Tendão Patelar

O tendão patelar é uma estrutura muito importante na região do joelho e alvo de dores e inflamações. Saiba mais sobre essa estrutura e os problemas que podem nela aparecer. 

O Que É Tendão Patelar? 

O tendão patelar, também chamado de ligamento da patela ou ligamento patelar, é o tendão que liga a patela (o osso na porção anterior do joelho) à tíbia. Ele é envolto por uma estrutura fina chamada de peri-tendão, que fornece o suprimento sanguíneo para o tendão. 
Juntamente com a própria patela e o músculo anterior da coxa (quadríceps), forma o conjunto responsável pela extensão do joelho. 
Porém é um tendão que costuma inflamar, dependendo do grau de impacto, exercício ou situação patológica que o indivíduo apresenta. A tendinite patelar (inflamação do tendão patelar) é uma das causas mais comuns de dores no joelho causadas por movimentos repetitivos. 

Tendão Patelar Inflamado – Sintomas e Causas 

esquema mostrando o tendão patelar
A dor é comum na inflamação do tendão patelar é bastante comum

A inflamação do tendão patelar é bastante comum em praticantes de atividades esportivas que incluem saltos, como futebol, tênis, voleibol e atletismo. 
Por ser tão comum em praticantes dessa modalidade, a condição do tendão patelar inflamado levou o nome de “joelho de saltador” ou “jumper’s knee“, em inglês, justamente por ser extremamente comum nesses atletas, profissionais e amadores. 
A inflamação no tendão patelar é um tendinite e seu grau depende da gravidade (podendo ser Grau I, II, III ou IV), podendo até haver ruptura parcial ou total dessa estrutura. 
A tendinite Grau I é caracterizada por dor leve após os treinos; Grau II por dor mais intensa após os treinos, mas sem perda de rendimento; Grau III dor mais intensa com perda de rendimento e Grau IV dor significativa, com ruptura da estrutura e impossibilidade momentânea de atividades. 

Sintomas de tendão patelar inflamado 

Quando o indivíduo apresenta inflamação no tendão patelar, os principais sintomas são: 

  • Dor na região anterior do joelho; 
  • Dor que piora quando o indivíduo salta; 
  • Joelho inchado; 
  • Sensação de joelho duro ao acordar. 

Causas da tendinite patelar 

Existem diversas hipóteses das razões pelas quais o indivíduo apresenta inflamação no tendão patelar. 
A principal hipótese é que o músculo anterior da coxa (quadríceps), por não estar corretamente fortalecido, ou por estar recebendo cargas de maneira inadequada, não consegue absorver todo o impacto e um pouco desse impacto acaba sendo transferido ao tendão. 
Com o passar do tempo e o constante impacto sendo transferido ao tendão patelar, ele acaba primeiramente alongando e ficando encurtado, uma vez que é uma estrutura que não foi feita fisiologicamente para receber todo esse grau de impacto e sobrecarga.  
Com o passar do tempo, o tendão acaba engrossando, afetando a membrana peri-tendão, afetando sua vascularização. 
Se não tratado corretamente, acaba ocorrendo a degeneração do tendão. 

Fatores de Risco 

Indivíduos que praticam esportes de salto estão mais propensos ao desenvolvimento da tendinite patelar. 
Porém, ela costuma acometer mais indivíduos altos e com maior peso, sendo bastante frequente em praticantes de esporte acima do peso. 
Em relação à idade, costuma afetar mais homens, na faixa etária de 20 a 30 anos. 
Em praticantes de atividades físicas regulares que incluem salto, a inflamação do tendão patelar pode ocorrer quando o volume e carga de treinamentos aumentam, sem respeitar o período de descanso necessário para que o organismo se acostume com a nova rotina de treinos. 
Além disso, a falta de programas de fortalecimento muscular para a musculatura da coxa também pode ser um fator de risco considerável para o desenvolvimento de inflamação no tendão patelar. 
É importante mencionar que não adianta somente fazer exercícios de fortalecimento para a musculatura anterior da coxa, uma vez que uma musculatura pouco fortalecida de posterior da coxa pode fazer com que a força que incida no tendão seja de maneira desequilibrada. 
Portanto, o desequilíbrio muscular pode acabar levando à inflamação do tendão patelar. 
Portadores de doenças crônicas e autoimunes como artrite reumatoide, lúpus e diabetes podem apresentar tendões patelares mais enfraquecidos, portanto são indivíduos que podem ter tendinite patelar. 

Diagnóstico de Tendinite Patelar 

médico examinando o tendão patelar
O diagnóstico de problemas no tendão patelar é feito por especialistas.

O diagnóstico de tendinite patelar não costuma ser difícil quando realizado por um bom profissional da área ortopédica. 
É importante que o paciente não demora a procurar um diagnóstico correto ao começar a sentir dores na região anterior do joelho, que acometem o indivíduo após a prática esportiva e que costumam piorar à noite. 
O indivíduo começa a sentir dores após treinos e a dor pode até ir embora, mas com o passar do tempo ela passa a interferir nas atividades. 
Para diagnóstico, é importante avaliar o desequilíbrio muscular do indivíduo utilizando testes biomecânicos. Alguns exames também podem ser solicitados. 

Tratamento da Tendinite Patelar 

 O tratamento da tendinite patelar pode ser não cirúrgico (tratamento conservador) ou cirúrgico, dependendo do grau da tendinite apresentada. 
Para retirar o paciente do grau de dor, podem ser utilizados medicamentos como anti-inflamatórios e analgésicos. 
Infiltrações locais não são indicadas, pois embora pareçam reduzir a dor a curto prazo, a longo prazo promovem maior degeneração do tendão. 
A fisioterapia é extremamente indicada para casos de tendinite patelar, sendo importante ressaltar que a tendinite está ligada à falta de fortalecimento na região da musculatura da coxa. A fisioterapia agirá justamente nessa região, com exercícios para fortalecimento local. 
A fisioterapia para tendinite patelar também inclui exercícios de alongamento para auxiliar no processo de desinflamação do tendão. 

Exercícios De Fortalecimento do Tendão Patelar

mulher fazendo exercícios para o tendão patelar
Existem vários exercícios que podem fortalecer o tendão patelar.

Para fortalecimento da região do tendão patelar é importante a realização de exercícios específicos, não somente para o quadríceps femoral (músculo anterior da coxa), mas também para isquiotibiais, glúteo máximo e médio, musculatura extensora e flexora, bem como adutora e abdutora do quadril. 
É importante mencionar que exercícios como agachamento podem ser bastante importantes para fortalecimento da região, no entanto, se realizados de forma errada, podem piorar os quadros de tendinite patelar. 
Elevações e levantamento de pesos também precisam ser realizados de maneira correta, pois todos os exercícios que podem acarretar sobrecarga na região da patela podem piorar sensivelmente um quadro de tendinite patelar. 
Desta forma, é fundamental a presença e orientação do fisioterapeuta, para que o tratamento não cirúrgico da tendinite patelar não resulte em um quadro clínico pior. 
A utilização de bandagens (kinesiotape) também é bastante utilizada como parte do tratamento da tendinite patelar, uma vez que a bandagem elástica atua sobre o estímulo proprioceptivo do indivíduo.  
A bandagem deve ser inicialmente colocada por um fisioterapeuta e só com o passar do tempo o indivíduo pode, ele mesmo, colocar a bandagem. É importante, sobretudo, para indivíduos que estão voltando aos treinos. 
O objetivo da fisioterapia é o retorno rápido, sem dor, à prática de esportes. No caso da tendinite patelar, esse retorno pode ser em 2 a 4 meses, dependendo do quadro. 
A fisioterapia atuará não somente no alívio da dor na região, como também no alinhamento muscular e correção da aterrissagem pós-salto, para que a região não receba mais sobrecarga. 
É importante que, enquanto o indivíduo faz o tratamento fisioterápico, ele diminua a carga de treinamento ou modifique os exercícios para que haja diminuição da sobrecarga na região do tendão patelar. 

Cirurgia Para Tendinite Patelar 

A cirurgia para tendinite patelar está somente indicada para indivíduos que não tiveram boa resposta ao tratamento conservador ou para casos em que já há pré-ruptura do tendão. 

Open chat
Powered by