Ventosaterapia: benefícios, o que é e contraindicações

Ventosaterapia: beneficios dessa técnica são reais e podem melhorar dores musculares? Você vai descobrir isso e muito mais nesse artigo.

Ventosaterapia: entenda a técnica adotada por Michael Phelps

A ventosaterapia é uma técnica de medicina alternativa que envolve o uso de copos de vidro ou plástico para criar vácuo na pele e, assim, aumentar o fluxo sanguíneo para uma determinada área do corpo.

Agendar sua Avaliação

Essa técnica tem sido usada há milhares de anos em várias culturas, incluindo a medicina tradicional chinesa e a medicina árabe.

A técnica ganhou destaque nos últimos anos, depois que o nadador americano Michael Phelps foi visto com marcas redondas em seu corpo durante as Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016.

Essas marcas eram resultado de uma forma de ventosaterapia conhecida como “cupping”, que é comumente usada por atletas para ajudar na recuperação muscular.

Agendar sua Avaliação

foto de ventosaterapia beneficios

Como funciona a ventosaterapia?

Independentemente do método utilizado, a ventosaterapia funciona criando um vácuo nos copos que suga a pele e o tecido subcutâneo para dentro do copo. Isso aumenta o fluxo sanguíneo para a área afetada, o que pode ajudar a aliviar a dor, reduzir a inflamação e promover a cicatrização.

Quais são os tipos de métodos de ventosaterpia?

Ventosas de vidro ou plástico

O terapeuta coloca uma substância inflamável, como álcool ou ervas secas, dentro de um copo de vidro ou plástico e, em seguida, acende a substância em chamas por alguns segundos. Isso aquece o ar dentro do copo e cria um vácuo. O copo é mantido no local por alguns minutos ou movido ao longo da área afetada para criar uma massagem por sucção.

Ventosas de sucção

Essas ventosas possuem uma bomba manual ou elétrica que cria vácuo nos copos sem a necessidade de calor. O terapeuta aplica a ventosa na pele e usa a bomba para criar vácuo. Em seguida, a ventosa é deixada no local por alguns minutos antes de ser removida.

Ventosas de pressão

As ventosas são aplicadas na pele e pressionadas para baixo, criando um vácuo. O terapeuta pode mover a ventosa ao longo da área afetada para criar uma massagem por sucção.

Ventosas magnéticas

As ventosas contêm ímãs que podem ajudar a aliviar a dor e melhorar a circulação sanguínea.

Os benefícios da ventosaterapia são reais? Melhora a circulação sanguínea?

foto de ventosaterapia beneficios

Os defensores da ventosaterapia acreditam que ela pode trazer uma série de benefícios para a saúde, incluindo:

  1. Alívio da dor: a ventosaterapia pode ajudar a aliviar a dor em várias condições, como dores musculares e articulares, enxaquecas, dores nas costas e dores menstruais.
  2. Redução da inflamação: a ventosaterapia pode ajudar a reduzir a inflamação, que é uma causa comum de dor e doença em todo o corpo.
  3. Melhora da circulação sanguínea: a ventosaterapia pode ajudar a melhorar o fluxo sanguíneo para as áreas afetadas, o que pode contribuir para acelerar a cicatrização e promover a saúde geral.
  4. Relaxamento muscular: a ventosaterapia pode ajudar a relaxar os músculos tensos e melhorar a flexibilidade.

No entanto, é importante notar que a ventosaterapia ainda é controversa em alguns círculos médicos e a eficácia da técnica não foi comprovada cientificamente.

Como em qualquer tratamento médico, é fundamental consultar um profissional de saúde antes de experimentar a ventosaterapia.

Contraindicações da ventosaterapia

Apesar de ter uma série de pessoas que aderem a essa técnica, é importante trazer também as contraindicações. Descubra a seguir:

  • Pele sensível, feridas abertas ou queimaduras;
  • Tendência a formar hematomas ou sangramento excessivo;
  • Histórico de trombose ou embolia;
  • Gravidez, especialmente no abdômen e na região lombar;
  • Distúrbios hemorrágicos ou doenças sanguíneas;
  • Infecções agudas, febre ou condições graves, como câncer ou insuficiência cardíaca.

Qual o local de aplicação da ventosa?

A ventosaterapia pode ser aplicada em várias partes do corpo, dependendo da condição a ser tratada. Algumas das áreas mais comuns para a aplicação de ventosas incluem costas, pescoço, ombros, abdômen, pernas, pés, braços e mãos.

Quais são os riscos?

Como qualquer outro tratamento, a ventosaterapia pode ter alguns riscos e efeitos colaterais, que podem incluir:

  • Hematomas;
  • Queimaduras;
  • Infecções;
  • Tontura e desmaios;
  • Agravamento de certas condições;
  • Reações alérgicas.

Em resumo, a ventosaterapia é uma técnica que deve ser realizada por um profissional qualificado e licenciado, que pode avaliar os riscos e benefícios individuais para cada paciente.

É importante discutir as opções com um profissional de saúde antes de experimentar a técnica.

Ventosaterapia dói?

A ventosaterapia pode ser desconfortável para algumas pessoas, mas geralmente não deve ser dolorosa.

Durante o tratamento, as ventosas criam uma pressão negativa, que pode parecer estranha ou um pouco desconfortável, mas não deve ser dolorosa. No entanto, algumas pessoas podem sentir uma sensação de pressão ou aperto na pele durante o tratamento.

foto de ventosaterapia beneficios

É importante lembrar que cada pessoa é única e pode experimentar sensações diferentes durante o tratamento com ventosas.

Algumas pessoas relatam sentir um alívio da dor e tensão muscular imediatamente após o tratamento, enquanto outras podem precisar de algumas sessões antes de verem resultados significativos.

O pós-tratamento

O pós-tratamento de ventosaterapia geralmente envolve alguns cuidados simples para garantir uma recuperação rápida e confortável.

Algumas das recomendações comuns após uma sessão de ventosaterapia incluem:

  • Beber bastante água após o tratamento;
  • Descansar e evitar atividades extenuantes;
  • Evitar banhos quentes;
  • Evitar exposição ao sol;
  • Observar a pele;
  • Continuar o tratamento, se necessário.

É importante lembrar que cada pessoa é única e pode ter necessidades diferentes após o tratamento de ventosaterapia.

É sempre recomendado seguir as orientações do profissional de saúde qualificado e licenciado para garantir uma recuperação confortável e rápida.

Qual profissional de saúde pode realizar a ventosaterapia?

No Brasil, a ventosaterapia é considerada um procedimento terapêutico e deve ser realizada por um profissional de saúde qualificado e licenciado.

A prática da ventosaterapia é regulamentada pelos conselhos de classe e sua utilização deve ser realizada por profissionais da área de saúde, como fisioterapeutas, acupunturistas, quiropraxistas, naturopatas, médicos, entre outros.

É importante escolher um profissional de saúde qualificado e experiente para realizar o tratamento com ventosas. Certifique-se de que o profissional seja licenciado e siga as normas e regulamentações aplicáveis à ventosaterapia em sua região.

É sempre importante lembrar que a ventosaterapia não é uma cura para todas as doenças ou condições de saúde e que o tratamento deve ser realizado como parte de um plano de cuidados de saúde abrangente e individualizado.

O tratamento que vai devolver a saúde dos seus membros inferiores

A base da proposta do Instituto TRATA está centrada na ideia de inovação no tratamento das extremidades inferiores, abrangendo quadril, joelho e pé. A asseguração de resultados eficazes espelha os métodos seguidos pela equipe:

Avaliação clínica detalhada

O paciente passa por uma avaliação clínica detalhada realizada por um especialista da equipe. Esse inicial procedimento possibilita uma orientação direcionada ao tratamento, considerando o quadro individual de cada paciente.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação

Avaliação cinemática dos movimentos do corpo

Posteriormente, o paciente passa por uma avaliação cinemática dos movimentos corporais. O objetivo é examinar a organização dos ossos e músculos em resposta à gravidade e às forças que atuam no corpo humano. Para essa finalidade, empregamos um software especializado de análise de movimento chamado TrataScan. Sua tecnologia avançada permite identificar quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que podem resultar em quadros inflamatórios ou dolorosos, por exemplo.

Durante essa fase, é possível avaliar assimetrias, padrões motores, lesões associadas, presença de compensações e determinar quais estruturas necessitam de intervenção.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: avaliação cinemática 2D

Protocolo de tratamento das lesões dos membros inferiores

A etapa final envolve a implementação do protocolo de tratamento para lesões nas extremidades inferiores, desenvolvido pela rede e embasado em evidências científicas.

A atenção é direcionada para o alinhamento biomecânico das extremidades inferiores, visando aprimorar a condição do paciente (evitando recidivas) e, consequentemente, proporcionar uma maior qualidade de vida.

 Fisioterapia ortopédica e esportiva: exercício de fortalecimento

Não há um atendimento padronizado. Analisamos as necessidades individuais de cada paciente e desenvolvemos a abordagem de tratamento mais adequada para cada caso.

A incorporação da tecnologia é uma parte integral do nosso programa de tratamento, com o propósito de proporcionar aos pacientes as mais avançadas técnicas no tratamento conservador de Fisioterapia.

Agendar sua Avaliação

Esse Guia Exclusivo foi elaborado pelos Fisioterapeutas do maior grupo especializado da América Latina.

Preencha os dados para receber acesso de forma segura: