular, estabilidade articular e padrões de movimento.

Isso pode incluir testes específicos para avaliar a função dos músculos glúteos e a ativação muscular durante atividades específicas.

Exames complementares

Em alguns casos, exames de imagem, como ressonância magnética, ultrassonografia ou radiografias, podem ser realizados para avaliar a estrutura e função dos músculos, articulações e tecidos moles.

foto de síndrome da bunda morta

Tratamento

Plano de tratamento personalizado

Com base na avaliação inicial, um plano de tratamento personalizado é desenvolvido para atender às necessidades específicas do paciente.

Isso pode incluir uma combinação de intervenções, como exercícios terapêuticos, terapia manual, modalidades de fisioterapia, educação do paciente e modificações no estilo de vida.

Exercícios terapêuticos

São prescritos exercícios específicos para fortalecer os músculos glúteos, melhorar a estabilidade articular e corrigir padrões de movimento disfuncionais.

Os exercícios são adaptados de acordo com o nível de condicionamento físico, habilidades e tolerância do paciente.

Terapia manual

Em alguns casos, a terapia manual, como liberação miofascial ou manipulação articular, pode ser utilizada para aliviar a tensão muscular, melhorar a mobilidade e promover a cicatrização tecidual.

Educação do paciente

O paciente recebe orientações sobre como prevenir recorrências da síndrome, incluindo técnicas de postura adequada, modificação das atividades diárias e estratégias de autocuidado.

Acompanhamento e ajustes

O plano de tratamento é revisado regularmente e ajustado conforme necessário com base na resposta do paciente e progresso do tratamento.

É importante manter uma comunicação aberta com o profissional de saúde para garantir que o tratamento esteja alinhado com as necessidades e objetivos do paciente.

foto de síndrome da bunda morta

Exercícios para prevenir a Síndrome da bunda morta

Como a Síndrome da Bunda Morta é um problema comum causado pela inatividade dos músculos glúteos, especialmente devido ao estilo de vida sedentário, confira algumas dicas de exercícios que podem ajudar a prevenir essa condição:

Ativação dos Glúteos

Incorporar exercícios que visam especificamente os músculos glúteos, como agachamentos, lunges, elevações pélvicas, deadlifts e hip thrusts.

Esses exercícios ajudam a ativar e fortalecer os músculos glúteos, prevenindo a inatividade e a fraqueza.

foto de síndrome da bunda morta

Exercícios Funcionais

Inclua exercícios funcionais que envolvam movimentos compostos e naturais, como correr, subir escadas, pular, saltar, entre outros.

Esses movimentos recrutam os glúteos de forma mais eficaz do que os exercícios isolados e ajudam a melhorar a coordenação e o equilíbrio.

foto de síndrome da bunda morta

Treinamento de Peso Corporal

Além dos exercícios com peso livre, o treinamento de peso corporal, como flexões, pranchas, burpees e montanhistas, também pode ser eficaz para ativar os glúteos e fortalecer os músculos estabilizadores ao redor da região lombar e dos quadris.

foto de síndrome da bunda morta

Mobilidade

Não se esqueça de incluir exercícios de mobilidade para os músculos da parte inferior do corpo, especialmente os glúteos, quadris e músculos da coxa.

Isso ajuda a manter a flexibilidade e a amplitude de movimento, evitando a rigidez muscular que pode contribuir para a Síndrome da Bunda Morta.

foto de síndrome da bunda morta

Intervalos Ativos

Se você tem um trabalho sedentário, tente incorporar intervalos ativos ao longo do dia.

Levante-se a cada hora, alongue-se, dê uma caminhada curta ou faça alguns agachamentos para ativar os glúteos e evitar a inatividade prolongada.

Variedade e Progressão

Varie seus exercícios regularmente e progrida gradualmente na intensidade e no volume para desafiar seus músculos de maneira eficaz e evitar a adaptação.

foto de síndrome da bunda morta

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A base da proposta do Instituto TRATA está centrada na ideia de inovação no tratamento das extremidades inferiores, abrangendo quadril, joelho e pé. A asseguração de resultados eficazes espelha os métodos seguidos pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente passa por uma avaliação clínica detalhada realizada por um especialista da equipe. Esse inicial procedimento possibilita uma orientação direcionada ao tratamento, considerando o quadro individual de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

Posteriormente, o paciente passa por uma avaliação cinemática dos movimentos corporais. O objetivo é examinar a organização dos ossos e músculos em resposta à gravidade e às forças que atuam no corpo humano. Para essa finalidade, empregamos um software especializado de análise de movimento chamado TrataScan. Sua tecnologia avançada permite identificar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que podem resultar em quadros inflamatórios ou dolorosos, por exemplo.

Durante essa fase, é possível avaliar assimetrias, padrões motores, lesões associadas, presença de compensações e determinar quais estruturas necessitam de intervenção.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

A etapa final envolve a implementação do protocolo de tratamento para lesões nas extremidades inferiores, desenvolvido pela rede e embasado em evidências científicas.

A atenção é direcionada para o alinhamento biomecânico das extremidades inferiores, visando aprimorar a condição do paciente (evitando recidivas) e, consequentemente, proporcionar uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Não há um atendimento padronizado. Analisamos as necessidades individuais de cada paciente e desenvolvemos a abordagem de tratamento mais adequada para cada caso.

A incorporação da tecnologia é uma parte integral do nosso programa de tratamento, com o propósito de proporcionar aos pacientes as mais avançadas técnicas no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: